sexta-feira, 10 de julho de 2015

UMA HOMENAGEM AO MEU SAUDOSO AVÔ RUY SCHMITZ

Meu avô Ruy, sempre impecável

Se Deus já não o tivesse levado para seu lado, em novembro de 1987, meu querido e saudoso avô Ruy Schmitz estaria completando na data de hoje 105 anos. Mas nos deixou aos 77 anos sem alarde e sem traumas, simplesmente partiu.

Paulo e Esther Schmitz

Mineiro de Juiz de Fora, filho de Paulo Schmitz e Esther Fazzi Schmitz e irmão de Wanda, Paulo, Walter e Osvaldo Schmitz.

Eu e meu avô Ruy, festa junina do Instituto Santos Anjos

Meu avô foi meu alicerce e meu norte durante toda a sua existência. Exemplo de vida, caráter e honestidade. Um homem que viveu para a família e pela família.

Começou a trabalhar muito jovem na gráfica de seu pai Paulo Schmitz, Tipografia Schmitz, na Rua São Geraldo, bairro Botanágua, hoje bairro Costa Carvalho. Mais tarde assumiu a frente da gráfica quando a vendeu nos anos 90.



Aos 19 anos casou-se com minha avó, Hilda Mello Schmitz, e conceberam meu pai Hélio Mello Schmitz um ano depois, em 1930. Que, também, muito jovem casou-se com minha querida mãe Manoelina da Silva Schmitz.

Minha avó, Hilda Mello Schmitz

Minha mãe Manoelina e meu pai Hélio Schmitz, em frente a casa de meus avós.

Por onde ia me carregava, viagens, campos de futebol, restaurantes, churrascarias... Era um homem trabalhador, mas, também, era um homem que gostava e sabia de viver a vida.

Viagem a São Paulo


Em seu carrão, na Rua São Geraldo

Na churrascaria José Weiss, no bairro Fábrica

Seus finais de semana era dedicado ao lazer e família. 

Meus avós na praia

Gostava tanto de futebol que fundou o AROB - Associação Recreativa Olga Burnier. Só não entrava em campo, mas no restante era o responsável por tudo. Todos os domingos, sem exceção, estávamos, desde as primeiras horas do dia, no campo onde o AROB iria jogar, como era bom e divertido.

Jogo do AROB
Foi maçom da loja Fidelidade Mineira e proprietário do quinhão nº 02 do Tupinambás Futebol Clube.

Mas sua maior alegria foi quando em 1979 fui declarado aspirante a oficial R/2 do Exército Brasileiro, formado pelo 4º Grupo de Artilharia de Campanha. Participou de tudo que pode em meus tempos de serviço ativo.

Churrasco no 4º GAC, 1984

No 4º GAC, 1984

Valeu Ruy Schmitz. O senhor nos deixou em 1987, mas deixou, também, seu legado que cultuo até  hoje.

Maestro Dornelas, meus avós Ruy e José da Silva


Omar Sharif, de 'Lawrence da Arábia' e 'Doutor Jivago', morre aos 83 anos

O ator egípcio Omar Sharif, que fez filmes como "Lawrence da Arábia", "Doutor Jivago" e "Funny girl – Uma garota genial", morreu nesta sexta-feira (10) aos 83 anos. As informações são do site da BBC.
"Ele sofreu um ataque cardíaco esta tarde em um hospital no Cairo", disse seu empresário, Steve Kenis, à BBC.
Em maio deste ano, o empresário do ator confirmou que ele estava com Alzheimer. "Ele está morando no Egito estes dias e está recebendo cuidados de seu filho Tarek e outros", afirmou, na ocasião.
Sharif, nascido em Alexandria, no Egito, com o nome de Michel Shalhoub, foi uma das maiores estrelas de cinema na década de 1960 e o primeiro ator árabe a ganhar fama internacional, com uma indicação ao Oscar de melhor ator coadjuvante por seu papel no filme "Lawrence da Arábia", de 1962, com Peter O'Toole. Ele é vencedor de três prêmios do Globo de Ouro.
Com o sucesso de "Lawrence da Arábia", Sharif fez três filmes em 1964, incluindo "A voz do sangue" e "O Rolls-Royce Amarelo", e três em 1965, incluindo o seu primeiro papel principal em uma produção de língua inglesa, com o personagem-título de "Doutor Jivago".
Nos anos 60, ele também estrelou "O Ouro de Mackenna", com Gregory Peck e Telly Savalas, e a trágica história de amor "Mayerling", no qual fez par romântico com Catherine Deneuve.
Na década de 1980, Sharif voltou esporadicamente ao cinema egípcio. Em 2004, ganhou o prêmio Cesar de melhor ator, o equivalente francês ao Oscar, por seu papel no filme francês "Uma amizade sem fronteiras".
  •  
Omar Sharif no filme Doutor Jivago (1965), com Julie Christie; e sozinho (Foto: Divulgação/Warner)Omar Sharif no filme Doutor Jivago (1965), com Julie Christie; e sozinho (Foto: Divulgação/Warner)
Em 2007,Sharif foi condenado a dois anos de prisão, que cumpriu em liberdade condicional, e a fazer 15 sessões de terapia para controlar a raiva, por ter agredido em 2005, num estacionamento de Los Angeles, um manobrista que não aceitou que pagasse com euros.
O ator atacou e insultou com adjetivos racistas Juan Anderson, de origem guatemalteca, chamando-o de "mexicano burro" depois de o manobrista se negar a aceitar uma nota de 20 euros como pagamento.
O ator também estava entre os mais renomados jogadores de bridge do mundo e escreveu diversos livros sobre o jogo de cartas.
Em 2009, ao divulgar o filme "Al mosafer" (O viajante) no Festival de Veneza, o ator disse que teve "muitas aventuras com mulheres", mas apenas um "grande amor" - seu casamento, que terminou em 1974.
"Eu sou o único ator no mundo que não tem um centro em sua vida. Eu morei em hotéis em toda a minha vida e comi em restaurantes - sempre. Tive uma vida feliz, não há por que chorar."
Omar Sharif posa para foto no Cairo, no Egito, em 2011 (Foto: Lefteris Pitarakis/AP)Omar Sharif posa para foto no Cairo, no Egito, em 2011 (Foto: Lefteris Pitarakis/AP)
Veja os principais filmes de Omar Sharif:
"Um Castelo na Itália" (2013)
"Al Mosafer" (2009)
"Mar de Fogo" (2004)
"Uma amizade sem fronteiras" (2003)
"O 13º Guerreiro" (1999)
"O Ladrão do Arco-Íris" (1990)
"Os Possessos" (1988)
"Top Secret! Superconfidencial" (1984)
"Funny Lady" (1975)
"Juggernaut - Inferno em Alto-mar" (1974)
"O Último Refúgio" (1971)
"Funny Girl - A Garota Genial" (1968)
"A Noite dos Generais" (1967)
"Felizes Para Sempre" (1967)
"Doutor Jivago" (1965)
"O Rolls-Royce Amarelo" (1964)
"A Queda do Império Romano" (1964)
"Lawrence da Arábia" (1962)
http://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2015/07/omar-sharif-de-lawrence-da-arabia-e-doutor-jivago-morre-aos-83-anos.html

XXVIII CORRIDA DUQUE DE CAXIAS 2015 - CARTAZ E CAMISA OFICIAL



quinta-feira, 9 de julho de 2015

SENADO APROVA MP DO SALÁRIO MINIMO E ESTENDE REAJUSTES AOS APOSENTADOS

O Senado aprovou nesta quarta-feira (8) Medida Provisória 672/2015, que mantém as atuais regras de reajuste do salário mínimo para o período de 2016 a 2019. O reajuste é calculado pela soma da variação da inflação (INPC) e do Produto Interno Bruto (PIB). Durante a tramitação, senadores, com o apoio do governo, tentaram aprovar uma emenda que faria com que o texto voltasse à Câmara, mas a mudança foi rejeitada. Agora, a matéria segue para sanção presidencial.

A novidade no texto aprovado no Congresso em relação ao texto original feito pelo Executivo é a extensão dos reajustes aos benefícios de valor superior a um salário mínimo pagos pela Previdência Social (aposentadorias e pensões). Essa mudança foi feita na Câmara, depois de a comissão mista que analisou o texto ter rejeitado várias emendas com esse objetivo. O governo é contra esse reajuste.

Um dos maiores defensores da mudança feita na Câmara, o senador Paulo Paim (PT-RS) questionou se era justo deixar de ter uma política para reajustar os benefícios de quem ganha acima de um salário mínimo. Muitos aposentados de hoje, segundo o senador, contribuíram sobre um valor bem maior e veem, a cada ano, seus benefícios diminuírem.

– Se não houver uma política salarial que garanta que o benefício do aposentado cresça, no mínimo, o correspondente ao salário mínimo, com certeza absoluta, ligeirinho, ligeirinho, todos os aposentados do Regime Geral ganharão somente um salário mínimo, não importando se pagaram sobre dez, sobre cinco, sobre oito ou sobre três – disse Paim.

Manobra

Durante a tramitação no Senado, não se discutiu essa mudança, a mais polêmica do texto. O parecer do relator, senador José Pimentel (PT-CE) foi pela aprovação de outra emenda apresentada por Cristovam Buarque (PDT-DF) para adotar como índice para a correção do mínimo o IPC-C1, IPC relativo às famílias com renda mensal entre 1 e 2,5 salários mínimos.

Segundo Cristovam, o índice é mais apropriado do que o INPC para corrigir valores associadas às famílias de renda mais baixa, que gastam parcelas maiores dos seus gastos com alimentação, por exemplo.

O líder do PSDB, senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), no entanto, alertou para o risco de perder a mudança já conquistada. Apesar de considerar a emenda meritória, Cunha Lima lembrou que sua aprovação faria com que o texto voltasse para a Câmara. O efeito disso poderia ser a falta de tempo para a aprovação. Assim, a extensão dos reajustes aos benefícios acima do mínimo não entraria em vigor, como era a vontade do governo.

– O governo tantas e tantas vezes pediu para que não mudássemos determinadas medidas para que elas não retornassem à Câmara por questões de prazo. Agora, o governo esquece esse discurso e abraça uma proposta que é meritória, mas que tem um efeito concreto: derruba uma conquista alcançada na Câmara com muito suor, com muita dificuldade – alertou

A emenda chegou a ser aprovada de maneira simbólica, mas senadores pediram a verificação de quórum. A emenda acabou rejeitada por 34 votos a 25, com muitas manifestações nas galerias. Por causa das vaias à tentativa de aprovar a emenda, senadores saíram em defesa de Cristovam Buarque, cuja intenção, disseram, era legítima.

Regras

O salário mínimo atual é de R$ 788. O reajuste anual será baseado na variação do INPC acumulado no ano anterior, acrescido da taxa de crescimento real do PIB apurada dois anos antes.

Dessa forma, para 2016, 2017, 2018 e 2019, serão acrescidos ao INPC do ano anterior as taxas de crescimento real do PIB de 2014, 2015, 2016 e 2017, respectivamente. Os índices de aumento serão publicados por decreto do Executivo anualmente.

Esta é a mesma regra que vem sendo usada para reajustar o salário mínimo desde 2012, como determina a Lei 12.382/11. A norma estabeleceu que uma outra lei definiria a regra de correção para o período de 2016 a 2019. O governo, porém, decidiu manter a sistemática em vigor. Este modelo de reajuste foi negociado no governo Lula com as centrais sindicais.

A MP 672 determina que, até o final de 2019, o governo enviará ao Congresso Nacional projeto definindo o modelo de reajuste para o período 2020-2023.

O salário mínimo é usado como referência para os benefícios assistenciais e previdenciários, como o abono salarial, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e as aposentadorias e pensões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com o governo, a cada R$ 1 de aumento do salário mínimo, os gastos previdenciários e assistenciais sobem R$ 293,6 milhões.

Com informações da Câmara dos Deputados

http://aposentadosolteoverbo.org/#sthash.o0lxmh6b.dpuf

Caminhões da Empav parados por falta de combustíveis

Os caminhões da Empresa Municipal de Pavimentação e Urbanização (Empav) estão parados por falta de combustíveis. A informação foi repassada à reportagem pelo presidente do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Juiz de Fora (Sinserpu), Amarildo Romanazzi, que visitou a sede da Empav na manhã de ontem. “Vários trabalhadores chegam para trabalhar, batem o ponto e são dispensados, pois os veículos estão sem condições de funcionamento. Falta combustível, além do sucateamento e más condições dos veículos”, afirmou o sindicalista.
Em nota, a Empav admitiu a situação. “Os caminhões pararam hoje por falta de diesel.” Segundo o diretor administrativo-financeiro da empresa, Teodoro Mendonça, “houve um atraso no carregamento do diesel pela distribuidora, e a previsão é de que a situação seja totalmente regularizada nos próximos dias”. Por outro lado, a empresa negou que o motivo para a inatividade dos veículos fosse o sucateamento da frota, como denuncia o Sinserpu.
Para fomentar a reclamação, o sindicato registrou fotos dos caminhões parados. Em uma das imagens, um dos veículos apresenta o pneu dianteiro esquerdo desgastado. “Não procede a informação de que os caminhões estão parados por falta de manutenção”, afirma a Empav.
FGTS
Outra irregularidade apontada pelo Sinserpu é o atraso no pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por parte da empresa pública. “O FGTS dos funcionários está sendo descontado na folha, mas não está sendo repassado para a Caixa Econômica Federal. O atraso já chega a cinco meses. Os servidores convivem com o constrangimento de receber carta e comunicados sobre os débitos”, reclamou Amarildo. Mais uma vez, a Empav reconheceu o problema e sinalizou que a situação já está sendo equacionada. “A Empav informa que já está regularizando a situação junto à Caixa Econômica e esclarece que trata-se de uma obrigação exclusiva da empresa, sem qualquer desconto para o trabalhador.”
A despeito das sinalizações do órgão, que afirma que a falta de combustíveis é um problema pontual e que a situação do FGTS dos servidores já está sendo regularizada, o presidente do Sinserpu pretende recorrer à Câmara para solicitar a realização de uma audiência pública para tratar de temas de interesse dos funcionários que prestam serviço à Empav.
http://www.tribunademinas.com.br/caminhoes-da-empav-parados/

JUIZ DE FORA PODE NÃO TER DESFILE DAS ESCOLAS NO CARNAVAL 2016

Prefeitura propõe cortar mais da metade da verba para o carnaval 2016

Para Liga das Escolas de Samba, desfile na avenida, antecipado para a última semana de janeiro, seria inviável.

Para Liga das Escolas de Samba, desfile na avenida seria inviável; agremiações do Grupo A receberiam 65% menos do que em 2015 (Gil Velloso/Divulgação/PJF)

A redução significativa da verba que a Prefeitura repassa às escolas de samba de Juiz de Fora pode inviabilizar o desfile das agremiações no carnaval de 2016. A proposta do Executivo é reduzir de R$ 63 mil para R$ 22 mil o valor repassado a cada escola do Grupo A, o que representa 65% menos. Para a maioria das agremiações, o repasse do dinheiro público representa a maior parte do montante usado para a confecção das fantasias e alegorias. Para o Grupo B, a redução seria de R$ 34 mil para R$ 14 mil. Já a única escola do Grupo C continuaria recebendo R$ 7 mil. A proposta foi apresentada na terça-feira (7), durante reunião entre secretários municipais e representantes da Liga das Escolas de Samba de Juiz de Fora (Liesjuf) e das agremiações. Não só os desfiles seriam afetados pelo corte no orçamento, bem como todas as outras festividades carnavalescas apoiadas pela Funalfa, incluindo apoio a blocos de rua, atividades tradicionais, bailes, carnavais de bairros, comunidades e zona rural, além do Corredor da Folia. A proposta designa R$ 900 mil para todas as atividades, 55% a menos que no último carnaval. Este ano, os recursos empreendidos foram em torno de R$ 2 milhões.
O vice-presidente da Liga das Escolas de Samba de Juiz de Fora (Liesjuf), Marcos Tadeu Soares, considera “absurda” a redução. “É impossível fazer o desfile com uma verba dessa. Oitenta por cento das escolas já decidiram que não vão desfilar”, disse. Na próxima segunda-feira, uma reunião entre os presidentes das agremiações vai discutir uma contraproposta. Caso não consigam aumentar o valor repassado pela Prefeitura, uma das propostas da Liga é que o dinheiro seja usado para eventos dentro de cada comunidade, cancelando o desfile na Passarela do Samba, montada na Avenida Brasil.
Em nota, a Funalfa justifica a redução ao “cenário econômico nacional” e à “essencial economia de recursos e ajustes orçamentários”. Do valor total proposto para 2016, R$ 500 mil serão direcionados ao desfile das escolas de samba. A divisão proposta destina R$ 245 mil à Liesjuf e R$ 255 mil à estrutura e ao suporte necessários à montagem da Passarela do Samba. “A ideia é que o desfile seja totalmente remodelado, atendendo à atual realidade econômica do município”, diz a nota.
Conforme a PJF, a partir da apresentação da proposta, as escolas de samba têm até 15 de agosto para confirmar a participação e apresentar um plano para o desfile com os recursos indicados. “O desfile só será efetivado se houver adesão de pelo menos 60% das agremiações. Ficou proposto, ainda, que se a escola de samba confirmar participação e não efetivá-la, a agremiação ficará impedida de receber recursos da Prefeitura nos próximos dois anos.”
A Prefeitura vai apresentar ainda, por meio da Comissão de Carnaval, a configuração de uma nova estrutura para a Passarela do Samba, que permanecerá na Avenida Brasil, entre as pontes do Manoel Honório e Santa Terezinha, no Bairro Mariano Procópio. A antecipação do desfile será mantida para uma semana antes do carnaval nacional.

Reações
“Não tem lógica fazer o carnaval com a redução dessa forma. Se essa for a proposta da Prefeitura, o Retiro já decidiu que não desfila”, decreta o presidente da Unidos das Vilas do Retiro, José Adriano da Silva. “É muito simples fazer o Corredor da Folia. Mas o desfile tem uma logística, tem um trabalho de preparo de um ano inteiro para chegar à avenida”.
O diretor de carnaval da Mocidade Alegre, Henrique Araújo, lembra que a verba não sofria reajuste há seis anos, enquanto que o custo dos materiais usados nos barracões aumentou. “Já fazíamos o carnaval com bastante dificuldade. Se reduzir para R$ 22 mil, será bem complicado, porque não paga nem 1/4 do custo. Temos que avaliar se vale a pena fazer. Não adianta fazer com verba reduzida e não apresentar bom carnaval, sem qualidade.”. Ele lembra ainda que diversas escolas estão com suas quadras interditadas, o que inviabiliza a realização de eventos para arrecadas fundos.

Blocos e carnaval de rua
Além do desfile das escolas de samba, outras festividades carnavalescas devem sofrer redução de repasse de verbas municipais. Dentro do valor total proposto pela PJF, R$ 400 mil serão destinados a esses eventos. Conforme a Funalfa, todos os pedidos de apoio serão avaliados por uma comissão mista, envolvendo diversos setores da Prefeitura e demais órgãos de segurança que atuam no município, assim como foi feito em 2015. “Os apoios serão reajustados, de acordo com a nova realidade econômica.” A proposta indica, também, que não serão concedidos apoios financeiros a novas iniciativas. No entanto, atividades estreantes poderão ser autorizadas de acordo com a análise da comissão.
http://www.tribunademinas.com.br/prefeitura-propoe-cortar-mais-da-metade-da-verba-para-o-carnaval-2016/

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Soldado morre com tiro enquanto trabalhava no Palácio do Jaburu

Do G1, em Brasília
Policiais federais e do Exército e funcionários da Presidência da República em guarita do Palácio do Jaburu, em Brasília (Foto: Gustavo Schuabb/G1)Policiais federais e do Exército e funcionários da Presidência da República em guarita do Palácio do Jaburu, em Brasília (Foto: Gustavo Schuabb/G1)Um soldado do Exército morreu baleado enquanto trabalhava no Palácio do Jaburu, residência oficial da vice-presidência da República, em Brasília. A informação foi confirmada nesta quarta-feira (8) pelo Comando Militar do Planalto.
O soldado fazia parte do Batalhão da Guarda Presidencial. O corpo foi encontrado próximo a uma guarita de segurança a cerca de 300 metros da entrada principal, voltada para o lado de fora do palácio. Em nota, o Comando Militar do Planalto informou que um inquérito policial militar foi aberto para apurar as causas e circunstâncias do disparo.
O nome do soldado não foi revelado. O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência e o comando militar afirmam que estão prestando apoio à família.
Por volta das 15h, dois carros da perícia da Polícia Federal chegaram à residência. Um homem que estava no local e se identificou como funcionário da Presidência disse ao G1 que a hipótese é de que os tiros tenham sido disparados às 9h30.
Palácios da Alvorada, residência oficial do presidente da República, e do Jaburu, do vice-presidente, em Brasília (Foto: Google Maps/Reprodução)Palácios da Alvorada, residência oficial do presidente da República, e do Jaburu, do vice-presidente, em Brasília (Foto: Google Maps/Reprodução)
Palácio
O Palácio do Jaburu foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer e inaugurado em 1977, com jardins planejados de Burle Marx. A construção fica às margens do Lago Paranoá, entre os palácios do Planalto e da Alvorada.
O Jaburu é ocupado desde 2011 pelo vice Michel Temer, presidente em exercício nesta quarta. A presidente Dilma Rousseff está na cidade de Ufá, na Rússia, onde participa da VII Cúpula dos Brics.
http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2015/07/soldado-morre-com-tiro-enquanto-trabalhava-no-palacio-do-jaburu.html?utm_source=facebook&utm_medium=sociglo.bo/1DrG5Nsal&utm_campaign=g1

terça-feira, 7 de julho de 2015

Procon/JF divulga lista dos estabelecimentos comerciais interditados

Denominada de “Força-Tarefa”, a ação conjunta de fiscalização de bares e restaurantes de Juiz de Fora, realizada pela 13ª Promotoria de Justiça de Minas Gerais (atuação Defesa do Consumidor) e 20ª Promotoria de Justiça de Minas Gerais (atuação Defesa da Saúde), entre 29 de junho e 3 de julho, contou com a participação da Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/JF) e das secretarias de Saúde (SS), de Atividades Urbanas (SAU) e de Saúde do Estado de Minas Gerais (SES-MG).

De acordo com o superintendente do Procon/JF, Nilson Ferreira Neto, a participação do Procon/JF na fiscalização pode ser compreendida como sendo o desdobramento das ações do órgão na conscientização dos fornecedores: “O projeto ´Fornecer com Segurança - Item Alimentos`, realizado em março desse ano, teve como intuito instruir os proprietários e funcionários dos estabelecimentos comerciais quanto a necessidade de oferecer alimentação com segurança aos consumidores, bem como as práticas infrativas contra as relações de consumo, os riscos alimentares ligados à manipulação de gêneros alimentícios e os procedimentos fiscais do órgão de defesa do consumidor”.

O “Fornecer com Segurança – Alimentos” é uma parceria das secretarias de Saúde e de Agropecuária e Abastecimento (SAA) da Prefeitura de Juiz de Foras (PJF), com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e a Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Para a vistoria dos estabelecimentos comercias, os agentes foram divididos em seis equipes mistas. Os oficiais do Ministério Público ficaram responsáveis pela verificação do cumprimento do dever de informar, imposto pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC). Os fiscais do Procon/JF responsáveis pela verificação das condições dos alimentos encontrados nos estabelecimentos vistoriados. Já os agentes da vigilância sanitária foram responsáveis por verificar as condições das instalações físicas e as práticas de manipulação dos alimentos.

Como resultado da ação conjunta de fiscalização, foram interditados os seguintes estabelecimentos comercias:

- Bar Rainha (parcialmente interditado);

- Restaurante In Gula;

- Bar do Gaúcho;

- Pastelaria Cang Dong;

- Restaurante Marechal;

- Churrascaria Giramundo;

- Tropical Sucos e Lanches;

- Restaurante Suco Pops;

- Grill Lancheteria e Restaurante;

- Cia dos Sucos;

- Restaurante Primavera;

- Balbec Shopping da Esfirra;

- Kings Lanches;

- Restaurante Alegria de Minas.


Alguns estabelecimentos já foram desinterditados. São eles:

- Restaurante Fartura no Fogão;

- Cantina do Amigão;

- Sabor da Fruta Lanches;

- Palladim Lanches.

Por terem sido encontrados produtos sem comprovação de procedência/origem, com data de validade vencida ou sem esta informação, produtos e/ou embalagens avariados, deteriorados e acondicionados de forma inadequada, dentre outras inadequações, os fiscais do Procon/JF ainda lavraram 14 autos de Infração e 15 de Apreensão e Inutilização, sendo apreendidos aproximadamente 260 quilos de produtos impróprios para o uso e consumo, devidamente inutilizados no ato e no local da apreensão.

Os consumidores que quiserem informações e orientações sobre seus direitos podem entrar em contato com o Procon/JF, pelos telefones 3690-7610 e 3690-7611, ou comparecer à sede da agência, na Avenida Presidente Itamar Franco, 992, Centro, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h30.

* Informações com a Assessoria de Comunicação do Procon/JF pelo telefone 3690-8439.

http://www.pjf.mg.gov.br/noticias

INFORMATIVO DO EXÉRCITO - MISSÕES NO EXTERIOR E CPEAEx

MISSÕES NO EXTERIOR

Adido de Defesa, Naval, do Exército e Aeronáutico Líbano, a partir de  3 NOV 16 - Cel Sv Int SYLVIO PESSOA DA SILVA

Adjunto do Adido do Exército EUA, a partir de 10 AGO 17 - Cel Art SÉRGIO REZENDE DE QUEIROZ



CPEAEx

Cel QMB QEMA CLÁUDIO JOSÉ FERREIRA DOS SANTOS - Cmdo 4ª Bda Inf L (Mth)

Cel Inf QEMA DANIEL PECHIN TAVARES

Cel Inf  QEMA GEORGES FERES KANAAN - 11º BI Mth 

Cel Art QSG HUMBERTO SUPPES - Cmdo 4ª RM 



Gen Bda OTÁVIO SANTANA RÊGO BARROS 
Chefe do Centro de Comunicação Social do Exército


NOTA DE FALECIMENTO - Octávio Fagundes Júnior

Registro

Um ‘gentleman’. Esta é, sem dúvida, a melhor definição para Octávio Fagundes Júnior, que faleceu ontem aos 85 anos.
Desde que chegou a Juiz de Fora, em 1979, para implantar a TV Globo, ele só acumulou amigos pela simpatia e competência profissional. A sua trajetória de sucesso como executivo da Rede Globo foi determinante para a expansão, modernização da emissora e maior projeção da cidade no noticiário estadual e nacional. Octávio, desde sua aposentadoria, passou a morar em Cabo Frio sem, no entanto, perder o contato com os vários amigos juiz-foranos, em especial, do Clube Dom Pedro II, onde foi habitual frequentador por vários anos.
Ontem, no Parque da Saudade, a viúva Terezinha Fagundes e os filhos Octávio, Eda e Carmem receberam a solidariedade desses amigos.

Cesar Romero

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Cabo do Exército foi assassinado em saída de balada por motorista transtornado

Por Luiz Henrique de Oliveira
exercitodentro
Giovanni era cabo do Exército e morreu aos 22 anos (Foto: Reprodução Facebook)

O cabo do Exército Giovanni Porcides, de 22 anos, foi baleado na saída de um bar nas proximidades do bairro Alto da XV, em Curitiba, após uma discussão no trânsito. Em entrevista àBanda B, um amigo da vítima, que não quis se identificar, revelou que o amigo saia da balada quando quase foi atropelado por um Fiat Uno branco. Ao tentar se desculpar, o motorista partiu para cima de Giovanni e um amigo, com a confusão culminando com o tiro disparado contra o cabo.
“Foi um motivo fútil. O rapaz que atirou sequer era conhecido do Giovanni e eles não estavam no mesmo bar. O rapaz saiu do carro e começou a agredir o Giovanni e o amigo, quando eles foram pedir desculpas. De repente ele pegou uma arma e atirou contra o meu amigo. Não sei bem o que rolou, mas o que sabemos é isso. Estamos de luto por perder um grande amigo como o Giovanni”, lamentou em entrevista à Banda B, na tarde desta segunda-feira (6).
Além do Fiat Uno branco, outros rapazes que estavam em um Corsa Classic teriam dado cobertura para o assassino, de acordo com as testemunhas. Giovanni levou o tiro na costela no momento em que se dirigia para o caro, estacionado nas proximidades da Rua Itupava. A briga ocorreu por volta das 3h de domingo e Giovanni morreu durante a tarde, no Hospital Evangélico.
Investigação
A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o crime e faz diligências em busca de suspeitos. De acordo com o delegado Miguel Stadler, como o movimento estava muito grande na rua e parte da pista estava ocupada, os ocupantes do Uno teriam acelerado em direção ao Giovanni. “A vítima teria se abaixado para conversar com o Uno, mas um rapaz do Corsa teria partido para cima dela e entrado em luta corporal, culminando no golpe”, explicou.
Segundo o delegado, o motorista do Corsa é o principal suspeito pelo assassinato.
Comoção
Giovanni Porcides tinha muitos amigos nas redes sociais e uma grande comoção tomou conta das páginas de colegas no Facebook, lamentando a perda.
“Perdi mais que um amigo, perdi meu melhor amigo, meu irmão. Desde que me conheço por gente você sempre teve do meu lado, em todos momentos difíceis, momentos felizes, momentos inesquecíveis. Praticamente 20 anos do seu lado (…) Ta doendo muito meu coração, duas perdas de pessoas muito queridas pra mim no mesmo mês, me mande força irmão, to precisando ://// mundo injusto, vc tava tão feliz”, diz um dos amigos.
Qualquer informação à DHPP pode ser repassada pelo telefone 3360-1400.
“Hoje meu coração esta despedaçado pela perda irreparável que tive hoje, só tenho a agradecer você ter entrado na minha vida. Você era um cara especial, nunca tinha tempo ruim , fazia de tudo por nós, hoje o céu esta em festa pela sua chegada (…) vai ficar pra sempre em meu coração sua amizade , seu companheirismo porque não perdi um amigo perdi um irmão uma pessoa que eu considerava da família, daria tudo pra te ter de novo aqui irmão”, lamentou outro amigo pelo Facebook.
http://www.bandab.com.br/jornalismo/jovem-foi-assassinado-em-saida-de-balada-por-motorista-transtornado-diz-testemunhas/

Tupynambás apresenta uniformes da disputa da Taça BH 2015


Baeta estreia nesta quinta-feira, 9, contra o Botafogo

Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui 
6/07/2015

O Tupynambás Futebol Clube, representante de Juiz de Fora na Taça BH de Futebol Júnior (sub-17) de 2015, apresentou na última sexta-feira, 3 de julho, os dois uniformes para a disputa da competição. O clube será patrocinado pela Prefeitura de Juiz de Fora e Independência Trade Hotel, sendo que o material esportivo foi confeccionado pela Beme.
O Leão do Poço Rico disputa a Taça BH no grupo 5, ao lado de Botafogo-RJ, Criciúma-SC, Grêmio-RS e Atlhetic-MG. A estreia será contra a equipe carioca, nesta quinta-feira, 9 de julho, às 21h no Estádio Radialista Mário Helênio. Em seguida, o Tupynambás joga contra Grêmio, no dia 11, às 18h. O adversário da terceira rodada é o Criciúma, no dia 13, às 21h e fecha a primeira fase da competição contra o Athletic, no dia 17, às 19h. 
A Federação Mineira de Futebol (FMF) ainda irá definir se as demais partidas do grupo serão disputadas no Mário Helênio ou no campo da UFJF. Os dois primeiros colocados do grupo avançam para as oitavas de final, que vão ser realizadas em Belo Horizonte a partir de 19 de julho.
http://www.acessa.com/esporte/arquivo/noticias/2015/07/06-tupynambas-apresenta-uniformes-da-disputa-da-taca-bh-2015/

CUIDADO E-MAIL FALSO DO BANCO DO BRASIL

Banco do Brasil
 


 Correções importantes


Prezado(a) Cliente

Sob cláusula 12.288/908, do código de privacidade do Banco do Brasil, todos os correntistas terão seus certificados de segurança definidos automaticamente.

Com o certificado de segurança em condições adequadas, é possível realizar suas operações bancárias normalmente, caso o sistema detecte irregularidades ou alterações no certificado de segurança, o cliente será notificado para as devidas correções.

Se suas definições ainda não foram confirmadas até a presente data por questões de segurança suas informações "poderam" entrar em suspensão.

Deseja confirmar suas definições de segurança?

Confirmar



 Banco do Brasil S.A.