sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

JORNAL TRIBUNA DE MINAS - 22.12.12


HOSPITAL MONTE SINAI NÃO ATENDE MAIS PACIENTES DA UNIMED


A partir de amanhã, o Hospital Monte Sinai não atenderá os usuários dos planos de saúde da Unimed. O contrato de prestação de serviços com a operadora não foi renovado por conta de divergência com relação às condições de qualidade e segurança exigidas, conforme informou a diretoria do hospital em comunicado oficial.
"A interrupção do atendimento é o ponto culminante de um processo de negociação, marcadamente arrastado, de um novo contrato de prestação de serviços médico-hospitalares a ser celebrado entre as partes", diz o texto. "Depois de aguardar, sem êxito e por aproximadamente 18 meses, a conclusão das negociações destinadas a ajustar as bases contratuais, e por considerar que as condições até então em vigor tinham o potencial de comprometer a qualidade e a segurança dos serviços que presta, o Hospital se viu compelido a comunicar à dita Unimed o fato de que, após diversas prorrogações de prazo, a partir do último dia 14 de dezembro de 2012, passaria a prestar os ditos serviços segundo as bases que considerava adequadas, tendo em vista o já mencionado objetivo de preservar a qualidade do atendimento e a segurança dos usuários (bases estas há muito transmitidas à referida Unimed", completa. Procurada pela Tribuna, a assessoria do Monte Sinai não esclareceu quais as condições propostas em contrato não foram aceitas pela Unimed.
A assessoria de imprensa da operadora, por sua vez, afirmou que, "apesar das tentativas de consenso nas negociações para a manutenção do contrato, a Unimed Juiz de Fora foi forçada a aceitar o pedido de descredenciamento do Hospital Monte Sinai." De acordo com o presidente da Unimed, Hugo Borges, a proposta da do Monte Sinai contraria as práticas da operadora e, até mesmo, recomendações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). "A decisão protege os médicos cooperados e o cliente Unimed. Se aceita, a proposta feita pelo hospital, de uma tabela própria de preços e condições comerciais diferenciadas, tornaria inviável o custo do plano de saúde para o cliente, e comprometeria toda a rede prestadora da Unimed Juiz de Fora", disse.
De acordo com a Unimed, a operadora pediu o intermédio da ANS nas negociações com o hospital de forma que o atendimento ao cliente não fosse comprometido. Mas, no final da tarde de ontem, a direção do hospital teria reafirmado o posicionamento de rescisão do contrato. Desta forma, os mais de 120 mil beneficiários do plano poderão ser atendidos nos hospitais Albert Sabin, Santa Casa, 9 de Julho, Doutor João Felício e Casa de Saúde Maternidade de Juiz de Fora. A assessoria reforça que em caso de dúvidas, os clientes podem ligar para o telefone 0800 030 11 66.
http://www.tribunademinas.com.br/economia/monte-sinai-n-o-atende-mais-usuarios-da-unimed-1.1207875

ACIDENTE COM ÔNIBUS DA TRANSUR - ATUALIZAÇÃO

Por Daniela Arbex, Guilherme Arêas e Michele Meireles


A véspera do feriadão de Natal começou com ocorrências graves nas estradas da região. Na tarde de ontem, uma pessoa morreu e outras sete ficaram feridas em um acidente envolvendo uma carreta e um ônibus da linha São João del-Rei/Juiz de Fora, no km 213 da BR-256, entre o município de Barroso e a serra de Barbacena. O motorista da Viação Transur Jackson Fernandes de Souza, 37 anos, morreu na hora, esmagado pelas ferragens. As outras vítimas, seis passageiros do coletivo e o motorista da carreta, foram encaminhadas para a Santa Casa de Barbacena, e não correm risco de morte. Chovia no momento do acidente, e havia crianças no interior do coletivo. Policiais rodoviários e militares, bombeiros e o Samu de Barbacena foram empenhados no resgate. Quando o socorro chegou, a maioria dos passageiros já estava no acostamento, em pânico. O acidente provocou o fechamento total da BR-265 por pouco mais de duas horas, causando um engarrafamento de mais de dois quilômetros nos dois sentidos.
O ônibus, com placa de Juiz de Fora, estava com todas as 46 poltronas ocupadas, quando saiu de São João del-Rei, às 13h30, rumo a Juiz de Fora. O acidente aconteceu uma hora depois, quando o coletivo da Transur descia a serra de Barbacena e foi atingido de frente pelo caminhão, que vinha em sentido contrário. Logo em seguida, o ônibus continuou descendo, e teve a traseira atingida pela carreta, que parou em "L". O ônibus ficou completamente destruído entre a cabine do motorista e a poltrona número 10.
O motorista morreu na hora e ficou preso às ferragens. Em fevereiro, ele faria dois anos na empresa. Jackson era casado e pai de dois meninos, um de 3 e outro de 16 anos. Ele morava em Santa Cruz de Minas, próximo a São João-del Rei. A carreta, com placa de Catalão (GO), pertence à empresa Lenarge - Soluções em Transporte de Granéis Sólidos, com sede em Sabará. O motorista José Carlos Nascimento, 54, natural de Rio Piracicaba (MG), não teve lesões aparentes, mas reclamou de dor e permaneceu internado na Santa Casa de Barbacena.
O auxiliar do motorista, Joel Aparecido de Oliveira, 34, estava na parte traseira do ônibus, próximo ao banheiro, quando ocorreu o acidente. Com a colisão, ele foi jogado para frente, mas não se feriu. "O barulho e o impacto da batida foram muito fortes. Nasci de novo, mas não tenho como descrever a perda de meu colega. A gente não espera por isso", disse o trabalhador, que, no próximo dia 25, comemora o aniversário do filho de 8 anos.
Das sete vítimas internadas, a situação mais grave é a do autônomo Igor Moisés Sthephanovitz, de 31 anos. Ele estava na poltrona exatamente atrás do motorista e sofreu uma fratura no fêmur, precisando passar por cirurgia. Segundo a esposa dele, Míriam Cristina Rocha, 30, ontem Igor apresentava muitas dores, mas estava lúcido. "Ele disse que, quando fecha os olhos, só consegue ver o acidente. Está muito traumatizado." Pai de dois filhos, 4 e 6 anos, o autônomo mora em Barbacena e estava em São João del-Rei a trabalho.
Outra vítima é a idosa Maria da Conceição Nascimento, 81 anos, que viajava na segunda fileira do ônibus. Natural de Barbacena, ela tinha ido a Barroso visitar o irmão. No acidente, machucou o joelho, cortou parte da orelha e teve estilhaços de vidro pelo corpo. Na Santa Casa, o neto de dona Maria, Eliberto Carlos Nascimento, 25, contou que ficou muito nervoso ao saber do acidente e foi correndo ao hospital. 
Alívio
Quem escapou da batida ficou aliviado. O produtor de eventos Diego Guedin, 25 anos, morador de São João del-Rei, planejava vir a Juiz de Fora ontem para passar as festas de Natal com a família. Segundo ele, o horário escolhido seria justamente o das 13h30. No entanto, um imprevisto no trabalho o impediu de sair. "Hoje (ontem) foi um dia em que tudo deu errado. Ainda bem que me atrasei. Há males que vêm para o bem", relatou. A mesma sorte teve a engenheira de produção Sarita Menezes, 29 anos, que costumava vir para Juiz de Fora no mesmo horário. Porém, ela resolveu voltar para a cidade na noite de quinta-feira, a pedido do namorado.
Até as 17h30 de ontem, uma hora depois do horário previsto para o desembarque da linha, nenhum parente havia procurado a rodoviária de Juiz de Fora ou o guichê da Transur no terminal em busca de informações. O gerente da Sinart, empresa que administra o espaço, Arthur Bittencourt, destacou que, em caso de acidente, todas as medidas são tomadas pela empresa que fazia o translado. Ninguém da Transur foi encontrado ontem para falar oficialmente sobre o acidente.
http://www.tribunademinas.com.br/cidade/um-morto-e-7-feridos-em-choque-entre-onibus-e-carreta-1.1207872

ACIDENTE GRAVE COM ÔNIBUS DA TRANSUR PRÓXIMO A BARBACENA

Um ônibus da Viação Transur, que faz a linha São João del-Rei/Juiz de Fora, se envolveu em um acidente com uma carreta, na tarde desta sexta-feira (21), no km 213 da BR-165, entre São João del-Rei e Barbacena. 

O motorista do ônibus, que partiu de São João del-Rei às 13h30, morreu na hora, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Barbacena. 

Outras seis vítimas, todas passageiras do coletivo, teriam sido socorridas em estado grave e encaminhadas à Santa Casa de Barbacena. 

Ainda não há informações sobre o estado de saúde dos outros passageiros, bem como do motorista da carreta. 

A batida ocorreu entre o município de Barroso e a serra de Barbacena, cerca de 40 minutos após o ônibus deixar o local de partida. 

Policiais rodoviários, equipes dos Bombeiros e da Polícia Militar foram enviadas ao local.

 A empresa Transur ainda não informou quantos passageiros estavam no veículo.

http://www.tribunademinas.com.br/cidade/motorista-morre-em-acidente-entre-onibus-e-caminh-o-perto-de-barbacena-1.1207718#.UNSu2kFLrFw.facebook

CARTÃO DE NATAL DA FOLHA MILITAR


12º Grupo de Artilharia de Campanha – Solenidade

Jundiaí (SP)
No dia 14 de dezembro, o 12º Grupo de Artilharia de Campanha apresentou as despedidas a 80 alunos do Curso de Formação de Sargentos, os quais concluíram o período básico e seguem para a Escola de Sargentos das Armas, Escola de Logística e o Centro de instrução de Aviação do Exército, onde concluirão a formação e receberão a tão almejada divisa de 3º Sargento.
Foto: Arquivo do 12º Grupo de Artilharia de Campanha
Foto: Arquivo do 12º Grupo de Artilharia de Campanha

www.exercito.gov.br

MENSAGEM DE FIM DE ANO DO COMANDANTE DO EXÉRCITO


Na época em que o mundo comemora o Nascimento do Menino Jesus, que nos 
trouxe a sempre atual mensagem de fé, paz, justiça, concórdia e humanidade, e, 
ainda, quando as luzes deste 2012, prestes a apagar, anunciam a chegada de um Ano 
Novo, dirijo-me a todos os integrantes da nossa Instituição. 

Que minhas palavras sejam de agradecimento pelo fraterno e saudável convívio que 
mantemos e que, orgulhosamente, posso testemunhar. Continuemos a exemplificar, 
sobretudo nos momentos de desafio, a prática da disciplina e o alentado espírito de 
corpo de fraternal solidariedade, virtudes que nos animam e nos fazem confiantes e 
otimistas. 

Nesta oportunidade, agradeçamos, sobretudo, à Vontade-Maior que nos impulsiona, 
sempre em frente, na caminhada que realizamos na direção da Luz. Deixemos, lá 
para trás, as sombras das dúvidas, das frustrações, dos desejos insatisfeitos e dos 
momentos de desencontro. 

Vejamos como um Divino Presente o viver a temporalidade do aqui e agora, onde 
somos responsáveis pelo autoaperfeiçoamento, pela reta conduta, criação do próprio 
destino e manutenção do respeito e da confiança que nossa Instituição inspira na 
sociedade brasileira a que servimos. 

Para tanto, honrados e dignos, com a consciência em paz e identificados com a 
nobreza da missão, acreditemos, mais do que nunca, nas palavras do Padre Antonio 
Vieira: 
“Os mais fortes muros de uma nação não são as pedras ligadas, mas os corações 
unidos.” 

Que o Deus de todos nós permita que a Presença do Seu Filho Amado, Nosso Senhor 
Jesus Cristo, ilumine com paz, saúde e felicidade o coração de cada militar ou civil, 
no País ou no exterior, integrante de nossa querida Família Militar Verde-Oliva. 

A todos, um Feliz Natal e um Próspero 2013! 

General de Exército ENZO MARTINS PERI
Comandante do Exército

PROMOÇÃO DE OFICIAIS DO EXÉRCITO BRASILEIRO

Parabenizamos os oficiais abaixo relacionados pela merecida promoção:

AO POSTO DE CORONEL

RAFAEL CARLOS DE ALMEIDA - Cmdo 4ª Bda Inf Mtz



AO POSTO DE TENENTE CORONEL

MARCELO CORREA GIUVENDUTO - 4ª ICFEx

JONER MOISÉS CUNHA PATROCÍNIO - H Ge JUIZ DE FORA

MIGUEL BRILHANTE SIRIMARCO - Cmdo 4ª Bda Inf Mtz

SANDRO SIQUEIRA GOMES - CMJF



AO POSTO DE MAJOR

AGUILAR GARCIA ALVES DE OLIVEIRA - 10º BI

MARIO AUGUSTO DE ARAUJO CANECO - 11º BI Mth

RALFE MARQUES DE PINHO BEYRUTH  - 4º GAC

CARLOS FREDERICO BACKER PEREIRA VALLADO - 21º GAC

NILO CEZAR CAMPELLO - 4º D Sup


AO POSTO DE CAPITÃO

ANDRÉ LUIZ FREIRE DA CRUZ SILVA - 11º BI Mth

LEANDRO TAVARES LUIZ - 10º BI

ERIC MERITELLO PINTO - 10º BI

ALYSON MENEZES DOS REIS - Cia Cmdo 4ª Bda Inf Mtz

RODRIGO VINICIUS DA SILVA - 4º GAC

MARCELO LICK NAGATANI - H Ge JUIZ DE FORA

MÁRCIO ROQUIM DE CARVALHO - H Ge JUIZ DE FORA



AO POSTO DE 1º TENENTE

PEDRO CARDOSO DA SILVA ALVIM - 11º BI Mth

DANILO DE ALMEIDA GUEDES  - 4º Esqd C Mec

RODRIGO NEVES DO NASCIMENTO - 4º GAC

GABRIEL ESPER NETO - 21º GAC

VÍCTOR HUGO BENHAME SALES - 14º GAC

PAULO HENRIQUE FURTADO VILELA - 17º B Log

JACKSON MOREIRA CARNEIRO JÚNIOR - 4º D Sup

GENTIL PINIANO JUNIOR - 14º GAC


www.exercito.gov.br






Barbosa nega pedido de prisão para os réus condenados no mensalão

Fabiano CostaDo G1, em Brasília

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, negou nesta sexta-feira (21) o pedido do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, de prisão imediata dos réus condenados no julgamento do mensalão.
Com a decisão, as prisões devem ocorrer somente após a sentença transitar em julgado (momento em que estiverem esgotadas todas as possibilidades de recurso para os réus). A previsão é que isso se dê no ano que vem.
Em seu pedido, o procurador-geral da República havia argumentado ao STF que era possível executar imediatamente a prisão dos condenados porque os recursos à disposição dos réus não teriam o poder de mudar o resultado do julgamento. Na avaliação de Gurgel, uma decisão do Supremo “prescinde do trânsito em julgado” para que seja considerada definitiva.

O Ministério Público também argumentou a Barbosa que o fato de haver uma “pluralidade de réus” na ação penal deve acarretar a apresentação de “dezenas” de recursos que, segundo o MP, impedirão por longo tempo a execução das penas. “Isso sem falar na dificuldade, senão impossibilidade, de controle da abusividade da interposição” desses recursos.
Na decisão proferida nesta sexta, o presidente do Supremo usou como referência uma decisão anterior do próprio tribunal, que em outro caso considerou "incabível" a prisão antes do trânsito em julgado.
Barbosa também argumentou que os recursos a serem apresentados, "embora atípicos e excepcionalíssimos", ainda podem levar a modificações na sentença.
Além disso, ele argumentou que, com a apreensão dos passaportes, já foram tomadas providências para evitar que os condenados fujam do país.
Recesso do Judiciário
Com o início do recesso do Judiciário, nesta quinta (20), Barbosa ficou responsável por todas as decisões urgentes a serem tomadas pelo tribunal durante as férias dos magistrados. 
Receosos de que a questão viesse a ser decidida monocraticamente por Barbosa durante o plantão, advogados do do ex-chefe da Casa Civil José Dirceu e de outros cinco réuscondenados no julgamento do mensalão tinham protocolado pedido para que o plenário do STF decidisse na quarta (19) se os clientes deviam ser presos imediatamente ou se seria necessário aguardar o trânsito em julgado.
Alguns ministros do Supremo entendiam que não era possível prender os réus condenados na ação penal antes de se esgotarem as possibilidades de recursos. Mas, para Joaquim Barbosa, os outros processos em que os ministros do STF concluíram que só poderia ocorrer a prisão depois do trânsito em julgado eram situações diferentes, já que tinham tramitado em instâncias inferiores. 
Nesta quinta-feira, em entrevista coletiva, Barbosa classificou essa circunstância como uma "situação nova". "É a primeira vez que (o STF) tem de se debruçar sobre pena que ele mesmo determinou. Temos uma situação nova. À luz desse fato, de não haver precedente que se encaixe nessa situação, vou examinar o pedido do procurador", declarou.
Penas
Dos 25 condenados no processo, 11 devem iniciar o cumprimento da pena em regime fechado porque receberam penas superiores a oito anos de prisão. Entre eles, estão o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, o operador do esquema, Marcos Valério, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, e executivos do Banco Rural.
‎‎Outros 11 réus, condenados a penas entre 4 e 8 anos, entre eles o delator do mensalão, o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), e o ex-presidente do PT José Genoino, serão encaminhados ao regime semiaberto, em colônia agrícola ou industrial.
Pelo entendimento dos tribunais, se não houver vagas em estabelecimentos de regime semiaberto, o condenado pode ir para o regime aberto (no qual o réu dorme em albergues). Se ainda assim não houver vagas disponíveis, pode ser concedida a liberdade condicional.
Condenados a penas menores do que 4 anos, o ex-deputado José Borba (PMDB-PR), o ex-secretário do PTB Emerson Palmieri e o sócio da corretora Bônus Banval Enivaldo Quadrado irão cumprir penas alternativas.
Execução das penas
Na entrevista concedida nesta quinta, Barbosa também admitiu a possibilidade de ele mesmo tomar as decisões em torno da execução das penas dos réus condenados no mensalão, como a escolha dos locais nos quais eles terão de cumprir as punições.
Durante o julgamento da ação penal, surgiram dúvidas sobre se o relator iria delegar a execução da pena a um juiz de primeira instância ou se definiria os detalhes sozinho.
Indagado sobre o assunto na entrevista, o magistrado indicou que pode assumir a execução das penas. “Qual é o problema? Executar [as penas] é muito menos difícil do que conduzir um processo como esse [do mensalão]”, disse.
http://g1.globo.com/politica/mensalao/noticia/2012/12/barbosa-nega-pedido-de-prisao-para-os-reus-condenados-no-mensalao.html

CARTÃO DE NATAL DO 14º GAC - GRUPO FERNÃO DIAS


PF se prepara para prender condenados do mensalão

FERNANDO MELLO
ANDREZA MATAIS
DE BRASÍLIA


Equipes da Polícia Federal estão a postos para cumprir a ordem de prisão dos condenados no mensalão, diante da possibilidade de o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, acatar o pedido da Procuradoria-Geral da República em executar a pena imediatamente.

Folha apurou que agentes do setor de inteligência da PF já estão mapeando a localização dos réus.


A medida é necessária porque muitos podem estar viajando. Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT, por exemplo, estaria em uma praia no Nordeste, segundo pessoas próximas. 

Também houve determinação para que equipes de plantão em São Paulo, Brasília e Rio fossem reforçadas caso a ordem seja dada.

A expectativa na PF é de que a maioria se entregue espontaneamente. Entre petistas, contudo, há comentários de que os condenados filiados ao partido possam querer ser fotografados sendo presos antes do Natal para propagandear o que consideram ser uma injustiça.

Condenado como chefe da quadrilha do mensalão, o ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu se reuniria com sua equipe ontem à noite.

Delegados ouvidos pela Folha ontem demonstraram preocupação com a possibilidade não negada pelo presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), de abrigar réus na Casa.

O setor operacional da PF afirma que ordem judicial se cumpre e que se houver determinação neste sentido terá que entrar no Congresso.

Como no caso de Rosemary Noronha, ex-chefe de gabinete da presidência da República, a preocupação é deixar tudo esquematizado para evitar qualquer problema. No caso de Rosemary, a PF fez um reconhecimento no gabinete da Presidência antes da busca e apreensão.

Os momentos pré-prisão são sempre tensos. Normalmente, os agentes seguem os alvos dias antes para saber onde estão.

Recentemente, a PF perdeu um alvo que estava sendo monitorado pela possibilidade de a prisão ser decretada. Geovani Pereira, contador da quadrilha de Carlos Cachoeira, driblou os investigadores horas antes do estouro da operação Monte Carlo.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1204650-pf-se-prepara-para-prender-condenados-do-mensalao.shtml

Lei Seca mais rígida entra em vigor hoje, às vésperas do feriado de Natal e Ano-Novo

Renata Giraldi
Da Agência Brasil, em Brasília


O novo texto que torna a Lei Seca mais rígida está publicado na edição de hoje (21) do Diário Oficial da União. Pela norma, provas testemunhais, vídeos e fotografias poderão ser usados como comprovações de que o motorista dirigia sob efeito de álcool ou drogas ilícitas. Além disso, a nova lei aumenta as punições e os valores das multas cobradas aos infratores. Sancionada ontem (19), a medida entra em vigor no momento em que se intensificam as viagens para os feriados de Natal e Ano-Novo.

VEJA AS MUDANÇAS

Multa para motorista flagrado sob efeito de álcool ou drogas psicoativaspassa de
R$ 957,65para
R$ 1.915,30
Multa se o motorista reincidir dentro do prazo de um anoo valor será duplicado para R$ 3.830,60
+ suspensão do direito de dirigir por um ano
A nova Lei Seca, no artigo 277, determina que o motorista envolvido em acidente de trânsito seja submetido a teste, exame clínico, perícia e os procedimentos técnicos e científicos para verificar se há no organismo a presença de álcool ou substância psicoativa.
Pelo texto, o estado de embriaguez ou do motorista sob efeito de drogas ilícitas pode ser caracterizado pelas autoridades a partir de observações, como a constatação de sinais e imagens – vídeos e fotografias. Também serão aceitos depoimentos e provas testemunhais que comprovem que o motorista não está apto a dirigir.
Pela alteração na lei, a multa passará de R$ 957,65 para R$ 1.915,30 para motorista flagrado sob efeito de álcool ou drogas psicoativas. Se o motorista reincidir na infração dentro do prazo de um ano, o valor será duplicado, chegando a R$ 3.830,60, além de determinar a suspensão do direito de dirigir por um ano.
Em caso de infração, o texto determina que a carteira do motorista e os documentos do veículo devem ser recolhidos pelas autoridades. O veículo também deve ser levado para o depósito dos departamentos de trânsito. De acordo com o Artigo 262, o veículo será mantido sob o Poder Público.
http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/12/21/lei-seca-mais-rigida-entra-em-vigor-hoje-as-vesperas-do-feriado-de-natal-e-ano-novo.htm

COLUNA EDUARDO GOMES DESTACA O 4º GAC


JORNAL TRIBUNA DE MINAS - 21.12.12


quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

CARTÃO DE NATAL DO AMIGO CEL MALBATAN LEAL


CARTÃO DE NATAL DO FORTE COPACABANA


BRUNO SIQUEIRA DIVULGA MAIS SETE NOMES PARA SEU SECRETARIADO

O prefeito eleito de Juiz de Fora Bruno Siqueira (PMDB) fez o terceiro anúncio de nomes para o primeiro escalão de sua administração na tarde desta quinta-feira (20). Novamente usando o microblog Twitter, Bruno divulgou mais sete nomes que irão compor o grupo de novos secretários e dirigentes da administração indireta da cidade a partir de 2013. 

O advogado Nilson Neto será o superintendente do Procon. Ele já ocupou o cargo, assim como o de coordenador do tema na Câmara Municipal. 

Marlon Martins é formado em administração e direito e será o novo secretário de Agropecuária e Abastecimento

O professor Weverton Vilas Boas de Castro será o secretário da Educação. Ele atua na Prefeitura de BH desde o governo Fernando Pimentel. 

O vereador José Sóter Figueirôa (PMDB) será o secretário de Governo. Ele foi secretário de Obras, Planejamento e superintendente da Amac. 

O vereador Luiz Carlos dos Santos (PTC) ocupará o cargo de diretor-presidente da Emcasa

O engenheiro Márcio Deotti será o sub-secretário de Defesa Civil

O vereador Flávio Cheker será o novo secretário de Assistência Social

Segundo Bruno Siqueira, a escolha do petista seria motivada pela atuação do vereador junto aos movimentos sociais.

http://www.tribunademinas.com.br/politica/bruno-divulga-mais-sete-nomes-para-pjf-1.1207139

ARMAS EM FUNERAL - Morre Major Cleantho, um dos heróis da II Guerra

Leandro Cunha - Repórter

O semblante de admiração e respeito no rosto dos amigos foi maior que as lágrimas derramadas no velório do major Cleantho Homem de Siqueira. O ex-combatente das Forças Expedicionárias Brasileiras (FEB) na Segunda Guerra Mundial morreu na manhã de ontem, aos 89 anos, na Unidade de Terapia Intensiva da Policlínica do Alecrim, em Natal, em consequência de infecção generalizada que gerou falência múltiplas dos órgãos. Em uma página de rede social, algumas pessoas deixavam mensagens de agradecimentos a um dos heróis do exército brasileiro.
Adriano abreuMajor Cleantho (ao centro da foto), com os ex-combatentes Severino Gomes e Geraldo SeabraMajor Cleantho (ao centro da foto), com os ex-combatentes Severino Gomes e Geraldo Seabra

Durante a parte da tarde, parentes e amigos que se fizeram presentes no Centro de Velório São José mostraram a afeição e respeito que tinham pelo ex-militar da FEB. Pai de oito filhos, seis homens e duas mulheres, 12 netos e um bisneto recém-nascido, Cleantho de Siqueira era tão rígido na educação quanto no quartel. Segundo Carlos Homem de Siqueira, filho mais velho, o maior legado deixado pelo pai foi os ensinamentos sobre religião e moral. "A nossa família vem de uma tradição católica implantada por ele e os preceitos morais eram baseados no respeito ao próximo, principalmente aos mais velhos", disse. Já o também filho Everardo Homem de Siqueira, compactou com a fala do irmão em tom de emoção: "Ele era um guerreiro em tudo que fazia; o nosso guerreiro em todas as ações de sua vida". A mulher de Cleantho Siqueira, Maria de Lourdes Siqueira, 81, bastante emocionada não quis falar com a reportagem da TRIBUNA DO NORTE. O casal se conheceu em 1944, na cidade de São João Del Rey, Minas Gerais, onde Cleantho era incluído no 11º Regime de Infantaria de Exército.

Das histórias da 2ª Guerra Mundial contadas aos filhos, a que mais chama a atenção deles é a de uma família italiana que abrigava em sua casa durante o inverno os 10 soldados brasileiros que Cleanto comandava. "Meu pai contava que durante o inverno rigoroso na Itália entre o final de novembro de 1941 e início do ano de 1942, uma família de lá abrigava os soldados brasileiros quando eles não estavam em combate. A tropa como uma forma de agradecimento dividia com a família a única refeição do dia. Primeiro eram as crianças daquela família, depois os adultos e por último os soldados", recordou Carlos Siqueira. Cleantho contou ainda sobre essa família que tinha um carinho especial com uma menina chamada Silvana, de apenas dois anos, já que todas as noites cantava a música "sertaneja", sucesso na época do brasileiro Orlando Silva, até a menina adormecer e depois colocá-la no berço.

Dos "pracinhas" potiguares, 25 ainda estão vivos

Dos 301 "pracinhas" potiguares componentes da FEB na Segunda Guerra Mundial, atualmente devem estar vivos 25 deles, segundo o ex-combatente e amigo de Cleantho de Siqueira, Severino Gomes de Souza. "Montamos a Associação dos Veteranos da Força Expedicionária Brasileira (ANVFEB) e nesses últimos anos constatamos que poucos estão lúcidos e andando com as próprias pernas", comentou. 

Sobre a amizade com o major Cleantho, o capitão Souza afirmou: "Cleantho era meu irmão, ele ia a Recife quando eu era lotado lá e eu vinha a Natal para vê-lo. Quando vim de vez para Natal há poucos anos eu ia em sua casa duas vezes na semana". Cleantho Homem de Siqueira estava morando atualmente na rua Manoel Dantas, número 428, em Petrópolis.

Outro companheiro potiguar de Cleantho, na guerra, foi Joaquim Hipólito de Medeiros, atualmente, com 91 anos e sem parte da audição. Ele destacou que Cleantho era gente boa e resumiu o sentimento que estava no momento na frase: "Ele não era para ter morrido". Já Alcindo Arnaldo da Silva disse que Cleantho era um cara que apesar de ser rigoroso com suas coisas, não gostava de armar confusão com ninguém, evitando muitas delas. 

"Era um homem de bem, sem falar que era muito culto", falou. Alcindo Arnaldo da Silva fez referência ao livro escrito por Cleantho Homem de Siqueira sobre a participação de norte-riograndenses em guerras.

Luta de soldados potiguares ganha registro 

Cleantho Homem de Siqueira tinha o sonho de lançar um livro sobre a participação na Segunda Guerra Mundial para 2012. Foi além e escreveu sobre a luta de soldados potiguares pelo Brasil desde a Guerra do Paraguai entre 1864 e 1870 e lançou o material coletado em 2007 pela Editora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (EDUFRN). 

"Guerreiros Potiguares - o Rio Grande do Norte na Segunda Guerra Mundial" é mais didático do que um relato de experiência na maior guerra já vista pela humanidade. O livro passa desde a noção inicial do que seja uma guerra, passando por Guerra do Paraguai, criação da FEB e participação do órgão na Segunda Guerra Mundial enfatizando Natal como praça de guerra e a ação de sua tropa na Itália na conhecida Batalha de Monte Castelo, em que ficou marcado por barrar o avanço nazista no norte da Itália.

Para Alcindo Arnaldo da Silva, o livro serve como uma fonte de pesquisa importante para o estado, para professores e estudantes. "Conhecer a história de um país é um passo para planejar e desenvolver o futuro. Infelizmente nem os professores de História sabem o que se passou com soldados brasileiros na guerra. Só as pessoas que estiveram lá são capazes de detalhar o que foi vivido por nós", disse. Cleantho estava na metade de seu segundo livro, desta vez mais autoral de sua participação na guerra.

Sobre Cleantho Homem de Siqueira

Cleantho Homem de Siqueira é natural de Natal e nasceu no dia 20 de dezembro de 1922. Em 1939, com 17 anos, tornou-se reservista com atirador da Companhia Quadros. Em 1942 tornou-se cabo e sargento da mesma unidade após realização de curso. No mês de novembro do mesmo ano foi convocado para o serviço ativo do Exército, sendo incorporado no 16º Regimento de Infantaria em Natal. Dois anos depois, incluído no 11º Regimento de Infantaria de São João Del Rey, o então 3º sargento Cleantho partiu em 22 de setembro de 1944 para o Teatro de Operações da Itália, integrando a Força Expedicionária Brasileira na Segunda Guerra Mundial. 

Cleantho voltou ao Brasil em 17 de outubro de 1945. Despediu-se do Exército no ano de 1973 por atingindo a chamada "compulsória por tempo de serviço quando exercia a função de Capitão do Quadro de Oficiais de Administração. 

A partir de então passou a colaborar na Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis da Universidade Federal do Rio Grande do Norte até o ano de 1991. Nesse período implantou a Divisão de Atividades Desportivas, foi coordenador do Restaurante Universitário e participou da equipe administrativa da Editora Universitária.

Depois no campo social realizou por muito tempo palestras em escolas, clubes e organizações militares sobre civismo e Segunda Guerra Mundial. 


http://tribunadonorte.com.br/noticia/morre-major-cleantho-um-dos-herois-da-ii-guerra/238852

Cartão de Natal Associação dos Reservistas Regimento Guararapes


CMJF - Aluna vence concurso de redação promovido pela Marinha do Brasil


A Marinha do Brasil promove anualmente o concurso de redação que possibilita aos jovens estudantes (do Ensino Fundamental e Médio) a expressarem seus talentos através da escrita. Este ano o Colégio Militar de Juiz de Fora teve a honra de ter uma de nossas alunas – Franciane – aluna do 9º ano do Ensino Fundamental – se destacando em primeiro lugar no âmbito do 1º Distrito Naval, com uma redação versando sobre a Amazônia Azul e sendo, desta forma homenageada e incentivada pela Marinha do Brasil a valorizar os estudos e prosseguir em busca do conhecimento.



A cerimônia de entrega dos prêmios e diplomas, ocorrida no dia 10 de dezembro, contou com a presença do Exmo. Sr. Vice-Almirante Élis Treidler Öberg, Comandante do 1º Distrito Naval.

CARTÃO DE NATAL DO COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA

AO AMIGO TEN SCHMITZ E TODOS OS LEITORES DO BLOG


JORNAL DIÁRIO REGIONAL - 20.12.12


MAIS UM GOLPE NA INTERNET - FIQUE DE OLHO


Caso não esteja visualizando, Abra Aqui.

Para visualizar esse e-mail em seu navegador, Clique em Exibir imagens abaixo.

CNPJ 01.030.501/8001-91

COMISSIONADOS DA PJF NÃO SERÃO EXONERADOS EM 31 DE DEZEMBRO


O prefeito Custódio Mattos (PSDB) vai exonerar apenas os secretários no próximo dia 31 de dezembro. Os mais de 500 servidores em cargos de comissão vão continuar na Prefeitura pelo menos até a posse do prefeito eleito Bruno Siqueira (PMDB). A permanência desses profissionais em suas funções pelos próximos quatro anos ainda não foi definida pela equipe de transição. A proposta inicial é realizar uma avaliação detalhada de cada situação. Apenas nos casos de absoluta necessidade os comissionados serão mantidos. A recomendação passada pelo futuro prefeito aos membros de sua equipe de Governo é no sentido de conter gastos. Além da contenção do inchaço da máquina pública por meio do corte de cargos comissionados, as medidas de austeridade devem ainda contemplar os terceirizados.
A avaliação da necessidade de manutenção dos servidores em comissão será feita pelo titular de cada pasta. Como apenas uma parte do secretariado foi anunciada até agora, a expectativa é de que as mudanças nessas funções aconteçam ao longo dos primeiros meses de Governo. O mesmo aconteceu em relação à atual gestão, iniciada em janeiro de 2009. Na ocasião, o então prefeito José Eduardo Araújo (PMN) também optou por exonerar apenas os secretários. Com um duro discurso de contenção de gastos, Custódio assumiu com a proposta de também trabalhar com a máquina enxuta. Ainda assim, muitos servidores em cargos comissionados foram mantidos. O receio, naquela ocasião, era quanto ao risco de descontinuidade de alguns serviços, caso houvesse uma exoneração por atacado de todos os detentores de funções em comissão.
Quanto aos secretários, a possibilidade de o prefeito eleito manter alguns nomes, como chegou a ser ventilado, perdeu força nos últimos dias. Todos os futuros integrantes do seu primeiro escalão anunciados até agora foram aliados do peemedebista no primeiro e no segundo turnos das eleições municipais. Possíveis secretários com cotação em alta, como os vereadores José Laerte (PSDB) e Flávio Cheker (PT), embora tenham apoiado candidaturas de seus partidos, não chegaram a fazer parte da atual equipe de Governo ou mesmo de anteriores. A contar pelas especulações, apenas Douglas Fasolato, atual superintendente da Fundação Museu Mariano Procópio (Mapro), pode vir a ser reconduzido. Ainda assim, no seu caso, resta saber se seu nome constará na lista tríplice a ser formulada pelo conselho do Mapro.
Para as secretarias propriamente ditas, estão certas indicações de nomes novos. O mais provável é de que no próximo anúncio a ser feito por Bruno a maioria das pastas seja contemplada. Nesse sentido, além de Cheker e José Laerte, são consideradas quase certas as nomeações dos vereadores Luiz Carlos Santos (PTC) para a Emcasa e José Sóter de Figueirôa Neto (PMDB) para a Secretaria de Governo. O economista da Embrapa, Paulo do Carmo Martins, também é cotado para assumir a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico. Seguem indefinidas, entre outras pastas, a Secretaria de Educação e a Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa).
http://www.tribunademinas.com.br/politica/comissionados-da-pjf-n-o-ser-o-exonerados-1.1205800

JORNAL TRIBUNA DE MINAS - 20.12.12


GURGEL PEDE PRISÃO DE MENSALEIROS


O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) manifestação na qual reforça o pedido de prisão imediata para os condenados no processo do mensalão, informou na noite desta quarta-feira (19) a presidência do tribunal.
A assessoria de imprensa do Supremo disse que o presidente da corte e relator do processo, Joaquim Barbosa, vai analisar o pedido e tomar uma decisão na sexta (21).
Dos 25 condenados no processo, 11 iniciam a pena em regime fechado, incluindo o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, o operador do esquema, Marcos Valério, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, e executivos do Banco Rural.
O recesso do Judiciário começa nesta quinta (20), e, a partir de então até o começo de fevereiro, o presidente da corte será responsável por todas as decisões urgentes a serem tomadas pela corte. Mais cedo nesta sexta, Barbosa disse que deverá ficar no comando durante o recesso até "meados de janeiro, pelo menos". Depois, o vice-presidente, Ricardo Lewandowski assumirá.
No começo do julgamento da ação penal, em agosto, Gurgel disse que o esquema do mensalão "maculou" gravemente a República e requereu a expedição dos mandados de prisão cabíveis ao fim do julgamento.
O procurador-geral de República, Roberto Gurgel, em sessão do STF nesta quarta (19) (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)
O procurador-geral Roberto Gurgel, em sessão do
STF nesta quarta (19) (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)
No último dia da análise do processo, porém, ele disse que enviaria um pedido formal posteriormente para "fundamentar" melhor o pedido. Com isso, o tema não foi analisado pelo plenário da corte. Alguns ministros já haviam se manifestado contra conceder a prisão antes do trânsito em julgado do processo, quando não houver mais possibilidades de recurso.
Ainda não há informações sobre a fundamentação do pedido feito por Gurgel. A assessoria de imprensa da PGR não confirma o teor do documento.
Mais cedo nesta quarta, Gurgel afirmou que protocolaria "ainda nesta semana" e ressaltou que é preciso garantir a "efetividade" da decisão para que o "esforço" do julgamento não seja relegado aos "porões da ineficiência".
"A grande urgência que existe é de dar efetividade à decisão do Supremo. Esse esforço magnífico que foi feito pelo Supremo no sentido de prestigiar de forma importantíssima os valores republicanos não pode agora ser relegado aos porões da ineficiência", disse.
Na terça, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e mais cinco réus protocolaram pedido para que o plenário do Supremo decida se os condenados no processo do mensalão devem ser presos imediatamente ou se será necessário aguardar o trânsito em julgado do processo - quando não couber mais recursos. O objetivo dos condenados era evitar que a questão fosse decidida no recesso por Barbosa, mas o plenário não analisou os pedidos.
Argumento de advogados
O procurador destacou que havia possibilidade de o presidente deixar o caso para ser definido em plenário somente em fevereiro. "O regimento do Supremo prevê que no recesso o presidente, enfim, está autorizado a tomar todas as medidas em nome do tribunal. Mas, de qualquer forma, isso será  algo que se realmente o ajuizamento da petição ocorrer no recesso o presidente [...] poderá aguardar o retorno do plenário em fevereiro."
O advogado de José Dirceu, José Luís Oliveira Lima, afirmou em petição que, como já foram coletados os passaportes dos condenados, "não há, no entender da defesa e com a devida vênia, fundamento inidôneo na decisão cautelar que demonstre a urgência na imposição dessa medida [de prisão]", destacou.

Oliveira Lima também lembrou que o pedido para que o plenário revertesse a retenção dos passaportes não chegou a ser analisada pelos ministros. A defesa de vários réus entrou com agravo pedindo a devolução do documento, mas Barbosa não levou o tema para discussão.
O advogado frisou que Gurgel disse que faria o pedido posteriormente, mas que o recesso começará. O advogado diz que ao "impedir" o plenário votar o tema na última sessão do mensalão, o procurador "escancarou que não há urgência em seu pedido preventivo".
Para Oliveira Lima, a prisão cautelar de seu cliente seria "inconstitucional". "Ocorre que se avizinha o recesso judiciário e o plenário não mais se reunirá. No mérito e sob todos os aspectos possíveis, essa prisão cautelar é flagrantemente inconstitucional. E, caso a PGR reapresente o malfadado pedido de prisão cautelar durante a paralisação das atividades do plenário, o pleito evidentemente não poderá ser apreciado pelo excelentíssimo presidente em exercício, uma vez que faltará o indispensável requisito de urgência."
http://g1.globo.com/politica/mensalao/noticia/2012/12/gurgel-envia-ao-stf-pedido-de-prisao-imediata-condenados-no-mensalao.html

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

JORNAL TRIBUNA DE MINAS - 19.12.12


SINSERPU DISCUTE OS SALÁRIO DA AMAC


A decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) reconhecendo a Associação Municipal de Apoio Comunitário (Amac) como entidade de direito público e extinguindo seu plano de cargos e salários acabou afetando a remuneração dos funcionários. Relatório feito pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sinserpu) revela que 377 trabalhadores da associação têm hoje vencimentos inferiores ao salário-base do funcionalismo público municipal de R$ 725,58 . Isso acontece pelo fato de que, desde outubro, quando foi publicado o acórdão do TST, foram suspensos os pagamentos de benefícios e vantagens além do mínimo legal de R$ 622. As vantagens incorporadas à remuneração, conforme o departamento jurídico da Amac, continuam sendo pagas em separado do salário, com rubrica específica.
Para tentar amenizar o impacto da decisão nos servidores com menores salários, o Sinserpu apresentou uma proposta de readequação da remuneração da entidade. A ideia é reduzir em 30% o valor pago a título de gratificação ainda não incorporada. O entendimento é de que, com a economia feita, seria possível alcançar o salário-base. A questão foi levada à direção da associação, que estuda os impactos de sua implantação. O maior receio é o de contemplar uma categoria a despeito de outras. Por ora, o modelo de remuneração da Amac segue congelado desde a data da decisão do TST. A entidade, bem como o Sinserpu, apresentou recursos contrários à decisão judicial. Enquanto isso, os dois lados apostam numa solução política após a posse do prefeito eleito Bruno Siqueira (PMDB).
Criada como entidade civil de direito privado, como braço da Prefeitura na área social, a associação, até o início da atual administração, tinha o prefeito seu diretor-presidente. Vários órgãos públicos municipais, como Empav e Demlurb, integravam o quadro de sócios. A ambiguidade público-privado se estendia ao departamento financeiro. Com financiamento exclusivo dos cofres públicos municipais, a entidade foi tratada ora como de natureza pública filantrópica, isentando-se das contribuições patronais junto ao INSS, ora como privada, abdicando-se de concurso público como forma de ingresso em seus quadros. Caso fosse declarada entidade de direito privado, herdaria um vultoso passivo trabalhista.
http://www.tribunademinas.com.br/politica/sinserpu-discute-salarios-da-amac-1.1205391