sábado, 8 de agosto de 2015

ACIDENTE GRAVE EM JUIZ DE FORA, SEM MELHORES INFORMAÇÕES.

Um Vectra bateu em um poste na Av. Rio Branco, próximo ao Manoel Honório. Sem informações de feridos.


https://www.facebook.com/JFDepressao/photos/a.422355701209157.1073741825.273107066134022/760177627426961/?type=1

FELIZ DIA DOS PAIS - 4º DEPARTAMENTO DE POLÍCIA CIVIL


FELIZ DIA DOS PAIS - SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE JF


17° Batalhão Logístico Leve – IV Reunião de Comando da 4ª Brigada de Infantaria Leve


Juiz de Fora (MG) – Nos dias 4 e 5 de agosto, foi realizada, no 17º Batalhão Logístico Leve, a IV Reunião de Comando da 4ª Brigada de Infantaria Leve (Mth), presidida pelo Comandante da Brigada, General Maurmann, cujo objetivo era apresentar aos as diretrizes para o prosseguimento do ano de instrução.


 
  • Fonte: 17º BLog L
http://www.eb.mil.br/

Dilma confirma indicação de Janot para novo mandato à frente da PGR

Dilma Rousseff cumprimenta Rodrigo Janot durante cerimônia de posse de seu primeiro mandato à frente da PGR, sem setembro de 2013 (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)Dilma Rousseff cumprimenta Rodrigo Janot durante cerimônia de posse de seu primeiro mandato à frente da PGR, em setembro de 2013 (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)
A presidente Dilma Rousseff deverá enviar na próxima segunda-feira (10) ao Senado a indicação do atual procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para um novo mandato à frente do Ministério Público, informou neste sábado (8) o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. A informação foi antecipada pelo Blog da Cristiana Lôbo nesta sexta.

A recondução de Janot depende agora de sua aprovação por ao menos 41 dos 81 senadores da Casa. Antes, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) deverá marcar uma sabatina com o indicado, antes de submeter seu nome ao plenário.

A presidente se reuniu nesta manhã com Cardozo e com o próprio Janot, no Palácio da Alvorada, para comunicar sua decisão. Há dois anos no cargo, Janot foi o mais votado numa consulta interna realizada entre membros do Ministério Público Federal para permanecer no cargo até 2017.

Em entrevista após a reunião, José Eduardo Cardozo afirmou que a escolha de Dilma reflete respeito pela autonomia do Ministério Público.
"O governo pensa que o Ministério Público deve atuar com autonomia. Pensa que a Constituição Federal garantiu a liberdade investigatória àqueles que devem atuar nesta área. É evidente que não podemos jamais condenar pessoas sem que seja assegurado o direito ao contraditório e ampla defesa, também estabelecidos na Constituição. Mas as instituições do Brasil, na medida em que a Constituição estabelece essas prerrogativas, devem funcionar e funcionar com eficiência e autonomia, é o que está assegurado na Constituição Federal", disse.
A votação foi realizada na última quarta (5) pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR). Janot obteve 799 votos, ficando à frente dos outros candidatos, os subprocuradores-gerais Mario Bonsaglia (que obteve 462 votos), Raquel Elias Ferreira Dodge (402 votos) e Carlos Frederico Santos (217).
Apoio de Renan
Segundo o Blog da Cristiana Lôbo, Dilma ouviu da base governista a promessa de que a indicação será aprovada pela Casa, inclusive com o apoio do PMDB do presidente do Senado, Renan Calheiros (AL).
Renan é um dos 48 políticos investigados pelo procurador-geral na Operação Lava Jato. Em março, o peemedebista criticou publicamente o chefe do Ministério Público por não tê-lo ouvido antes de solicitar abertura de inquérito para investigá-lo.
A expectativa em Brasília é que Janot apresentará nas próximas semanas, ao Supremo Tribunal Federal, as denúncias de políticos com foro privilegiado suspeitos de envolvimento no esquema de corrupção que atuava na Petrobras. Entre os denunciados podem estar senadores que irão decidir se Janot poderá ser reconduzido ao cargo.
A expectativa em Brasília é que Janot apresentará nas próximas semanas, ao Supremo Tribunal Federal, as denúncias de políticos com foro privilegiado suspeitos de envolvimento no esquema de corrupção que atuava na Petrobras. Entre os denunciados podem estar senadores que irão decidir se Janot poderá ser reconduzido ao cargo.
http://g1.globo.com/politica/noticia/2015/08/dilma-confirma-indicacao-de-janot-para-novo-mandato-frente-da-pgr.html

14º GAC - FELIZ DIA DOS PAIS


ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE JF - FELIZ DIA DOS PAIS


2º FESTIVAL DE CHOPP DA ADPM/BM - 19 DE SETEMBRO


"Barack Obama cala republicanos e governo de Israel"

  • Edição: 2384
  • | 07.Ago.15 - 20:00
  • | Atualizado em 08.Ago.15 - 11:10

por Antonio Carlos Prado e Elaine Ortiz
Com a fala veemente e a paciência curta dos negros americanos que já sentiram na pele o preconceito racial, o presidente dos EUA, Barack Obama, silenciou na semana passada aqueles que vinham criticando o seu acordo com o Irã para a não fabricação de armamentos nucleares – tais críticas partiam de congressistas republicanos e do governo de Israel, e nelas Obama percebia também um fundo de preconceito contra os iranianos. “Ok, vocês não querem isso, então a alternativa é a guerra”, discursou ele na Universidade Americana de Washington, a mesma onde há mais de meio-século John Kennedy pediu o fim da Guerra Fria. O presidente nunca tinha sido tão duro, ríspido e direto, e dessa vez comparou os críticos do pacto àqueles que apoiaram a invasão do Iraque em 2002, “uma guerra que só fez isolar os EUA”. 
http://www.istoe.com.br/assuntos/semana/detalhe/431148_

Rodízio de abastecimento de água é alterado em Juiz de Fora


Rodízio de abastecimento de água é alterado

O baixo índice pluviométrico registrado durante o último ano em Juiz de Fora se estendeu até 2015 e as chuvas de verão não foram suficientes para recuperar os mananciais da cidade. Diante disso, o município entrou no período de estiagem, historicamente compreendido entre os meses de abril e setembro, com os níveis de suas represas bem abaixo do esperado. Como ainda faltam cerca de três meses para o início do período chuvoso, a Companhia de Saneamento Municipal (Cesama) decidiu alterar o rodízio de abastecimento na cidade a partir de segunda-feira, 13. A intenção é otimizar o procedimento e ter maior economia de água agora, para evitar transtornos no final da temporada seca.

O procedimento será modificado tanto no número de dias da semana quanto no horário de duração, passando a ser feito de segunda-feira a sábado, de 8 às 20 horas, por regiões do município. Os bairros da Cidade Alta foram elencados em dois grupos e o rodízio na região continua sendo feito em dias alternados.

Segundo o diretor técnico-operacional da Cesama, Márcio Augusto Pessoa Azevedo, esta medida tem como objetivo principal poupar as represas Dr. João Penido e São Pedro, que estão com 31,5 e 38,2%, respectivamente, de suas capacidades totais de armazenamento: “A intenção é trabalhar, neste momento, para garantir a manutenção do abastecimento, preservando, ao máximo, as condições destes dois mananciais. Desta forma, economizando agora, podemos ter um pouco mais de tranquilidade para chegar até os meses de setembro e outubro, quando já esperamos contar com o início do período chuvoso”.

Desde outubro de 2014, quando o rodízio foi iniciado, a companhia tem registrado uma média mensal de 6% de redução no consumo de água. O mês em que o juiz-forano mais economizou foi março deste ano, com um índice de 10,67% de economia. Desta forma, a orientação é para que a população continue usando o produto com consciência, sem desperdícios.

Confira a nova programação do rodízio, que passa a ser realizado de segunda a sábado, de 8 às 20 horas.

. Segunda-feira:

Cidade Alta: Granjas do Bosque, Aeroporto, Portal do Aeroporto, Novo Horizonte, Jardim da Serra, Marilândia, Santos Dumont, Via do Sol, Tupã (parte alta), Azaleias, Mandala, Spinaville, Viña Del Mar, Bosque do Imperador, Colinas do Imperador, São Pedro, Colinas de São Pedro, Caiçaras, Parque das Águas, Nova Germânia e Neo Residencial.

. Terça-feira:

Região norte: Barreira do Triunfo, Novo Triunfo, Represa João Penido, Náutico, Benfica, Distrito Industrial, São Damião, Araújo, Ponte Preta, Nova Benfica, Vila Esperança I e II, Santa Cruz, Vila Melo Reis, São Judas Tadeu, São Francisco de Paula, Verbo Divino, Jardim dos Alfineiros, Oswaldo Cruz, Santa Clara, Morada Nova, Nova Era, Santa Lúcia, Jardim Santa Isabel, Barbosa Lage, Cidade do Sol, Santa Amélia, Jóquei Clube II e III, Santa Maria, Recanto da Mata, Remonta, Jardim L`Ermitage, Parque das Torres, Jóquei Clube, Vila Vidal, Jardim Natal, Industrial, Francisco Bernardino, Milho Branco, Amazônia, Encosta do Sol, Realeza, Fontesville, Belo Vale, Pedra Bonita, Carlos Chagas, Cerâmica, Parque Bernardino, São Dimas, Esplanada, Monte Castelo, Jardim da Cachoeira, Monteville, Vila Branca e Fábrica.

Cidade Alta: Cidade Universitária, Tupã (parte baixa), Santana, Nossa Senhora de Fátima, Serro Azul, Mirante, Chalés do Imperador, Chalés do Algarve, Parque Imperial, Bosque Imperial, Granville, Casablanca, Portal da Torre, Adolfo Vireque, São Lucas, Alto dos Pinheiros, Morada do Serro, Borboleta e Conjunto Flamboyant.

. Quarta-feira:

Região central: Democrata, Vale do Ipê, Santa Catarina, Jardim Glória, Santa Helena, Centro (acima da Rua Santo Antônio), Paineiras, São Mateus (acima da Avenida Itamar Franco), Dom Bosco, Cascatinha, Teixeiras, Bela Aurora, Estrela Sul e Santa Cecília (parte alta).

Cidade Alta: Granjas do Bosque, Aeroporto, Portal do Aeroporto, Novo Horizonte, Jardim da Serra, Marilândia, Santos Dumont, Via do Sol, Tupã (parte alta), Azaleias, Mandala, Spinaville, Viña Del Mar, Bosque do Imperador, Colinas do Imperador, São Pedro, Colinas de São Pedro, Caiçaras, Parque das Águas, Nova Germânia e Neo Residencial.

. Quinta-feira:
Regiões sul e sudoeste: Sagrado Coração de Jesus, Vale Verde, Santa Efigênia, São Francisco, Bela Aurora (parte), Ipiranga, Arco-Íris, Previdenciários, São Geraldo, Renascença, Jardim América, Jardim de Alá, Santa Luzia, Mundo Novo, Santa Cecília (parte baixa), São Mateus (parte), Alto dos Passos, Cruzeiro do Sul, Graminha, Bom Pastor, Vila Ozanan, Furtado de Menezes, Olavo Costa, Vila Ideal, Solidariedade, Guaruá, Boa Vista, Granjas Primavera e Granjas Santo Antônio.

Cidade Alta: Cidade Universitária, Tupã (parte baixa), Santana, Nossa Senhora de Fátima, Serro Azul, Mirante, Chalés do Imperador, Chalés do Algarve, Parque Imperial, Bosque Imperial, Granville, Casablanca, Portal da Torre, Adolfo Vireque, São Lucas, Alto dos Pinheiros, Morada do Serro, Borboleta e Conjunto Flamboyant.

. Sexta-feira:

Região leste e parte da sudeste: Grajaú, Nossa Senhora da Aparecida, Santa Rita, Bonfim, Marumbi (lado par da Avenida Barão do Retiro), Três Moinhos, Linhares, Jardim das Flores, Boto, Vila Fortaleza, Santa Cândida, Santos Anjos, São Benedito, Vila Alpina, São Sebastião, Jardim do Sol, Bosque dos Pinheiros, São Bernardo, Aracy, Costa Carvalho, JK, Jardim da Lua, Bairro de Lourdes, Tiguera, Parque Serra Verde, Santo Antônio, Terras Altas, Jardim Esperança, Retiro, Pedras Preciosas, Parque das Palmeiras e Granjas Bethel.

Cidade Alta: Granjas do Bosque, Aeroporto, Portal do Aeroporto, Novo Horizonte, Jardim da Serra, Marilândia, Santos Dumont, Via do Sol, Tupã (parte alta), Azaleias, Mandala, Spinaville, Viña Del Mar, Bosque do Imperador, Colinas do Imperador, São Pedro, Colinas de São Pedro, Caiçaras, Parque das Águas, Nova Germânia e Neo Residencial.

. Sábado:

Região Nordeste: Grama, Parque Independência, Filgueiras, Vila dos Sonhos, Recanto dos Lagos, Penitenciária de Linhares, Nova Gramado, Granjas Bethânia, Parque Guarani, Vivendas da Serra, Bandeirantes, Bom Clima, Nossa Senhora das Graças, Eldorado, Quintas da Avenida, Tapera Alta, Centenário, Bairu, Progresso, Marumbi e Santa Paula.

Cidade Alta: Cidade Universitária, Tupã (parte baixa), Santana, Nossa Senhora de Fátima, Serro Azul, Mirante, Chalés do Imperador, Chalés do Algarve, Parque Imperial, Bosque Imperial, Granville, Casablanca, Portal da Torre, Adolfo Vireque, São Lucas, Alto dos Pinheiros, Morada do Serro, Borboleta e Conjunto Flamboyant.


* Outras informações com a Assessoria de Comunicação da Cesama pelo telefone 3239-1255.

http://www.cesama.com.br/?pagina=novidade&id=1000

NOTA DO EDITOR: O meu bairro está no rodizio de sexta-feira e os horários pré-estabelecidos pela Cesama não estão sendo cumpridos, pois ontem até às 23h50 não havia caído uma gota d'água se quer, sendo que o prometido é que às 20h tudo voltaria ao normal.

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Brasil faz panelaço contra o partido dos escândalos e a presidente mais impopular da história

Moradores de edifício na avenida Nove de Julho, região central da capital paulista, fazem barulho batendo panelas e utilizando cornetas durante pronunciamento em rede nacional de televisão do PT - 06/08/2015(Nelson Antoine/Frame/Folhapress)
No dia que começou com a notícia de que a presidente Dilma Rousseff é a mais impopular da história, segundo pesquisa Datafolha, em que o dólar rompeu a barreira de 3,50 reais e os partidos aliados do governo começaram a desembarcar da base, o programa do Partido dos Trabalhadores na televisão foi recebido por um sonoro panelaço nas ruas do Brasil. Também houve buzinaços de quem estava preso no trânsito das grandes cidades.
O protesto registrado em todas as regiões - com centenas de imagens publicadas nas redes sociais - intensificou-se quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva surgiu afirmando que "nosso pior momento ainda é melhor do que o melhor momento deles". Na sequência, houve o ápice do panelaço: Dilma apareceu repetindo o discurso de que "estamos em uma travessia" e terminou sua fala dizendo que "sabe suportar pressões".
peça partidária foi pontuada por ameaças veladas, pelos típicos discursos do "nós contra eles" e não fez nenhuma autocrítica pelo momento de crise política e econômica que o país vive. Também exibiu imagens de políticos da oposição - os senadores Aécio Neves (PSDB-MG), Ronaldo Caiado (DEM-GO) e José Agripino Maia (DEM-RN), e os deputados Carlos Sampaio (PSDB-SP) e Paulo Pereira da Silva (SD-SP) - enquanto o narrador afirmava: "Não se deixe enganar pelos que só pensam em si mesmos".
http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/brasil-faz-panelaco-contra-o-partido-dos-escandalos-e-a-presidente-mais-impopular-da-historia

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Lei que libera venda e consumo de bebida nos estádios é sancionada

Foi sancionada a legislação que libera a venda e o consumo de bebidas alcoólicas em estádios de futebol em Minas Gerais. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (6). A Lei 21.737, de 2015, entra em vigor a partir de hoje.
Segundo a norma, será permitido que as bebidas sejam comercializadas e consumidas nos estádios desde a abertura dos portões até o final do intervalo entre o primeiro e o segundo tempo da partida. A determinação diz que caberá ao responsável pela gestão do estádio definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebida serão permitidos. No entanto, será proibida a venda direta em arquibancadas e cadeiras. O texto autoriza também a instalação de sistemas de reconhecimento facial nos estádios.
Infratores serão penalizados de acordo com o Código de Defesa do Consumidor. Os torcedores podem ser retirados das dependências do estádio, além de pagar multas de até R$ 1.361,45. Já fornecedor receberá advertência escrita e multa de até R$ 13.614,50, que poderá ter o valor dobrado em caso de reincidência, assegurado o devido processo administrativo.
Em entrevista à Rádio CBN no final da manhã desta quinta-feira (6), o secretário municipal de Esporte e Lazer, Carlos Bonifácio, mostrou-se contrário à determinação, mas garantiu que, uma vez sancionada, ela deverá ser cumprida. “Juiz de Fora é exceção e praticamente não se vê confusões no Estádio Municipal relacionadas ao uso de bebidas alcoólicas. Mas, de forma geral, os torcedores ainda não estão preparados para beber e frequentar os estádios. Acredito que eles são ambientes reservados, que deveriam ser curtidos com a família, sem consumo de bebida. No entanto, se agora é lei, ela deve ser cumprida”, opinou.
Já a venda feita por feirantes no entorno do Mineirão, em Belo Horizonte, foi vetada, sob justificativa de impedimento legal. O governador Fernando Pimentel (PT) alegou que o espaço em questão é objeto de Concessão Administrativa, que transferiu à Concessionária o direito de exploração comercial da área, mediante “ato jurídico perfeito consistente na Parceria Público Privada que rege a gestão do complexo”. Conforme o governador, a liberação levaria ao descumprimento das disposições contratuais, o que ofende os princípios de legalidade e segurança jurídica. O veto, agora, será analisado pela ALMG.
http://www.tribunademinas.com.br/lei-que-libera-consumo-de-bebida-nos-estadios-e-sancionada/

Empresários vão de mau humor a reunião com Dilma

Segundo o grupo, a grave situação econômica do País e a crise política do governo retiraram qualquer perspectiva de melhora do cenário no curto e médio prazo e o governo, agora, precisa dar demonstrações claras de que há um caminho para o crescimento.

AE
dilma_Agência-PT_483x303.jpg
 
A presidente Dilma Rousseff deve se reunir com empresários, ainda neste mês, na tentativa de melhorar a relação com o setor privado, transmitir otimismo e recuperar os investimentos. O encontro pode ser complementar à retomada das reuniões do Conselho Nacional de Desenvolvimento Industrial (CNDI), que tinha sido posto de lado, mas voltará no dia 20. O Palácio do Planalto ainda decide se fará duas reuniões ou só o encontro do conselho, mas, independentemente disso, terá diante de si um clima muito tenso.

Segundo empresários ouvidos pelo jornal "O Estado de S. Paulo", a grave situação econômica do País e a crise política do governo retiraram qualquer perspectiva de melhora do cenário no curto e médio prazo e o governo, agora, precisa dar demonstrações claras de que há um caminho para o crescimento.
"Não dá mais para ter conversa fiada: chamar 300 empresários para o Planalto, prometer medidas genéricas e terminar sem nada. Se for mais do mesmo, o clima vai piorar e não conseguirei controlar meu setor, que está disposto a entregar as chaves das fábricas ao Planalto, fechando tudo", disse o empresário Rafael Cervone, presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit).
Segmentos como o de bens de capital, também estão "no limite", segundo Carlos Pastoriza, presidente da Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). "A maior preocupação do setor, além da calamidade que é o fracasso total de vendas neste ano, é que não tem luz no fim do túnel", disse. O setor de máquinas serve de indicador dos investimentos: sempre que corta produção, sinaliza que os demais segmentos empresariais brasileiros estão investindo menos ou substituindo por importados.
Os empresários se ressentem que Dilma vem prometendo, desde 2011, a simplificação do PIS/Cofins e a unificação do ICMS, mas nunca entregou. Eles avisam que não querem ouvir novamente essas promessas. "Já falamos 500 vezes com o ministro Levy: já vimos esse filme várias vezes", disse Cervone, da Abit, que aponta para o "risco" de a reunião fracassar. "A presidente corre o risco de cancelar a reunião por falta de quórum, se os empresários sentirem que será mais do mesmo, ou de criar um clima pior ainda, caso a reunião seja iguais às demais", disse.
O ramo têxtil pede o regime tributário especial para o setor de confecções, que foi formulado pelo Ministério do Desenvolvimento, mas está parado no Ministério da Fazenda. A Abit aponta que as empresas devem fechar o ano com um corte líquido de 65 mil vagas, ante 20 mil em 2014 (em 2013, ainda houve saldo positivo de 7,2 mil empregos). Já o setor de máquinas e equipamentos cortou 50 mil empregos desde 2013 - metade no primeiro semestre deste ano.
No caso do CNDI, criado ainda no governo Lula, a ideia é tentar criar alguma política industrial para o segundo mandato de Dilma. "Temos grupos temáticos para trabalhar em temas como desburocratização, ambiente regulatório e o plano de exportação", disse ao jornal o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro. "Vamos fazer uma avaliação e discussão da política industrial, de como reposicioná-la." As linhas básicas de uma proposta devem ser definidas nessa reunião.
A necessidade de ajustar as contas públicas, porém, deverá pesar contra um desenho mais ambicioso das medidas de estímulo à indústria. A mesma falta de caixa para novas medidas de estímulo foi responsável por um Plano Nacional de Exportações (PNE) magro, classificado pelo setor produtivo como "o máximo do mínimo". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
http://www.istoe.com.br/reportagens/430925_EMPRESARIOS+VAO+DE+MAU+HUMOR+A+REUNIAO+COM+DILMA

CONTATOS DO CEL AUGUSTO PEREZ EM ISRAEL


Adidância de Defesa, Naval e do Exército do Brasil em Israel
 
Adido Militar - CORONEL AUGUSTO POMPEU DE SOUZA PEREZ

Auxiliar do Adido Militar - SUB-TENENTE GIBSON BATISTA GOMES

Secretária da Adidância Militar – DEBI BARZELLAI
 
Rua Yehuda HaLevi, Nº 23, 30º andar
Tel Aviv 65136
Israel
 
tel:  (+ 972)  (03) 696-6427
       (+ 972) (03) 609-0087
fax: (+ 972) (03) 696-6562
e-mail: attachebrazil@inter.net.il
            brazil202@inter.net.il
            brazil2011@inter.net.il

http://telaviv.itamaraty.gov.br/pt-br/adidancia_de_defesa.xml

Câmara aprova contas dos ex-presidentes Itamar, FHC e Lula

Nathalia PassarinhoDo G1, em Brasília
Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (6) contas dos ex-presidentes Itamar Franco , Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso. Das quatro que o plenário tinha na pauta de hoje, faltam as contas de 2008 do governo Lula.
 Há ainda outros 12 processos parados desde a época do ex-presidente Fernando Collor de Mello (1990-92), em diferentes estágios de tramitação no Congresso Nacional.
A intenção do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em colocar essa matéria em votação é “limpar” a pauta para que, posteriormente, o plenário possa analisar a conta de 2014 do governo Dilma Rousseff.
O Tribunal de Contas da União (TCU) analisa se manobras autorizadas pela equipe econômica no ano passado, as chamadas “pedaladas fiscais”, feriram a Lei de Responsabilidade Fiscal. O parecer do TCU pela rejeição ou aprovação seguirá para o Congresso, que decidirá se aprova ou não as contas.
Uma das contas aprovadas pelo plenário nesta quinta é a do início do governo Itamar Franco (1992-1994), referente aos três meses em que ele assumiu após Fernando Collor sofrer impeachment. O relatório da Comissão Mista de Orçamento era favorável à aprovação. O projeto é o único que já passou pelo Senado agora será promulgado.
Outra conta aprovada pelo plenário da Câmara é do ano de 2006, do governo do ex-presidenteLuiz Inácio Lula da Silva (2003-2010). Ela foi aprovada com ressalvas pelo plenário, conforme parecer da Comissão Mista de Orçamento, e agora segue para o Senado.
A conta de FHC que foi aprovada é do último ano do segundo mandato do ex-presidente (1995-2002). Ela agora seguirá para votação no Senado. Essa era a única conta da administração do tucano que faltava ser julgada pelo Congresso. Todas as demais foram analisadas e aprovadas, duas com ressalvas.
'Pedaladas fiscais'
Órgão auxiliar do Legislativo na fiscalização do Executivo, o TCU deve julgar em breve se os atrasos em 2014 de repasses do Tesouro Nacional a bancos públicos para pagamento de programas sociais, como o Bolsa Família, configuraram violação à Lei de Responsabilidade Fiscal. A manobra foi apelidada de "pedaladas fiscais".
Instituições como a Caixa Econômica e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) tiveram que desembolsar das próprias reservas dinheiro para custear os benefícios federais, numa espécie de “empréstimo” ao governo.
No dia 22 de agosto, o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, entregou a defesa do governo no processo que tramita no TCU. A AGU alega que não há irregularidades na manobra de atraso de pagamentos a bancos públicos e diz que esse procedimento já foi realizado pelos governos Fernando Henrique Cardozo e Luiz Inácio Lula da Silva. De acordo com Adams, o uso de recursos próprios das instituições financeiras para pagamento de programas sociais ocorre desde 2000.
Já os auditores do TCU afirmam que os atrasos nos repasses e a não contabilização das dívidas com os bancos públicos contribuíram para “maquiar as contas públicas”.
A prática de atrasar os repasses permitiu ao governo melhorar o resultado das contas públicas, inflando o chamado superávit primário (economia para pagar juros da dívida pública e tentar manter a trajetória de queda). O órgão de fiscalização também destaca que o volume de operações no governo Dilma foi muito superior ao realizado nas gestões de outros presidentes.
http://g1.globo.com/politica/noticia/2015/08/camara-aprova-contas-dos-ex-presidentes-itamar-franco-e-lula.html

Governo prevê panelaço durante programa do PT na TV

Dirigida pelo marqueteiro João Santana, a propaganda mostrará Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dizendo que, apesar da crise, o Brasil está melhor que antes

AE
ProgramaPT_reproducao_483x303.jpg
 
O governo já se prepara para enfrentar panelaço durante a exibição do programa do PT, na noite desta quinta-feira, 6, em rede nacional de rádio e TV. Tudo foi planejado para marcar o retorno da presidente Dilma Rousseff ao vídeo, desde o seu pronunciamento sob protestos em 8 de março, Dia Internacional da Mulher, mas a avaliação no Planalto é a de que a prisão do ex-ministro José Dirceu na segunda-feira, na 17.ª fase da Operação Lava Jato, estragou a estratégia.

Dirigida pelo marqueteiro João Santana, a propaganda mostrará Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dizendo que, apesar da crise, o Brasil está melhor que antes. Este será o mote do programa, que fará um contraponto ao governo do PSDB, mas não como na campanha eleitoral de 2014.
"A ideia não é acirrar os ânimos. Ao contrário, é chamar para a união, porque é preciso pensar no futuro do País, acima das disputas partidárias", disse ao jornal "O Estado de S. Paulo" um dirigente do PT.
Na expectativa do panelaço, militantes do PT de Brasília marcaram um ato público em defesa do governo na hora do programa, na Torre de TV, ponto turístico da capital federal.
Com dez minutos, o programa terá como âncora o ator José de Abreu. A estratégia do PT é bater na tecla de que as instituições estão funcionando, que o governo combate a corrupção e que o Brasil está preparado para voltar a crescer, com emprego e distribuição de renda. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
http://www.istoe.com.br/reportagens/430910_GOVERNO+PREVE+PANELACO+DURANTE+PROGRAMA+DO+PT+NA+TV

Governo Dilma tem maior reprovação da série histórica e atinge 71%

A avaliação da presidente supera a de Collor quando estava às vésperas de sofrer impeachment; mais pessoas também acreditam que ela deverá ser afastada do cargo.

AE
dilma_Agência-PT_483x303.jpg
 
O nível de reprovação de Dilma Rousseff subiu para 71%, segundo pesquisa Datafolha realizada nos dias 4 e 5 de agosto. Com isso, ela se torna a presidente da República mais impopular desde o início da série histórica do levantamento, em 1990.

Quem detinha o recorde até o momento era Fernando Collor, que era reprovado por 68% dos entrevistados em setembro de 1992, pouco antes de sofrer um processo de impeachment.

O grupo de pessoas que considera o governo Dilma ótimo ou bom caiu para 8% frente aos 10% da pesquisa anterior, realizada em junho. Nesse levantamento, o nível de reprovação era de 65%

A reprovação da presidente é homogênea nas cinco regiões do País. No Nordeste, onde o PT teve expressivas votações nas últimas eleições presidenciais, 10% dos entrevistados classificam positivamente o governo. Para 66%, a administração de Dilma é ruim ou péssima.

AFASTAMENTO

Mais pessoas também acham que o Congresso deveria abrir um processo de impeachment de Dilma. Enquanto em abril, 63% dos entrevistados disseram, que sim, na pesquisa atual esse número passou a 66%. Questionados sobre um possível resultado desse processo caso ele seja aberto, 38% acreditam que a presidente será afastada do cargo. Em abril, 29% tinham essa opinião.

Essas taxas também não sofrem grandes variações entre as diferentes regiões do País. No Centro-Oeste, 74% acham que o Congresso deveria tramitar um pedido de afastamento. No Nordeste, 67% têm essa opinião. Já as regiões Sul e Sudeste registram 65%.

O Datafolha entrevistou 3358 pessoas em 201 municípios. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de dois pontos porcentuais. 
http://www.istoe.com.br/reportagens/430895_GOVERNO+DILMA+TEM+MAIOR+REPROVACAO+DA+SERIE+HISTORICA+E+ATINGE+71+?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

ANIVERSÁRIO DE AMIGOS - GEN EX ADHEMAR DA COSTA MACHADO FILHO




COMEMORA, HOJE, MAIS UM ANIVERSÁRIO NOSSO CHEFE E AMIGO GENERAL DE EXÉRCITO ADHEMAR DA COSTA MACHADO FILHO



DESEJAMOS MUITAS FELICIDADES, PAZ, SAÚDE, REALIZAÇÕES E SUCESSOS NA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL.

FRATERNO ABRAÇO.

ANIVERSÁRIO DE AMIGOS - 05 DE AGOSTO

Cleuza Santos

Manoel Gonçalves

Maria Luiza Barbosa Pinto

Carlos Oliveira