sábado, 3 de novembro de 2012

DIÁRIO REGIONAL - 04.11.12


Acidente com bondinho mata duas pessoas em Campos do Jordão


Duas mulheres morreram e pelo menos outras 40 pessoas ficaram feridas no fim da tarde deste sábado (3) após um acidente com o bondinho turístico que faz a viagem de Pindamonhangaba (SP) a Campos do Jordão (SP), na Serra da Mantiqueira. 
Unidades do Corpo de Bombeiros do Vale do Paraíba foram mobilizadas para resgatar as vítimas do acidente, que ocorreu por volta das 18h20.

O trabalho de retirada dos sobreviventes foi concluído às 23h, mas a perícia deve permanecer na ferrovia até o começo da madrugada. Os dois corpos ainda não foram retirados do local.
De acordo com profissionais que atuaram no socorro às vítimas, pelo menos nove ficaram gravemente feridas e foram levadas para o Hospital Regional de Taubaté. As demais, muitas com fratura exposta, foram levadas para o hospital de Pindamonhangaba e de Campos do Jordão.
No fim da noite deste sábado, o secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, saiu de São Paulo com destino à sede da Estrada de Ferro, em Pindamonhangaba. Ele não havia chegado ao local até às 23h.
As primeiras informações são de que o bondinho descarrilou e bateu na serra, na altura do Km 26 da ferrovia, em Santo Antônio do Pinhal (SP).
O local é de difícil acesso e, por isso os bombeiros montaram uma base às margens da Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro (SP-123) para facilitar o socorro às vítimas.Os feridos estão sendo levados para hospitais de Taubaté.
 Um das vítimas fatais era guia turístico terceirizada da ferrovia e a outra, uma passageira. As causas do acidente ainda serão investigadas.

Acidente entre carro e ônibus deixa mortos e feridos na Via Lagos


Acidente na Via Lagos deixa seis mortos e sete feridos Carlos Ivan / Agência O Globo
Seis pessoas morreram e sete ficaram feridas em um acidente envolvendo um carro e um ônibus na Via Lagos, na noite desta sexta-feira (2). A colisão aconteceu na altura do km 17, na localidade conhecida como Castelo, em Rio Bonito, interior do Rio de Janeiro, por volta das 21h30.
Segundo a Polícia Militar, uma mulher atravessou a via e foi atropelada pelo automóvel, que perdeu a direção e bateu de frente com o ônibus, que vinha no sentido contrário.
O automóvel, um Astra, ficou preso embaixo do ônibus e chegou a ser arrastado por alguns metros antes de pegar fogo. Fabiana Moraes da Silva, de 26 anos, morreu após ser atropelada.
 As outras vítimas, entre elas duas crianças, eram ocupantes do Astra, que seguia no sentido Rio. Ainda segundo a PM, eles eram de Araruama. Os corpos carbonizados foram encaminhados para o Instituto Médio Legal (IML) de Araruama para identificação.
Além das crianças, que não tiveram o sexo identificado, estavam uma pessoa adulta e dois homens.
Ficaram feridos passageiros e o motorista do ônibus da 1001, que seguia de Niterói para Cabo Frio. Eles foram levados para hospitais da região.
Três vítimas foram encaminhadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Araruama e quatro mulheres para o Hospital regional Darcy Vargas, em Rio Bonito.
Os estados mais graves eram de uma passageira que fraturou o pé e do motorista, Gustavo da Costa, de 34 anos, que quebrou o joelho e precisou ser transferido para o Hospital federal do Andaraí, Zona Norte do Rio.
Bombeiros e funcionários da concessionária que administra a rodovia trabalharam durante a madrugada deste sábado para retirar o ônibus da via.
O trânsito nos dois sentidos seguiu em pare e siga na área do acidente. A ocorrência foi registrada na 119ª DP (Rio Bonito).

JORNAL TRIBUNA DE MINAS - 04.11.12


Avião de pequeno porte cai no Litoral de SC na manhã deste sábado


Um avião de pequeno porte caiu na praia de Taquarinhas, em Balneário Camboriú, no Litoral de Santa Catarina, por volta das 10h30 deste sábado (3). Segundo a Polícia Militar, estavam na aeronave dois homens - piloto e passageiro - e uma criança, de 11 anos. Os dois adultos morreram no acidente.
A aeronave caiu no mar. Quando o Corpo de Bombeiros chegou, a criança estava consciente, mas em estado de choque. Ela foi encaminhada ao Hospital Municipal Ruth Cardoso, de Balneário Camboriú, segundo a polícia, sem ferimentos graves.
Os Bombeiros da cidade fizeram o resgate da criança e dos corpos dos adultos usando jet-ski e lancha. De acordo com a Polícia Militar, a aeronave afundou no mar e, por isso, não se sabe qual o modelo do avião que caiu.

FOTOS ANTIGAS - PARTIDO POLÍTICO - ARENA

1970 - Foto de Roberto Dornellas


COISAS DE ADVOGADOS....


CASAMENTO EM ALTO ESTILO

Raíssa, filha de Arlete e do empresário Luiz Geraldo Soranço, e Diego, filho de Fátima e Valdir Paiva unem-se pelos laços do matrimonio no dia de hoje, às 20h, na igreja da Glória.

Desejamos aos pais nossos parabéns e aos noivos toda a felicidade possível.

Por recomendações médicas não poderemos nos fazer presente, mas estaremos, mesmo de longe, presentes em pensamentos.

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

MAIS UM POSSÍVEL ESCÂNDALO: Sob as asas dos pais


Filhos de brigadeiros são contratados para trabalhar em empresa que mantém negócios milionários com a Força Aérea Brasileira

Claudio Dantas Sequeira
chamada.jpg
CAMARADAGEM 
Juniti Saito, comandante da Aeronáutica, o brigadeiro Burnier e seu filho
“Gilbertinho” (da esq. para a dir.): relação próxima  com a empresa israelense AEL
04.jpg
Nos últimos meses, a empresa israelense AEL Sistemas, fabricante de componentes aeronáuticos, passou a contar, em seu quadro de funcionários, com oficiais da ativa e filhos de integrantes da alta cúpula da Força Aérea Brasileira. Detalhe: a AEL mantém negócios milionários com a Aeronáutica, que dispensou a licitação para a contratação de seus serviços. Conforme apurou ISTOÉ, jovens recém-formados e sem experiência na área passaram a ocupar cargos estratégicos na companhia israelense. 
O caso mais flagrante envolve um nome de peso, o brigadeiro Gilberto Antonio Saboya Burnier, que foi secretário de Política, Estratégia e Assuntos Internacionais do Ministério da Defesa e, até se aposentar em abril, era comandante de Operações Aéreas da FAB. Burnier é considerado o mentor do programa de modernização da Força Aérea e braço direito de Juniti Saito, atual comandante da Aeronáutica. 
No mesmo mês em que passou para a reserva, seu filho, que tem o mesmo nome e é apelidado de “Gilbertinho”, foi contratado pela AEL como “analista de compras” da empresa. O departamento onde trabalha é responsável pelas aquisições de materiais de alta tecnologia que acabam empregados nos sistemas de gerenciamento da frota da FAB. O filho de Burnier formou-se em administração numa faculdade particular de Brasília há apenas um ano e trabalhava, até então, em um escritório de arquitetura.
As novas denúncias confirmam reportagem publicada por ISTOÉ no início do mês, que revelou os benefícios obtidos pela AEL em contratos sem licitação com a FAB. Isso aconteceu, segundo relatório de inteligência da Polícia Federal, depois que a companhia admitiu entre seus diretores um cunhado do comandante Juniti Saito, o coronel reformado Luiz Pondé. 
Em nota, a FAB alegou que o militar da reserva foi contratado por sua experiência no setor – nada a ver, portanto, com o vínculo familiar. Agora se sabe que Pondé não foi um caso isolado. Levantamento feito pela reportagem mostra que a AEL, cujo faturamento cresceu 150 vezes entre 2003 e 2011, período que coincide com a gestão Saito, se tornou porto seguro de interesses particulares do comando da FAB.
02.jpg
O conflito de interesses fica mais evidente pelo fato de o próprio brigadeiro Burnier ter cargo na empresa. Em março de 2011, quando ainda estava na ativa, ele ganhou assento no conselho diretor consultivo da companhia, com poder para opinar nos planos estratégicos. Não se sabe quais critérios balizaram a escolha dos membros do conselho, mas a ata da assembléia de acionistas indica ainda a nomeação do general Darke Figueiredo, que vem a ser assessor especial do senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL). A nomeação de Darke na AEL ocorreu um mês depois de Collor assumir a presidência da Comissão de Defesa do Senado, responsável por apreciar projetos de interesse do setor, como subsídios para a indústria bélica. O documento aprovado na assembleia estabelece remuneração aos conselheiros e diretores, mas não especifica valores.
No rol de contratações da AEL também está a de Bruno Baptista, 27 anos. Ele é filho do brigadeiro Carlos Baptista Júnior, presidente da Copac, a comissão da FAB responsável pela concorrência bilionária para a compra de caças de combate (programa F-X2). Na AEL, Bruno, que estudou no colégio militar e estagiou no setor comercial de uma emissora de tevê na capital federal, ganhou um cargo no departamento de marketing. 
Na lista de apadrinhados consta também o nome de Gabriel Bermudez, filho de outro brigadeiro do Alto Comando, Antonio Moretti Bermudez, que foi chefe da comunicação social da FAB e, em abril, assumiu o Sexto Comando Aéreo Regional, em Brasília, numa cerimônia repleta de homenagens a Burnier e Saito. Gabriel concluiu o curso de engenharia elétrica na Universidade de Brasília em 2008, estagiou na Aneel e trabalhava numa empreiteira até ganhar o cargo de engenheiro de software na AEL. Em seu currículo, ele se diz “usuário avançado de internet”, com “grande experiência” no uso do Windows e do pacote Office. Relata alguns cursos básicos de programação insuficientes, por definição, para aplicação em projetos avançados de aviação militar. O filho do brigadeiro atua no projeto de modernização do avião de transporte C-95 Bandeirante, outro xodó da dupla Saito-Burnier.
03.jpg
O programa de modernização, que consistiu basicamente na instalação de um cockpit digital num avião com 40 anos de idade, foi alvo de críticas dentro da própria FAB. Segundo informações do Portal da Transparência, a AEL já faturou dos cofres públicos R$ 180 milhões. Em 2003, ela havia conseguido pouco mais de R$ 300 mil em contratos governamentais. Esse valor saltou para R$ 2,8 milhões no ano seguinte e chegou a R$ 53,7 milhões em 2011. Até agosto deste ano, já foram R$ 30 milhões. Questionada por ISTOÉ, a AEL preferiu não se manifestar. O gabinete de Collor informou que Darke estava viajando. A FAB, por sua vez, disse que “informações relativas a funcionários devem ser prestadas pela empresa”. Alegou que a participação de militares no conselho diretor da AEL é importante para “resguardar os interesses estratégicos dos programas militares ligados à soberania nacional.”
01.jpg
EMPREGO NOVO
Filho de brigadeiro responsável por projeto bilionário, Bruno Baptista
foi contratado pela AEL mesmo sem experiência

Testemunha revela detalhes do tiroteio que culminou na morte de coronel reformado do Exército


José Luís Costa
O relato de uma testemunha da morte do coronel reformado do Exército, Júlio Miguel Molinas Dias, 78 anos, revelou detalhes do crime. Segundo essa pessoa disse à polícia, um indivíduo estaria na carona do carro de Dias quando iniciou o tiroteio no bairro Chácara das Pedras.

Leia mais: Quantidade de tiros disparados chama a atenção da Polícia
Fotos: Em galeria, relembre a noite do atentado no Riocentro


Além de colher depoimentos, o titular da 14ª Delegacia de Polícia (DP), delegado Luís Fernando Martins Oliveira, acompanhado de cinco agentes da Polícia Civil, conversou com familiares na casa do ex-militar na manhã desta sexta-feira. Ele ainda procura câmeras de vigilância no entorno do local do crime que possam revelar mais detalhes.
Conforme a testemunha relatou à polícia, Dias teria chegado à sua residência, em frente à Praça Antônio Prado, com uma pessoa no banco do carona. Um Gol vermelho seguia o Citröen C4 do ex-coronel. Uma das suspeitas é de que ele fora assaltado e os ladrões tinham a intenção de entrar em sua casa. As outras hipóteses são execução e tentativa de roubo de carro.
Dias teria reagido ao estacionar o carro, mas o tiro não teria atingido o suspeito, que revidou, também disparando. Na sequência, o bandido teria descido do carro e arrancado o coronel da reserva de seu banco, iniciando uma luta corporal.
Em seguida, Gol teria encostado ao lado do C4  e o motorista do veículo atirado em Dias. O coronel reformado levou três tiros: um atingiu de raspão o braço esquerdo, um o tórax e o terceiro a cabeça, próximo à sua orelha direita.
Foram encontrados projéteis de armas calibre 9mm, .45 e .380. A dupla fugiu com a arma de Dias.

ACIDENTE AÉREO - Piloto de avião que caiu em MT pediu socorro antes de bater em montanha


O piloto do bimotor de modelo Seneca, Thyago Santoro, que colidiu contra um paredão de rochas em Chapada dos Guimarães, a 65 quilômetros de Cuiabá, nesta quinta-feira (1º), que culminou na morte dele, do copiloto e de mais dois engenheiros do governo do estado chegou a pedir socorro antes do acidente. De acordo com o Corpo de Bombeiros chovia muito no momento do acidente. “A informação que chegou para nós de outros pilotos é que ele deu o código internacional de emergência e, logo em seguida, deu um grito. Depois disso sumiu um ponto do radar”, afirmou Oscar Coiado Júnior.
O acidente aconteceu no final da tarde desta quinta-feira. De acordo com o plano de voo, a aeronave saiu de Confresa, a 1.064 quilômetros da capital, com destino a Cuiabá. A 200 quilômetros de Cuiabá, o avião bateu em uma região de morro. Um chacareiro prestou auxílio às buscas pelos destroços da aeronave.
 “Já na região nós encontramos um chacareiro que avistou a asa do avião no entardecer. Ele nos auxiliou a encontrar o local onde o avião colidiu com o paredão. Nós começamos as buscas no local exato onde houve a colisão por volta das 4h desta sexta-feira e localizamos o avião às 06h”, confirmou o sargento do Corpo de Bombeiros, Adilson de Arruda.
O resgate dos corpos foi feito por meio da técnica de rapel. Uma equipe formada por policiais militares, Corpo de Bombeiros e peritos usaram cordas e ganchos para acessar as ferragens. A retirada dos corpos foi demorada e delicada. Além de Thyago Santoro, morreram dois engenheiros civis da Secretaria Estadual de Pavimentação e Transporte Urbano (Septu) e mais o copiloto.
Orlando Monteiro da Silva (58) e Sidney Benedito Nunes (57) tinham viajado a serviço para participar de uma reunião que havia discutido as obras de pavimentação da MT-322. O governador Silval Barbosa decretou luto oficial de três dias pela morte das vítimas. O quarto integrante da aeronave, um copiloto, não foi identificado oficialmente. Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML), em Cuiabá. Técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) já se deslocaram ao local para investigar as circunstâncias do acidente.
Aluno e professor exemplares
Thyago Santoro tinha 24 anos e foi considerado o melhor aluno do curso de pilotagem (Foto: Arquivo Pessoal)Thyago tinha 24 anos e foi considerado o melhor
aluno do curso de pilotagem (Foto: Arquivo Pessoal)
Thyago fez o curso de pilotagem profissional de aeronaves em uma universidade particular de Cuiabá. De acordo com o coordenador do curso, Henrique César Galina, o piloto foi o melhor aluno da turma. “Era o melhor aluno da sala. O Thyago era um profissional exemplar. Nunca teve problemas nas aulas, era cauteloso. Com certeza, tudo o que aconteceu foi uma fatalidade. A perda do Thyago é inestimável para a aviação brasileira”, afirmou.
Anos depois de concluir o curso, Thyago passou a dar aulas na mesma universidade em que se formou. Ainda de acordo com o coordenador do curso, Thyago dominava o inglês e era apaixonado pela aviação.
Nesta sexta-feira em que é celebrado o Dia de Finados, o piloto voltava para casa onde iria comemorar com a família o aniversário da mãe. Ele era evangélico e noivo. “Ele era uma pessoa extremamente simples. Era muito fácil de tratar com ele. É uma pessoa que já está fazendo uma falta danada. A gente está constrangido e realmente com o coração trincado com a perda desse excelente amigo e desse irmão que a gente tinha”, destacou Oscar Júnior.
Em uma rede social, Thyago chegou a refletir sobre a morte que, segundo ele, beira cotidianamente a vida dos pilotos. “"Em ti (senhor) confio as minhas asas e enquanto não for a hora da minha partida, deixai-me voar de volta para os braços das pessoas que amo. E no dia que chegar a hora de partir, que estas saibam que não morri, porque aviadores não morrem, aviadores voltam ao céu por outras asas", escreveu Thyago em 2011.

NOITE DE AUTÓGRAFOS - HISTÓRIAS DE UM PRACINHA NA 2ª GUERRA MUNDIAL


MISSA DE 7º DIA - CEL JAIRO JUNQUEIRA


Assaltantes rendem vigias e arrombam caixa eletrônico em faculdade de Juiz de Fora


de Juiz de Fora

Ocorrência foi registrada em uma instituição particular. Eles utilizaram um maçarico, segundo PM

Um caixa eletrônico foi arrombado com um maçarico na madrugada desta sexta-feira (02) em Juiz de Fora. De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO) da Polícia Militar (PM) dois homens, um deles armado, renderam e prenderam em uma sala dois porteiros que trabalhavam no local, uma faculdade particular no bairro Salvaterra.

Ajudados por outros dois comparsas que chegaram em uma caminhonete importada, os ladrões ficaram cerca de 15 minutos no local. A quantia levada por eles não foi divulgada.

O grupo fugiu e não foi localizado. Os porteiros conseguiram se soltar, não tiveram ferimentos e acionaram a PM.

Velocidade de internet começa a ser regulada.


A partir desta quinta-feira (1) entram em vigor as novas regras de qualidade da internet fixa no país. Regulada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), as empresas agora não poderão disponibilizar aos seus consumidores uma velocidade instantânea da internet menor do que 20% do contratado pelo usuário, em 95% das medições realizadas.
José Batista de Rezende, Presidente da Anatel (Foto: Divulgação)José Batista de Rezende, Presidente da Anatel
(Foto: Divulgação)
Até o momento, as empresas não eram reguladas com um mínimo de velocidade de internet na prestação do serviço, e por isso nem sempre a velocidade contratada batia com a velocidade real. A partir desta quinta-feira, no entanto, as empresas terão que se adaptar às novas regras estabelecidas e obedecer a um cronograma.
Neste primeiro ano, a velocidade instantânea oferecida, tanto no download quanto no upload, deve ser de, pelo menos, 20% do contratado. Ou seja: caso o contrato de internet seja de 1 Mpbs, o mínimo da conexão deverá ser 200 Kbps. Nos doze meses seguintes, o mínimo sobe para 30%, e, a partir de então, para 40%.
As empresas também são obrigadas a ter uma velocidade média da banda larga fixa, que corresponda ao resultado da média de todas as medições realizadas no mês, considerando tanto no download quanto no upload. A meta, a partir de agora, é de 60% nos doze primeiros meses. A partir de novembro de 2013 ela aumenta para 70%, e, depois, para 80%.
Neste primeiro momento, nem todas as empresas estão obrigadas a obedecer as metas de qualidade. Apenas as prestadoras com mais de 50 mil assinantes: Oi, Net, Telefônica/Vivo, Telefônica Data, Ajato Telecomunicações, GVT, CTBC Telecom, Embratel, Sercomtel e Cabo Telecom.
As empresas tiveram um ano para adaptar os seus equipamentos às novas regras de qualidade da Anatel, estabelecidas no Regulamento de Gestão da Qualidade do Serviço de Comunicação Multimídia. Aquelas que não cumprirem as metas de qualidade poderão ser punidas pela agência.
Os usuários que se sentirem lesados poderão realizar reclamações juntamente com a operadora ou diretamente à Anatel através de seu site na aba Fale Conosco, por telefone através do número 1331, ou nos postos de atendimento pessoal espalhados em cada capital brasileira.

CORONEL DO EXÉRCITO É MORTO A TIROS EM PORTO ALEGRE

Júlio Miguel Molinas Dias, 78 anos, foi encontrado ao lado do carro em frente à própria residência
Coronel é morto a tiros no bairro Chácara das Pedras, na Capital Jean Schwarz/Agencia RBS
Hipótese de execução não é descartada pela Polícia CivilFoto: Jean Schwarz / Agencia RBS

A morte, na noite desta quinta-feira, de um coronel do Exército reformado é investigada pela Polícia Civil. Júlio Miguel Molinas Dias, 78 anos, foi morto a tiros quando chegava em casa na Rua Professor Ulisses Cabral, no bairro Chácara das Pedras, em Porto Alegre.

O crime aconteceu por volta das 21h. Moradores relataram ter ouvido uma série de tiros. Ao saírem à rua, viram o corpo de Dias ao lado do carro, um C4 cor prata, em frente à residência em que ele morava. Segundo vizinhos, o militar era viúvo há pouco tempo.

— Estava na sala de casa e, de repente, ouvi uns estampidos de bala na rua. Devem ter sido entre 10 e 15 tiros — relata o vizinho Barton Habbab, 47 anos.

A Polícia Civil trabalha com duas linhas de investigação: tentativa de latrocínio (roubo com morte), embora nada tenha sido levado, e execução.

— Não descartamos a execução porque não foi levada a carteira, que tinha cerca de R$ 200, nem o carro — afirma o delegado Paulo Xavier, da equipe de volantes da Polícia Civil.

Segundo a Polícia Civil, o coronel reformado teria reagido após um carro vermelho ter cortado a frente do veículo em que ele estava. Não foi encontrada arma com a vítima, que foi alvejada com pelo menos seis tiros. No local do crime, foram encontradas cápsulas de três armas diferentes.

Molinas Dias era comandante do Destacamento de Operações Internas do Exército no Rio (DOI) durante o Caso Riocentro. Em 30 de abril de 1981, um sargento morreu quando carregava uma bomba que explodiu perto do local onde se realizaria uma concentração de artistas e políticos em protesto contra o regime militar.

NOTA DE FALECIMENTO - RADIALISTA MARCOS SILVA


https://www.facebook.com/photo.php?fbid=524428250919477&set=a.193370224025283.54836.100000569215778&type=1&ref=nf

Rubro-negra e cruzeirense, aposentada cobra atitude de Ronaldinho sobre Chevette


Os poucos arranhões sofridos pelo Porsche Cayenne não fazem muito barulho nos cofres de Ronaldinho Gaúcho, mas o Chevette humilde da aposentada Conceição Chaves, de 71 anos, ficou em pedaços. Um enorme prejuízo para a costureira, que agora cobra providências em relação ao prejuízo:

— É muito triste porque perdi o Chevette. Voltei da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), e deixaram o meu carro aqui em casa, destruído. Na hora do acidente, ninguém veio falar comigo. O motorista dele (Ronaldinho) nem chegou perto, só ficou falando no celular. Só falaram comigo mesmo os bombeiros e quem me atendeu— reclama Conceição, que não registrou ocorrência depois do acidente. Recebeu um papel com a orientação de que, na próxima semana, prestaria depoimento.
O carro de R49 não foi muito afetado, mas o Chevette de Conceição teve perda total
O carro de R49 não foi muito afetado, mas o Chevette de Conceição teve perda total Foto: Frank Camilo / O TEMPO
Bombeiros e curiosos perto do local do acidente
Bombeiros e curiosos perto do local do acidente Foto: Frank Camilo / O Tempo
Pouco antes das 16h desta quinta-feira, na cidade de Lagoa Santa, a cerca de dois quilômetros do CT do Atlético-MG, o Porsche Cayenne de R49 colidiu com o Chevette de Conceição, que fazia o retorno na estrada que liga o município a Belo Horizonte. O motorista do craque, identificado como Daniel, ficou no local, mas Ronaldinho aproveitou uma carona de Jô e, em questão de minutos, estava no Galo. Chegou apenas cinco minutos atrasado para a sessão regenerativa, de acordo com o diretor de futebol Eduardo Maluf.

— O carro saiu do nada, não vi. Sorte que o caminhão que estava parado na frente (no qual o Chevette bateu, depois). Meu carro saiu rodopiando na estrada: se não fosse isso, nem sei o que aconteceria comigo. Graças a Deus não aconteceu nada — relembra a aposentada, que já morou no Rio de Janeiro, na Ilha do Governador: — No Rio, gostava do Flamengo. Aqui em Minas, tenho simpatia pelo Cruzeiro.
O Porshe teve pequenos amassados e arranhões
http://extra.globo.com/esporte/brasileiro/rubro-negra-cruzeirense-aposentada-cobra-atitude-de-ronaldinho-sobre-chevette-ninguem-veio-falar-comigo-6619011.html

PJF EXONERA O SECRETÁRIO VÍTOR VALVERDE

PREFEITURA DE JUIZ DE FORA
DIÁRIO OFICIAL ELETRÔNICO DO MUNICÍPIO DE JUIZ DE FORA
ATOS DO GOVERNO DO PODER EXECUTIVO
Publicado em: 01/11/2012 as 00:01
O PREFEITO DE JUIZ DE FORA, usando das atribuições que lhe confere o Art. 47, inciso VIII, da Lei Orgânica Municipal, resolve exonerar a pedido, VÍTOR MÁRIO VALVERDE, do cargo de provimento em comissão de SECRETÁRIO, da Secretaria de Administração e Recursos Humanos, criada pela Lei n.º 10.000, de 08 de maio de 2001, alterada pela Lei n.º 10.937, de 03 de junho de 2005, regulamentada pelo Decreto n.º 10.605, de 30 de dezembro de 2010 e alterada pelo Decreto n.º 11.077, de 17 de janeiro de 2012, a partir de 01 de novembro de 2012. Prefeitura de Juiz de Fora, 30 de outubro de 2012. a) CUSTÓDIO MATTOS – Prefeito de Juiz de Fora.


JORNAL TRIBUNA DE MINAS - COLUNA PAINEL

Só férias

Antes mesmo de a exoneração do secretário de Administração, Vítor Valverde, ser publicada nos Atos do Governo - versão eletrônica -, a Prefeitura avisou a alguns interlocutores que não se tratava de qualquer tipo de retaliação em função do resultado das eleições, nas quais ele atuou como coordenador-geral da candidatura de reeleição do prefeito Custódio Mattos. Com férias acumuladas,Vítor ficará fora do cargo até o dia 17 de dezembro, quando volta para fechar o ciclo. Para o ano que vem, ele tem planos de um período sabático e de estudos no exterior, provavelmente em Londres.

COLUNA CACA SALERMO - 02.11.12




O colunista Eduardo Gomes recebendo do tenente-coronel Augusto Perez, o Medalhão Marquês de Barbacena...

CIRCULANDO PELA GRANDE REDE.


No site www.joaquimbarbosapresidente.com.br pode-se fazer o download do adesivo para fixar num veículo ou janela, bem como fazer depoimentos

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA - III OLIMPÍADA LATINO AMERICANA DE FILOSOFIA



Foi realizada no mês de outubro de 2012 a III Olimpíada Latino Americana de Filosofia, na Universidade Católica de Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro. Sendo o tema desse ano: "Qual o custo social do progresso?"


O Colégio Militar de Juiz de Fora participou da Olimpíada com um grupo de alunos do Ensino Médio coordenados pelo Ten José Augusto e pelo Prof Crochet. Os alunos apresentaram um trabalho filosófico em forma de palestra e uma peça teatral, com o título: "O julgamento do progresso".


O evento teve como apoiadores, a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, a Universidade Estadual do Estado do Rio de Janeiro, a PUC Minas, a PUC RS, o Ministério de Educação e Cultura da República Oriental do Uruguai e a UNESCO.

Seção de Comunicação Social 
Colégio Militar de Juiz de Fora

DIÁRIO REGIONAL - 01.11.12


CONVITE AORE BELO HORIZONTE


Convite

O Presidente da Associação dos Oficiais da Reserva do Exército Brasileiro, Fernando G. Castelo Branco e a Comissão das Turmas de 1962 e 1987 têm a honra de convidar Vossa Excelência e Esposa para as festividades da Festa do Jubileu de 2012.


PROGRAMAÇÃO


           FORMATURA                                                                                  JANTAR
Data: 09 de novembro de 2012                                            Data: 10 de novembro de 2012
Local: 4ª Companhia de Polícia do Exército                          Local: Círculo Militar de Belo Horizonte
End.: Rua Juiz de Fora, 990 – Barro Preto                           End.: Av. Raja Gabaglia, 350 – Gutierrez
Hora: 09h00min                                                                   Hora: 20h00min
Traje: Esporte Fino (Social)                                                 Traje: Passeio Completo (Paletó e gravata)     

Estacionamento no Clube = R$ 10,00
(para 50 vagas)
Fernando Gonçalves Castelo Branco
Presidente

CONVITE DIA DO OFICIAL R/2 EM JUIZ DE FORA


Produtor movimenta redes sociais para tentar pagar dívida de R$ 0,79


Um produtor de cinema de Santos, no litoral de São Paulo, mobilizou várias pessoas nas redes sociais para conseguir pagar uma dívida de R$ 0,79 que tem com uma operadora de telefonia celular. Samuel Alves de Castro publicou uma foto no seu perfil em uma rede social com uma "hashtag" pedindo para a empresa liberar um boleto para que ele pudesse saldar o valor. Em questão de horas, a foto teve centenas de compartilhamentos e, depois disso, dezenas de pessoas aderiram à campanha e fizeram fotos com cartazes com a "hashtag" criada por ele.
Castro conta que descobriu que devia o valor no dia 25 de outubro, quando foi comprar um carro. "Fui em uma concessionária e falaram que eu estava com o nome negativado. Logo depois fui no Serasa e eles emitiram um documento com as informações sobre o valor que eu devia e a empresa que tinha feito o registro. Aí eu vi que devia R$ 0,79 para a operadora e isso estava me impossibilitando de comprar o carro", conta.
Documento mostra que saldo devedor é de R$ 0,79 (Foto: Samuel de Castro/Arquivo Pessoal)Documento mostra que saldo devedor é de R$ 0,79
(Foto: Samuel de Castro/Arquivo Pessoal)
No dia seguinte, Castro ligou para a operadora pois queria tentar resolver o problema, mas não obteve sucesso. "Depois de teclar todas as opções do menu de atendimento, fiquei 10 minutos no telefone ouvindo aquela música de espera. Cansei e desliguei. Fui em uma loja da operadora e eles disseram que o sistema estava fora do ar e pediram para eu voltar depois. Quando voltei, me falaram que o sistema continuava fora do ar e me disseram para ir a outra loja. Quando cheguei lá, eles me disseram que o sistema também estava fora do ar. E com isso perdi um dia todo tentando resolver este problema e não consegui", conta.
Após sair da loja, ele decidiu criar a campanha nas redes sociais. "Fui para casa, gravei um vídeo e postei em um site de compartilhamento. A internet é um meio que a gente tem de criticar, questionar e colocar reclamações. Por meio dela as coisas se espalham muito rápido. E essa é minha forma de protestar e criticar o atendimento ruim que recebi. Podia ser qualquer valor, mas perdi muito tempo para resolver isso”, diz.
Imagem foi compartilhada por vários internautas em uma rede social (Foto: Isabella Paschoal/Arquivo Pessoal)Imagem foi compartilhada por vários internautas
(Foto: Isabella Paschoal/Arquivo Pessoal)
No sábado (27), Castro publicou uma foto em seu perfil em uma rede social e o sucesso foi instantâneo. Os internautas começaram a publicar imagens com um cartaz pedindo para a operadora liberar o boleto para que ele pudesse poder pagar a dívida. “As pessoas começaram a compartilhar e a minha foto teve centenas de compartilhamentos. Depois começaram a publicar fotos com a hashtag e eu compartilhei todas”, conta.
Em nota, a operadora informa que o cliente possui débito em aberto referente a um dos planos oferecidos e que o boleto foi encaminhado para o email do cliente. A nota também afirma que tão logo for confirmado o pagamento, o nome de Castro será retirado dos órgãos de proteção ao crédito.

COBRADOR HOSTILIZA PASSAGEIRA E É AFASTADO


Por Guilherme Arêas e Pedro Brasil
A repercussão de um protesto publicado na rede social Facebook  fez com que um cobrador de ônibus de Juiz de Fora fosse afastado de seu cargo em menos de 24 horas após ele, supostamente, hostilizar uma usuária do transporte coletivo. O caso ocorreu na tarde de terça-feira, quando uma mulher de 57 anos, que trabalha como lancheira em uma escola, teria pedido ao trocador, 22, que fechasse a claraboia do ônibus da linha 522 (Teixeiras), devido à pancada de chuva que caía no horário. A irmã da mulher, uma idosa de 71 anos, estaria sendo atingida pela água que entrava pela abertura no teto do veículo. Ao pedir para que o cobrador fechasse o compartimento, a usuária teria sido tratada com agressividade pelo rapaz. Conforme boletim de ocorrência registrado pela mulher, o profissional teria dito "que não faria aquilo, que não é obrigação dele e que, se ela quisesse, poderia descer do coletivo, pagar outra passagem e fechar ela mesma". Após desembarcar, a mulher ainda teria sido vítima de agressões verbais por parte do cobrador, que teria feito gestos obscenos na frente dos demais passageiros. Um fiscal da empresa foi chamado e repassou o caso ao departamento jurídico, e a Viação Tusmil decidiu ontem pelo afastamento do profissional. Após a repercussão na internet, o rapaz teria inclusive recebidos ameaças de morte.
"Desci do ônibus e chorei muito, pois ele falava palavrões e fazia sinal com a mão, se referindo à minha filha, que não tinha nada a ver com a situação", disse ontem a lancheira, emocionada. Ela conta que a confusão teria ocorrido quando ela voltava para o Centro, após levar a irmã para uma consulta no Hospital Maternidade Therezinha de Jesus. "Quando o ônibus parou em frente ao fórum, na Avenida Rio Branco, fui falar com o motorista, mas ele deu razão ao cobrador e disse que ele não estava sendo pago para isso."
O encarregado da Tusmil, Cleiton Dilly, informou que a empresa reprova a atitude do funcionário, que foi afastado e poderá inclusive ser demitido se as acusações forem comprovadas. O departamento jurídico da companhia vai apurar o caso e avaliar as imagens da câmera instalada no coletivo. "Não aprovamos esse tipo de situação, até pelo fato de que os profissionais são treinados e passam por cursos de capacitação para lidar com o cliente da melhor forma possível." A Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) também lamentou o ocorrido e disse repudiar qualquer ação de desrespeito promovida por profissionais do transporte coletivo urbano.
Publicação na rede
Uma jornalista que estava no ônibus no momento da confusão publicou no Facebook a imagem do cobrador e um texto descrevendo a situação. "Como jornalista e como cidadã de bem, que inclusive paga (caro) para usar este transporte público, era mais do que minha obrigação relatar todo o fato", escreveu na postagem, que foi compartilhada por quase dois mil usuários do Facebook até a noite de ontem. Dezenas de internautas aproveitaram para comentar situações de desrespeito que também teriam sofrido nos ônibus da cidade. A jornalista ainda gravou depoimentos das vítimas e publicou o áudio no YouTube. Com a repercussão do caso, ela criou o grupo "Reclamações Transporte Público JF" no Facebook. O objetivo é canalizar reclamações, críticas, sugestões e denúncias publicamente feitas às empresas de ônibus, à Settra e à Astransp.
A Assessoria jurídica do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Coletivo de Juiz de Fora (Sinttro) informou que vai entrar com uma ação pedindo a retirada imediata das imagens e cobrando danos morais contra a usuária que postou o vídeo e a denúncia na internet. Além disso, a assessoria acrescentou que o cobrador estaria sendo reconhecido nas ruas e ameaçado de morte após a veiculação das imagens.

Settra recebeu 48 reclamações este ano

A Settra recebeu, este ano, 48 reclamações formais relacionadas à conduta dos profissionais de ônibus. A auxiliar de limpeza Sueli Rosa Alves foi uma que já procurou a secretaria para se queixar de um motorista da linha Graminha. "Eu entro com a minha filha, e ele não espera a gente passar da roleta e nem sentar. Arranca com tudo, e a gente corre o risco de se machucar." O eletricista de manutenção José Maia, 56, também garante que há um motorista problemático no seu bairro. "Ele para fora do lugar, arranca de qualquer jeito e ainda assedia algumas mulheres que usam o ônibus. Muita gente no bairro tem problema com ele." A professora Rosana de Souza Dias, 56, disse que chegou a mudar seu local de trabalho depois de ter sido maltratada por um condutor. Ela contou que, certa vez, estava com sacolas indo para a escola onde lecionava na Zona Norte quando o motorista teria gritado para ela sair da frente por estar atrapalhando o desembarque dos trabalhadores. Envergonhada, ela desceu no ponto seguinte e pediu transferência para não correr o risco de cruzar novamente com o homem.
O passageiro que se sentir lesado ou desrespeitado pode entrar em contato com o Serviço de Orientação ao Usuário (SOU), pelo telefone 3690-8218, na sede da Settra (Rua Maria Perpétua 72, Ladeira), ou ainda no JF Informação. É importante, se possível, levar o nome do funcionário, número do carro, hora e data do fato. Com este registro, a Settra investiga a situação, ouve o funcionário, busca registros das câmeras e analisa histórico de reclamações do profissional. A pena varia de acordo com a gravidade do caso, podendo ir desde advertência até a demissão do profissional.

CÉSAR ROMERO - CÂMARA MUNICIPAL DE JUIZ DE FORA


ANTENADO

A Câmara Municipal abriu seu site, ontem, com um aviso de que, nesta quinta-feira, todas as instalações passarão pelo processo de dedetização e que, "pela aplicação do veneno não é recomendável a presença de pessoas nas dependências". Coincidência ou não, amanhã é feriado, e, por isso, "o funcionamento volta ao normal na próxima segunda-feira, 5 de novembro". Fala sério...

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Professora demitida por 'diário de classe' volta ao trabalho no Maranhão


Uma professora da rede municipal de Imperatriz (MA) que foi demitida após publicar fotos de uma sala de aula no Facebook poderá voltar ao trabalho.

Uiliene Santa Rosa, 24, havia postado no feriado de 12 de outubro imagens de alunos usando guarda-chuva enquanto faziam prova, por causa de goteiras, na escola Guilherme Dourado.

A Secretaria Municipal de Educação decidiu demiti-la na semana passada, ao constatar a publicação. Após a repercussão do caso, porém, a prefeitura da cidade anunciou ontem que revogaria a decisão.

Uiliene disse que decidiu divulgar as imagens por não concordar com a "situação degradante" vivida por uma turma do 7º ano.
Reprodução/Facebook
Crianças usam guarda-chuva em sala da escola Guilherme Dourado, em Imperatriz (MA); foto foi publicada no Facebook
Crianças usam guarda-chuva em sala da escola Guilherme Dourado, em Imperatriz (MA); foto foi publicada no Facebook
Dias depois, recebeu a notícia de que não fazia mais parte do quadro docente, por "não se enquadrar na postura da escola".

A professora de história lecionava na escola desde o início do ano, com contratação temporária. O contrato valia até o fim do ano.

Segundo ela, outras salas têm goteiras, rachaduras na parede e instalações precárias. A escola funciona em um prédio alugado pela administração municipal.

Segundo a prefeitura, o problema das goteiras foi solucionado antes da demissão da professora. O prefeito Sebastião Madeira (PSDB) afirmou que a demissão foi "afobada", por isso determinou processo de apuração dos fatos.

Mesmo com o retorno ao trabalho, a professora diz que vai cobrar na Justiça indenização por danos morais. "Eu me senti muito mal. A revogação [da demissão] é a prova de que eles haviam abusado do poder."