sábado, 22 de agosto de 2015

Berreiro do PT não intimida as instituições.

22/08/2015
  às 5:06

Gilmar Mendes manda Janot —  que, até agora, ignorou Edinho Silva e Dilma na Lava-Jato —  investigar contas da campanha da presidente

Os petistas e suas franjas nos ditos movimentos sociais — nada mais do que aparelhos do partido financiados com dinheiro público — insistem em chamar de golpe o cumprimento das leis. Ainda que não se conformem, terão de prestar contas ao Estado de Direito. E não há acordão ou arranjão que possam impedi-lo. Até agora, que se saiba, Rodrigo Janot, procurador-geral da República, não demonstrou curiosidade em investigar a ação do hoje ministro Edinho Silva (Comunicação Social) como tesoureiro de campanha de Dilma Rousseff à reeleição, embora, em delação premiada, seu nome tenha sido citado pelo empreiteiro Ricardo Pessoa como arrecadador de um megapixuleco.
Muito bem! Não dá mais para ficar assim. Quando menos, a investigação terá de ser feita. Gilmar Mendes, ministro do STF e membro do TSE, enviou documentos a Janot e à Polícia Federal recomendando a abertura de investigação criminal  para apurar se a campanha de Dilma recebeu dinheiro do propinoduto da Petrobras. Segundo o ministro, os indícios existem e ensejam a abertura de ação penal pública. Mendes determinou ainda que os dados sejam enviados à Corregedoria Eleitoral para a eventual detecção de irregularidades na prestação de contas do PT.
Aliás, entre os dados colhidos pela Operação Lava-Jato que o ministro usou para orientar a sua decisão, está o trecho da delação premiada de Pessoa, em que ele afirma ter doado R$ 7,5 milhões para a campanha de Dilma em 2014 por temer prejuízos em seus negócios na Petrobras. Quem negociou foi Edinho.
Atenção, essa iniciativa não pertence ao escopo do pedido de investigação da campanha de Dilma feita pelo PSDB, que acusa a campanha da presidente de abuso de poder político e econômico e, também, de receber dinheiro irregular, oriundo de corrupção na Petrobras. A admissibilidade da denúncia está parada no TSE. Luiz Fux pediu vista quando placar estava 2 a 1 em favor da abertura do processo. Um terceiro ministro já havia se manifestado pelo “sim” — bastam quatro votos para que a investigação seja aberta.
Mendes foi o relator da prestação de contas da campanha de Dilma, aprovada em dezembro com ressalvas. O ministro deixou claro, então, que manteria o processo em aberto para a averiguação de eventuais irregularidades. Observa ele: “É importante ressaltar que, julgadas as contas da candidata e do partido em dezembro de 2014, apenas no ano de 2015, com o aprofundamento das investigações no suposto esquema de corrupção ocorrido na Petrobras, vieram a público os relatos de utilização de doação de campanha como subterfúgio para pagamento de propina”.
Escreve ainda o ministro:
“Há vários indicativos que podem ser obtidos com o cruzamento das informações contidas nestes autos [...] de que o PT foi indiretamente financiado pela sociedade de economia mista federal Petrobras [o que é proibido por lei]. [...] Somado a isso, a conta de campanha da candidata também contabilizou expressiva entrada de valores depositados pelas empresas investigadas”.
O ministro aponta também uma série de inconsistências nos gastos de campanha. O segundo maior contrato, de R$ 24 milhões — só o marqueteiro João Santana recebeu mais — se deu com uma empresa chamada “Focal”, que tem como sócio um motorista.
O PT adoraria que o simples berreiro na rua mudasse a sua história. Mas não muda. Vai ter de responder perante o eleitor por tudo o que não fez e perante a lei por tudo o que fez.
Por Reinaldo Azevedo

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/berreiro-do-pt-nao-intimida-as-instituicoes-gilmar-mendes-manda-janot-que-ate-agora-ignorou-edinho-silva-e-dilma-na-lava-jato-investigar-contas-da-campanha-da-presid/

ACIDENTE AÉREO NA INGLATERRA DEIXA SETE MORTOS

AVIÃO CAI EM FESTIVAL AÉREO NO REINO UNIDO (FOTO: REPRODUÇÃO YOUTUBE)

Um avião caiu neste sábado (22/08) em um festival aéreo no Reino Unido. O acidente foi visto por centenas de espectadores. O avião que fazia uma exibição durante a Shoreham Airshow acabou despencando e chocou-se em vários carros antes de colidir em uma estrada. O festival ocorre em Sussex, condado ao sul da Inglaterra. Uma grande bola de fogo e uma fumaça preta emergiram após a queda do avião.  A polícia de Sussex confirmou em sua página oficial que o acidente causou a morte de sete pessoas, deixou uma em estado grave e outras 14 pessoas com ferimentos leves.  O piloto foi resgatado entre os destroços em chamas e levado a um hospital. Segundo a rede britânica BBC, a polícia também confirmou que todas as fatalidades ocorreram na estrada - e não no campo de pouso. 
A aeronave, um Hawker Hunter 1950, teria se desestabilizado após uma tentativa de loop durante a exibição às 13h20 [horário local) e atingiu vários carros na estrada A27, a norte do aeroporto de Shoreham. O tráfego de veículos foi interrompido em ambas as direções após a queda. Os serviços de resgate estão trabalhando no meio de uma grande nuvem de fumaça e afirmaram que precisarão de várias horas antes de poder sair da região.
"Eu estava sentado na beira do rio e eu vi o avião vindo para baixo para o que parecia um loop. Em seguida, ele estava tentando voltar-se para cima, consegui ver o nariz do avião indo para cima, tentando obter energia suficiente para obter a tração, mas ele simplesmente não conseguiu e em seguida bateu", afirmou o espectador Jonathan Ridley à BBC. Já Alisish Southall estava dirigindo pela estrada A27 com seus dois filhos no carro quando viu o avião caindo a apenas 15 metros à sua frente. "Estávamos esperando que ele voltasse a subir, mas isso não aconteceu. Depois da queda, havia enormes quantidades de fogo e nós corremos do carro para evitar que detritos nos atingissem porque estávamos cerca de 15 metros de distância", disse. 
Os organizadores da exibição aérea indicaram no Twitter que esse é o "maior incidente" ocorrido nos limites do aeroporto. O Hawker Hunter é um jato britânico conhecido por sua capacidade de manobra e velocidade. O modelo WV372, que caiu em Shoreham Airshow na hora do almoço hoje (horário local), foi construído para a Força Aérea Real em 1950. De acordo com o Daily Mail, a aeronave fez seu primeiro voo em 17 de julho de 1955 e foi mandada para a Alemanha Ocidental. 
Em nota divulgada algumas horas após o acidente, a Royal Air Force Association confirmou que as autoridades já estão realizando as investigações para saber o que causou a queda. Também solicitou que testemunhas ou espectadores que gravaram o acidente enviem seus vídeos e fotos para auxiliar na investigação. O governo britânico também divulgou um comunicado afirmando que o "primeiro-ministro, David Cameron, envia condolências a todas as pessoas que perderam os familiares nesse trágico acidente".
Alguns espectadores e testemunhas já publicaram na internet imagens e vídeos do acidente. Confira no link abaixo:
http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Resultados/noticia/2015/08/aviao-cai-em-festival-aereo-no-reino-unido.html

Fazenda confirma pagamento de 25% do 13º de aposentados em setembro

O Ministério da Fazenda confirmou neste sábado (22) que o pagamento da primeira parcela do adiantamento do 13º salário dos aposentados e pensionistas, no valor de 25% do benefício total, será creditado na folha de setembro.
Nesta sexta-feira (21), a pasta havia informado que essa era uma proposta que estava sendo encaminhada à presidente Dilma Rousseff, envolvendo a primeira parte do pagamento em setembro e a segunda em outubro, mas que ainda não havia decisão formal sobre o assunto.
A segunda metade do adiantamento (25% do valor total do benefício) deverá acontecer na folha de outubro - cujo pagamento é feito no fim daquele mês e início de novembro. O 13º engloba 28,2 milhões de benefícios.
Neste adiantamento do décimo terceiro salário, que envolve essas duas parcelas, não há desconto de Imposto de Renda (IR). De acordo com a legislação, o IR sobre o 13º só é cobrado em dezembro, quando é paga a última parcela da gratificação natalina.
Dificuldades com arrecadação
Neste ano, devido ao fraco ritmo de atividade na economia, com queda da arrecadação, o governo não conseguiu realizar a antecipação da primeira parcela do 13º salário dos aposentados e pensionistas na folha de agosto, que é paga no fim deste mês e início de setembro. Com isso, rompeu uma tradição que ocorria desde 2006.
Estimativa de valor
Em 2015, a estimativa do Ministério da Fazenda é que o impacto da antecipação do décimo terceiro dos aposentados e pensionistas, cuja primeira parcela está confirmada para setembro e a segunda está prevista para outubro, seja de cerca de R$ 15,9 bilhões. Deste modo, serão pagos cerca de R$ 7,95 bilhões no fim de setembro e início de outubro e o restante, também de aproximadamente R$ 7,95 bilhões, deverá acontecer no final de outubro e início de novembro. Por lei, a primeira parcela tem de ser paga até 30 de novembro de cada ano.
Reações
O Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos da Força Sindical (Sindinapi) entrou com uma ação, nesta semana, pedindo que o governo federal seja obrigado a antecipar o pagamento da primeira parcela do 13º salário dos aposentados que recebem do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em setembro.
Para o Sindinapi, o fracionamento do adiantamento da primeira parcela do décimo terceiro em duas parcelas, nas folhas de setembro e outubro, confirmado pelo Ministério da Fazenda, transforma os benefícios dos aposentados e pensionistas em "crediário". "Depois das 'pedaladas' o governo quer dar um 'passa moleque' naqueles que contribuíram a vida toda para a construção do país", acrescentou o Sindicato, em nota à imprensa.
O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, divulgou nota à imprensa sobre o assunto nesta sexta-feira (21), na qual lamenta que o governo faça com que "parcelas desprotegidas da sociedade tenham de arcar com prejuízos devido a inabilidades da gestão". "Fossem os aposentados capazes de adiar em um ou dois meses a compra de medicamentos ou o pagamento de suas contas, poderia se encontrar alguma razoabilidade na medida", avaliou ele.
Para Marcus Vinicius Furtado Coêlho, enquanto bilhões de reais são gastos na "manutenção de ministérios que nem mesmo governistas sabem dizer os nomes sem que se consulte uma lista, ou no pagamento de um Estado inchado por servidores que ocupam cargos criados para se promover a barganha política, alega a administração não ter recursos para a promoção do bem estar daqueles que dedicaram sua vida à nação".
"A OAB espera que tal posição seja revista e que medidas sejam tomadas para garantir a antecipação do recurso aos aposentados, o que evitará a proliferação de ações judiciais e manterá o país no caminho da Justiça social", concluiu o presidente nacional da OAB.
http://g1.globo.com/economia/seu-dinheiro/noticia/2015/08/fazenda-confirma-pagamento-de-25-do-13-de-aposentados-em-setembro.html

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

STF recebe denúncias contra Cunha e Collor por corrupção e lavagem de dinheiro

Na quarta-feira, o presidente da Câmara afirmou que não deixará o cargo, mesmo diante da pressão de outros deputados.

Da Redação, com AE
 Cunha2_AgênciaBrasil_483x303.jpg
 
Foram registradas no Supremo Tribuinal Federal às 13h desta quinta-feira (20) as denúncias do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), e o senador Fernando collor de Mello (PTB) por suposta participação no esquema de corrupção na Petrobras. A informação é da rádio Jovem Pan.

Cunha foi acusado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. O peemedebista foi citado pelo ex-consultor da empresa Toyo Setal Julio Camargo em depoimento de delação premiada como beneficiário de suborno de US$ 5 milhões. O valor teria sido pago para facilitar a assinatura de contratos de afretamento de navios-sonda entre a Samsung Heavy Industries e a Diretoria Internacional da estatal, controlada pelo PMDB.

Na quarta, Cunha afirmou que não deixará o cargo. “Eu não farei afastamento de nenhuma natureza. Vou continuar exatamente no exercício pelo qual eu fui eleito pela maioria da Casa. Absolutamente tranquilo e sereno com relação a isso”, disse. Cunha nega as acusações e se diz vítima de um complô.

Caso Cunha deixe a presidência da Câmara, o cargo passa a ser automaticamente exercido pelo primeiro vice, Waldir Maranhão (PP-MA), também alvo de inquérito no âmbito da Lava Jato. Conforme o regimento, ele tem de convocar novas eleições, no prazo máximo de cinco sessões.

As investigações em curso apontaram dezenas de operações de lavagem de dinheiro com remessas ao exterior, dinheiro em espécie e até depósito para uma igreja evangélica indicada por Cunha utilizando a empresa de Júlio Camargo.

A Collor também são atribuídos os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Ele é suspeito de receber ao menos R$ 26 milhões em propinas, entre 2010 e 2014, no esquema na Petrobras.

Desde que foi incluído no rol de políticos investigados na Operação Lava Jato, Collor tem travado uma batalha pública contra Janot. Nesta quarta ele questionou a recondução do procurador-geral na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, que vai sabatiná-lo na semana que vem.

As denúncias contra Collor se baseiam em documentos apreendidos na Lava Jato e em depoimentos de delatores, entre eles o doleiro Alberto Youssef. Ele relatou ter feito diversos pagamentos ao senador. Parte dos recursos teria sido entregue, em espécie, a emissários do congressista ou levada por Rafael Ângulo Lopez, tido como um dos “carregadores de malas” do doleiro. A Polícia Federal também encontrou oito comprovantes de transferências bancárias de Youssef para Collor, totalizando R$ 50 mil.

O senador atuaria no esquema de corrupção na Petrobrás viabilizando contratos na BR Distribuidora, dirigida por indicados seus. Por um dos contratos, de R$ 300 milhões, Collor teria recebido R$ 3 milhões de suborno, conforme Youssef. O negócio teria sido intermediado por Pedro Paulo Leoni Ramos, empresário que foi ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos no governo do ex-presidente (1990-1992).

Em despachos já tornados públicos, Janot deu detalhes do suposto enriquecimento ilícito do senador. Na Operação Politeia, um dos braços da Lava Jato, a PF apreendeu em julho cinco carros de luxo em imóveis de Collor. Quatro estão em nome de uma empresa que seria de fachada.

A pessoas próximas, Collor afirma que a denúncia era esperada. Publicamente, ele nega envolvimento no esquema e se diz perseguido por Janot.
http://www.istoe.com.br/reportagens/433066_STF+RECEBE+DENUNCIAS+CONTRA+CUNHA+E+COLLOR+POR+CORRUPCAO+E+LAVAGEM+DE+DINHEIRO

Alguém pode traduzir? Ou "desenhar"? Obrigado



Confirmado: INSS não antecipa 13º salário de aposentados e pensionistas na folha de agosto


O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) realmente não antecipou o 13º salário de aposentados e pensionistas na folha de pagamento de agosto. O EXTRA teve acesso ao comprovante de rendimentos de uma pensionista e conferiu que a competência de agosto - que será paga no fim do mês ou início de setembro - não conta com a antecipação de 50% do valor. Nos últimos nove anos, a liberação de parte do 13º aconteceu entre os cinco últimos dias úteis de agosto e os cinco primeiros de setembro. A possibilidade de a União não antecipar a parcela do benefício atinge 28 milhões de pessoas.

A antecipação não está prevista em lei. Entretanto, há nove anos o governo antecipa metade do 13º do salário dos aposentados e dos pensionistas do INSS por meio de um decreto, que costuma ser publicado na primeira semana de agosto. Em 2014, a parcela foi paga com a folha de pagamento de agosto.

Por causa do problema, nesta terça-feira, o Sindicato Nacional de Aposentados, Pensionistas e Idosos da Força Sindical (Sindnapi) vai protocolar uma ação contra a União. O objetivo é garantir o pagamento da parcela ainda neste mês.

Além dos aposentados e pensionistas, trabalhadores que estão recebendo auxílio-doença também têm direito ao abono proporcional aos meses que estão afastados.


http://extra.globo.com/noticias/economia/confirmado-inss-nao-antecipa-13-salario-de-aposentados-pensionistas-na-folha-de-agosto-17218921.html#ixzz3jNkkc4KH

Presidente e ministros já receberam metade do 13º salário, os aposentados........

Enquanto segura a antecipação do 13º salário de aposentados e pensionistas, governo federal pagou, no mês passado, metade da remuneração extra de servidores da União, o que inclui a presidente e sua equipe econômica.

AE
DIlma_AgPT_483x303.jpg
 
Enquanto seguram a antecipação de metade do 13º salário dos aposentados, a presidente Dilma Rousseff e os ministros da área econômica já receberam, em julho, 50% de suas remunerações extra.

No mês passado, o governo federal pagou metade do 13º salário dos servidores da União, o que inclui a presidente e sua equipe econômica.
Na folha de junho, paga em julho, consta o pagamento de R$ 15.467 a título de gratificação natalina para a presidente, de acordo com dados consultados no Portal da Transparência pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

O valor corresponde à metade da remuneração bruta da presidente, que é de R$ 30.934 mensais. O restante do 13º de Dilma e do funcionalismo deverá ser pago em dezembro.

Os mesmos R$ 15.467 foram pagos para o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, a título de gratificação natalina. O ministro é um dos principais opositores à antecipação do pagamento para os aposentados, por conta das dificuldades de caixa enfrentadas pelo governo.

Responsável pelo orçamento da União, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, recebeu um pouco mais, R$ 15.559, porque acumula o salário de ministro com o de professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

O ministro da Previdência Social, Carlos Gabas, que também é técnico concursado do órgão, ganhou R$ 15.526. Já o ministro do Trabalho, Manoel Dias, que acumula também a remuneração de auditor fiscal, recebeu R$ 16.881 de antecipação do 13o salário.

De acordo com o Ministério do Planejamento, o pagamento antecipado de metade do 13º aos servidores da União em junho é previsto em um decreto de 1994, do então presidente Itamar Franco. Segundo o órgão, foram gastos R$ 3,4 bilhões em junho com a antecipação.

No caso dos aposentados da Previdência Social, em 2006 foi feito um acordo entre o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva com as centrais sindicais para o pagamento de parte da gratificação natalina em agosto.

Neste ano, porém, o governo havia decidido não fazer o pagamento antecipado por conta das dificuldades enfrentadas para fechar as contas. Recuou por conta do desgaste político e procura uma solução para fazer o pagamento a partir de setembro.

No ano passado, a Previdência gastou R$ 13,9 bilhões para esse pagamento. Ao todo, mais de 27 milhões de beneficiários receberam a antecipação.
http://www.istoe.com.br/reportagens/433038_PRESIDENTE+E+MINISTROS+JA+RECEBERAM+METADE+DO+13+SALARIO

PANATHLON CLUB JUIZ DE FORA - BAR DANÇANTE

Reserva de mesas pelo nº 9103.4805


quarta-feira, 19 de agosto de 2015

ANIVERSÁRIO DE AMIGOS - CEL CARLOS ALBERTO PIMENTEL




CARDOZO MANDA PF INVESTIGAR COMO 'MOVIMENTAÇÕES ATÍPICAS' MILIONÁRIAS DE LULA VAZARAM DO COAF.

MINISTRO DA JUSTIÇA QUER APURAÇÃO SOBRE VIOLAÇÃO DO SIGILO LEGAL DOS DADOS DO EX-PRESIDENTE (FOTO: ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO CONTEÚDO)
O Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, vai pedir nesta terça-feira, 18, à Polícia Federal abertura de investigação do vazamento de informações do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre movimentação do caixa da empresa LILS, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Órgão de inteligência financeira do Ministério da Fazenda, o Coaf produziu um relatório que foi divulgado na edição da revista Veja deste fim de semana. A investigação terá como foco a violação do sigilo legal dos dados do ex-presidente.
A revista divulgou a lista de clientes do petista e indicou que o faturamento da sua empresa que leva a as iniciais de seu nome chegou a R$ 27 milhões em 4 anos. Segundo a reportagem, deste total, R$ 9,8 milhões teriam sido de empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato. A L.I.L.S. é a empresa que o ex-presidente usa para receber recursos de palestras, uma das atividades às quais se dedicou após deixar o Palácio do Planalto
Na ultima semana, Cardozo já tinha pedido à PF para investigar também um suposto ataque à sede do Instituto Lula.
O Estadão revelou ontem que Coaf elaborou três relatórios que apontam movimentação atípica da empresa do ex-presidente Lula foram remetidos para Ministério Público no Distrito Federal, Rio de Janeiro e Paraná.
Em junho, o juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato no Paraná, afirmou em despacho que o ex-presidente não estava sendo investigado, mas, conforme investigadores ouvidos pelo Estado, isso não significa que movimentações de sua empresa não tenham sido alvo de apurações.
Como mostrou o Estado na semana passada, a PF gravou conversa do executivo da Odebrecht Alexandrino de Salles Ramos Alencar com Lula, em 15 de junho, quatro dias antes de o empresário ser preso na Lava Jato. O alvo da interceptação era uma linha usada por Salles.
No diálogo, segundo relatório da PF, o ex-presidente se diz preocupado com “assuntos BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social)”. A instituição é alvo de uma CPI que visa investigar a política de financiamentos a grandes empresas nos governos petistas. (AE)
http://www.diariodopoder.com.br/noticia.php?i=37875946782

Empav instaura sindicância para apurar irregularidades

POR JULIANA NETTO E RENATO SALLES

José Eduardo:
José Eduardo: “Não temos o que temer” (Arquivo TM)
O Conselho de Administração da Empav deliberou pela abertura de procedimentos internos para apurar possíveis irregularidades na empresa pública após o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sinserpu) ter protocolado uma série de denúncias contra o órgão no Ministério Publico (MP) de Minas Gerais. A decisão pela instauração de uma sindicância na autarquia foi anunciada após reunião extraordinária dos conselheiros realizada na manhã de ontem. O encontro selou ainda o afastamento do diretor-presidente da empresa, o ex-prefeito José Eduardo Araújo, e do diretor-administrativo, Teodoro Pires de Mendonça, de suas funções durante o período em que a investigação estiver sendo conduzida.
Aproveitando-se de um pedido que partiu dos próprios diretores, os conselheiros aprovaram o afastamento temporário de José Eduardo e Teodoro. A medida será provisória ao menos em um primeiro momento, já que ambos tinham férias vencidas e, inicialmente, ficarão distantes do comando da Empav pelo período de um mês. Até lá, a expectativa é de que os procedimentos de apuração interno tenham sido finalizados. O prazo previsto para o andamento da sindicância é de 15 dias, estimativa que pode ser prorrogada por igual período. Assim, nas próximas semanas, o secretário de Obras e presidente do Conselho de Administração da Empav, Amaury Couri, acumulará também a presidência da empresa.
“A decisão foi importante para preservá-los e para que a investigação seja feita de forma urgente e rigorosa, conforme recebemos a incumbência do prefeito Bruno Siqueira”, afirmou Couri, por meio de nota encaminhada pelo Executivo. Também via assessoria de imprensa, José Eduardo e Teodoro afirmaram que a disposição voluntária de se afastarem dará maior transparência à auditoria. “Minha sala já está à disposição da comissão para que a investigação seja realizada. Não temos o que temer”, ponderou o ex-prefeito.
A exoneração dos dois diretores – que não ocorreu de fato – era uma das reivindicações dos servidores que, capitaneados pelo Sinserpu, cruzaram os braços na última segunda-feira. Entre outras irregularidades, o sindicato aponta o sucateamento da frota veicular da empresa pública, reclamação que acabou de maior apelo após acidente de trabalho que resultou na morte de um funcionário da Empav na última sexta-feira, quando um caminhão tombou por ter supostamente apresentado falha mecânica no sistema de freios.
Presidente do Sinserpu, Amarildo Romanazzi espera transparência nas investigação, mas promete manter o foco em outras frentes. “Acreditamos que, por serem funcionários de carreira, haverá isenção e seriedade nas investigações. Mas precisamos também que o Ministério Público avalie a situação.” Para amanhã, o sindicalista tem uma reunião agendada com o presidente da Câmara, o vereador Rodrigo Mattos, quando deve ser solicitada ao Legislativo a criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para apurar o caso.
Audiência pública
Ontem, os primeiros ecos das denúncias que envolvem a Empav chegaram ao plenário da Câmara. Integrante do bloco de oposição ao Governo Bruno, o vereador Roberto Cupolillo (Betão, PT) foi o primeiro a tocar no assunto e lembrou que já havia, ele mesmo, levado denúncias de sucateamento da frota veicular da empresa ao conhecimento dos pares. Colega de partido de Betão, Wanderson Castelar (PT) afirmou que pretende apresentar um requerimento na reunião ordinária de hoje pedindo a realização de uma audiência pública para tratar do tema e de assuntos pertinentes à segurança de outros servidores de empresas públicas ligadas ao Município.
http://www.tribunademinas.com.br/empav-instaura-sindicancia/

JOVEM DE 21 ANOS ASSASSINADO NA NOITE DE TERÇA EM JUIZ DE FORA

Foto Facebook
Mais um homicídio foi registrado no Bairro JK, Zona Sudeste de Juiz de Fora, na noite desta terça-feira (18). O crime violento aconteceu por volta das 21h30 na Rua Murilo de Andrade Abreu. Segundo a Polícia Militar, Gustavo da Silva Damascendo, 21 anos, estava perto de sua casa, quando foi surpreendido por dois criminosos em uma moto. O carona disparou seis vezes contra a vítima.
Quando militares chegaram ao local, Gustavo estava caído em via pública, sendo amparado por populares. Ele chegou a receber os primeiros socorros no local e foi encaminhado pelo Samu para o Hospital de Pronto Socorro (HPS), onde deu entrada no centro cirúrgico com seis perfurações à bala pelo corpo, três delas no tórax, duas nos flancos e uma no braço esquerdo.
O jovem não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. O corpo foi encaminhado para necropsia no Instituto Médico Legal (IML).  No local do crime, foram encontrados seis cartuchos que seriam de pistola calibre 380. Nenhum suspeito foi identificado, e ninguém foi preso.  O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Homicídios.
Esse foi o segundo assassinato em via pública na mesma região em menos de uma semana. No dia 13, Marley Matheus da Silva, 20, foi morto com cinco tiros na Rua Natalino José de Paula.  Ninguém repassou detalhes do crime à polícia, possivelmente temendo represálias.
http://www.tribunademinas.com.br/dupla-em-moto-mata-jovem-com-seis-tiros-no-bairro-jk/

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Dois diretores da Empav foram afastados de suas funções


O diretor-presidente da Empav, José Eduardo Araújo, e o diretor-financeiro e administrativo, Teodoro Pires de Mendonça, estão afastados do cargo por, pelo menos, 30 dias. A decisão foi tomada após reunião realizada na manhã desta terça-feira (18) com membros do Conselho de Administração da empresa, após o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sinserpu) protocolar um documento pedindo o afastamento deles junto à Prefeitura. O secretário de Obras e presidente do Conselho de Administração da Empav, Amaury Couri, passará a responder pela presidência da empresa.
O trabalho de sindicância deverá ser realizado por uma comissão composta por quatro membros – dois técnicos da Secretaria de Fazenda, um da Secretaria de Administração e Recursos Humanos (SRH) e um da Procuradoria Geral do Município. Todos deverão ser funcionários de carreira da Prefeitura. Os nomes devem ser anunciados nos próximos dias, com início da investigação agendada para a próxima segunda-feira (24), segundo a assessoria de comunicação da pasta. Ainda conforme a Empav, os trabalhos devem acontecer pelos próximos 15 dias, podendo ser prorrogado por igual período.
O presidente do Sinserpu, Amarildo Romanazzi, acredita no bom trabalho da comissão, mas pretende seguir adiante com a denúncia junto ao Ministério Público. “Acreditamos que, por serem funcionários de carreira, haverá isenção e seriedade nas investigações. Mas precisamos também que o Ministério Público avalie a situação”, afirma. “Além disso, segue na agenda a reunião na Câmara para formalização de um pedido de CPI “.
Sobre o afastamento dos diretores, Amarildo não dá a questão como concluída. “O que foi decidido hoje é paliativo. Deixamos bem claro que a medida não contempla a categoria. Caso ocorra o retorno dos diretores após as férias, novas manifestações irão acontecer, já que não há diálogo deles com a categoria. O prefeito vai ter que se mobilizar, porque não aceitaremos o retorno”, destacou Amarildo.
Já o diretor-técnico da empresa, Renê Vieira Filhofoi mantido no cargo e deverá dar continuidade aos trabalhos de manutenção da frota. Após paralisação nesta segunda, como forma do protesto às más condições da frota veicular, os trabalhadores retornaram a seus postos de trabalho nesta terça.
Na última sexta-feira (14), um servidor morreu em trabalho, após o caminhão em que ele estava tombar na Rua Nossa Senhora de Lourdes, no bairro homônimo, região Sudeste.  Como tinham férias a vencer, José Eduardo e Teodoro deixaram espontaneamente as cadeiras durante os trabalhos de sindicância na pasta.
http://www.tribunademinas.com.br/dois-diretores-da-empav-se-afasta-de-suas-funcoes/

Sinserpu quer CPI na Empav e saída do ex-prefeito José Eduardo Araújo

POR RENATO SALLES

Servidores param atividade em protesto contra situação da frota (Assessoria do sinserpu)
Servidores param atividade em protesto contra situação da frota (Assessoria do sinserpu)
O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sinserpu) promete protocolar hoje junto à Prefeitura um documento em que pede o afastamento do ex-prefeito José Eduardo Araújo do comando da Empav. O pedido acontece cinco dias depois de o sindicato ter recorrido ao Ministério Público (MP) de Minas Gerais para denunciar o que classificam como uma série de irregularidades na empresa pública, entre elas, o sucateamento da frota. Apesar de evitar relacionar o acidente automotivo que vitimou um funcionário da Empav, após os freios de um caminhão do órgão supostamente terem apresentado falha mecânica, o presidente do Sinserpu, Amarildo Romanazzi, entende que os veículos expõem a segurança dos profissionais. A saída do diretor administrativo-financeiro, Teodoro Pires de Mendonça, também é pleiteada.
O documento que deve ser entregue ao Executivo hoje, pede o afastamento do José Eduardo e Teodoro e coloca uma data-limite para as mudanças, o que, segundo os representantes da categoria têm que acontecer até sexta-feira. “O prefeito (Bruno Siqueira, PMDB) já tem conhecimento deste pedido que vamos oficializar hoje. Vamos esperar até sexta-feira e, caso nada ocorra, vamos paralisar as atividades por tempo indeterminado até que a Prefeitura justifique a manutenção da atual diretoria”, afirma Amarildo.
A Tribuna procurou a direção da Empav, por meio de sua assessoria de imprensa, mas a empresa não comentou o assunto. Acionada pela reportagem, a assessoria do Executivo afirmou que, por solicitação de Bruno, o Conselho de Administração da Empav realizará uma reunião extraordinária hoje pela manhã, a fim de discutir “com urgência” as denúncias apresentadas pelo sindicato da categoria ao MP. O ofício com as denúncias foi entregue pelo Sinserpu à Secretaria de Administração e Recursos Humanos no início da tarde desta segunda, após a reunião já estar agendada.
Na convocação para a reunião extraordinária, o presidente do Conselho, o secretário de Obras, Amaury Coury, cita matéria publicada pela Tribuna no último sábado, que trazia algumas das denúncias encaminhadas pelo Sinserpu ao MP. A sessão está agendada para 9h30, na sede Secretaria de Obras, no Bairro Poço Rico.

Câmara pode investigar denúncia

O presidente do Sinserpu, Amarildo Romanazzi, também irá recorrer ao Poder Legislativo. Para isso, já tem uma reunião agendada para quinta-feira com o presidente Câmara, o vereador Rodrigo Mattos (PSDB). Em pauta estarão as denúncias feitas ao MP, que apontam supostas irregularidades na gestão da empresa pública. Na ocasião, o sindicato deve formalizar um pedido para que o Legislativo apure de perto o caso com a criação de uma CPI. Nos corredores do Palácio Barbosa Lima, alguns vereadores já admitem a possibilidade de instauração do processo, que já está sendo chamado de CPI do Empav. Com cadeira no Conselho de Administração da Empav, a Câmara será representada pelo vereador Cido Reis (PPS) na reunião extraordinária de hoje.
Paralisação
Convocados pelo Sinserpu e com o apoio da Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos Municipais (Feserp) e CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros), os servidores da Empav cruzaram os braços e paralisaram a atividade na manhã de ontem em protesto contra a situação da frota veicular da empresa pública, que, segundo o sindicato, estaria sucateada. A manifestação aconteceu três dias depois do acidente que vitimou um funcionário da empresa. Hoje, os trabalhos serão normalizados, mas a deliberação do Sinserpu é de que apenas os veículos que apresentarem funcionamento perfeito em sistemas importantes, como os de direção e freios, sairão para as ruas.
O acidente resultou na morte de Iran da Silva, 42 anos. O servidor seguia em um caminhão Mercedes-Benz que conduzia a equipe de capina. Segundo o motorista, ao descer um trecho íngreme no sentido Bairro Santo Antônio/Centro, o sistema de freios do automóvel não respondeu. O Mercedes tombou para o lado em que a vítima estava sentada, e Iran não resistiu aos ferimentos, morrendo na hora.
http://www.tribunademinas.com.br/sinserpu-quer-cpi-e-saida-de-jose-eduardo/

Gari atingido em acidente tem perna amputada

Continua internado em estado grave o gari de 30 anos que ficou prensado entre um caminhão de coleta do Demlurb e um carro após batida no Bairro Guaruá. De acordo com a assessoria de comunicação do HPS, ele teve a perna esquerda amputada na altura da coxa na última sexta-feira (14).
O acidente aconteceu há sete dias, por volta das 8h de terça-feira (11).Conforme a PM, a batida ocorreu no cruzamento das ruas Apiacás e Anhanguera. Após o choque entre um Ford Ka, que seguia pela Apiacás, e um Chevrolet Classic, que trafegava pela Anhanguera, o Ka tombou na pista e atingiu o funcionário, que trabalhava no local.
http://www.tribunademinas.com.br/gari-atingido-em-acidente-tem-perna-amputada/

ANIVERSÁRIO DE AMIGOS - COLUNISTA CACÁ SALERMO



COMEMORA, HOJE, MAIS UM ANIVERSÁRIO NOSSO AMIGO E IRMÃO COLUNISTA CACÁ SALERMO.


DESEJAMOS MUITAS FELICIDADES, PAZ, SAÚDE, REALIZAÇÕES E SUCESSOS NA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL.

FRATERNO ABRAÇO.

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

4ª Brigada de Infantaria Leve – Visita do Comandante Militar do Leste

Juiz de Fora (MG) – No dia 11 de agosto, o Comandante Militar do Leste, General Fernando Azevedo e Silva visitou à 4ª Brigada de Infantaria Leve (Montanha), com participação de todas as organizações militares subordinadas e vinculadas da Guarnição. 

Estiveram também presentes na visita o Comandante da 4ª Região Militar, General Mario Lucio Alves de Araujo, e o Comandante da 1ª Divisão do Exército, General Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira.

  • Fonte: 4ª Bda Inf L





http://www.eb.mil.br/

Câmara pode abrir impeachment contra Dilma antes de decisão do TCU, diz Caiado

Um dia após as manifestações em todo o país pedindo, entre outras questões, o afastamento da presidente Dilma Rousseff, o líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), disse que a Câmara não precisa aguardar a conclusão das análise das contas do governo da petista de 2014 para abrir processo de impeachment.

Para Caiado, os decretos não numerados com abertura de crédito especial em 2014 que autorizam as pedaladas fiscais já são suficientes para o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), autorizar a abertura do processo.

Segundo o senador, os decretos liberam crédito suplementar, de mais de R$ 17 bilhões, sem aprovação do Congresso e descumprindo a Constituição Federal e a Lei de Responsabilidade Fiscal.

"Diante do momento que estamos vivendo com o rastreamento desses decretos configurando as pedaladas fiscais, a Câmara dos Deputados não precisa mais esperar o término da análise das contas da presidente pelo TCU para abrir o processo de impeachment", afirmou Caiado nesta segunda-feira, 17, em nota da assessoria de imprensa.

O líder do DEM destacou que, ao mesmo tempo, espera o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) retomar o mais rápido possível o julgamento de ação do PSDB que pretende impugnar o mandato de Dilma. O julgamento foi suspenso na quinta-feira, 13, com dois votos favoráveis e um contrário ao prosseguimento da ação. "Está claro, após as várias delações premiadas, a utilização de caixa 2 para abastecer a campanha do PT", avaliou.

Manifestações
Para Caiado, as manifestações deste Domingo mostram a convergência da população que cobram uma solução para a crise e não suportam mais a falta de credibilidade do governo para resolver a situação.

"O que assistimos nas ruas ontem foi a falta de esperança do povo, esperança que foi roubada pelo PT, o desespero e a cobrança da população por uma solução para a crise. Não é possível convivermos mais com essa situação que escandaliza o Brasil e a falta de credibilidade da presidente para unificar o País. Houve uma convergência total nas ruas pelo combate à corrupção e a saída do PT do poder", afirmou Caiado.

O líder do DEM citou a participação do Nordeste nas passeatas que ocorreram em mais de 200 cidades brasileiras. "Pudemos observar pela primeira vez, desde o dia 15 de março (data da primeira manifestação), a participação expressiva das cidades do Nordeste que até então não tinha se atentado para a extensão das barbaridades cometidas pelo PT. Todo o País está cansado de ser duramente penalizado por um governo corrupto e incompetente", concluiu o líder.


http://www.hojeemdia.com.br/noticias/politica/camara-pode-abrir-impeachment-contra-dilma-antes-de-decis-o-do-tcu-diz-caiado-1.340330

MERCADO É ASSALTADO NO BAIRRO DE LOURDES EM JUIZ DE FORA

Moto com placa adulterada é usada por dupla para roubar R$ 300 de mercado

pm
Dois assaltantes levaram mais R$ 300 de um mercado no último domingo, 16, no bairro Nossa Senhora de Lourdes. Conforme o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), dois homens chegaram no estabelecimento, na rua José Francisco Garcia, em uma moto, por volta das 13h30. O carona armado com arma de fogo desceu do veículo e anunciou o assalto. Ele ameaçou a funcionária, 28 anos, e ordenou que ela entregasse todo o dinheiro do caixa. Após pegar os R$ 318, o suspeito retornou a moto e fugiram.
O sistema de câmeras de segurança do mercado conseguiu filmar toda a ação dos ladrões, sendo filmada a placa da moto. Mas, conforme a PM a placa e cor do veículo estavam adulterados, para dificultar sua identificação. A motocicleta foi sinalizada como objeto de furto e já teria sido usada para a prática de diversos crimes. Os policiais não conseguiram identificar os autores.
http://www.acessa.com/cidade/arquivo/noticias/2015/08/17-moto-com-placa-adulterada-e-usada-por-dupla-para-roubar-r-300-de-mercado/

Justiça condena Cerveró e Baiano por corrupção e lavagem de dinheiro

Ambos respondem por envolvimento em crimes desvendado pela Lava Jato.
Julio Camargo, delator do esquema de corrupção também foi condenado.

Bibiana Dionísio e Thais KaniakDo G1 PR
Camargo, Cerveró, Youssef e Baiano (Foto: Reprodução, Alaor Filho/Estadão Conteúdo, Félix R./Futura Press/Estadão Conteúdo, Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)Camargo, Cerveró, Youssef e Baiano (Foto: Reprodução, Alaor Filho/Estadão Conteúdo, Félix R./Futura Press/Estadão Conteúdo, Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)
A Justiça Federal condenou nesta segunda-feira (17) o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró, o lobista Fernando Baiano e Júlio Camargo, ex-consultor da Toyo Setal por crimes como corrupção e lavagem de dinheiro.

Os três são acusados de envolvimento no esquema de fraude, corrupção, desvio e lavagem dinheiro descoberto dentro da Petrobras pela Operação Lava Jato. Eles foram acusados de receber e intermediar propina em contratos da estatal.

O doleiro Alberto Youssef, que é considerado peça chave no esquema criminoso, também é réu nesta ação. Entretanto, ele foi absolvido do crime de lavagem. O juiz Sérgio Moro, responsável pelas ações penais na primeira instância, avaliou que não há prova suficiente sobre esta prática. Dos condenados, apenas Julio Camargo não está preso.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), Fernando Baiano e Nestor Cerveró são suspeitos de receber US$ 40 milhões de propina nos anos de 2006 e 2007 para intermediar a contratação de navios-sonda para a perfuração de águas profundas na África e no México. Fernando Baiano era representante de Nestor Cerveró no esquema, segundo a denúncia apresentada pelo MPF em dezembro de 2014.

Veja pelo que cada um foi condenado

Nestor Cerveró - corrupção passiva e lavagem de dinheiro - 12 anos e 3 meses de prisão
Fernando Baiano - corrupção passiva e lavagem de dinheiro - 16 anos e um mês de prisão
Julio Camargo - corrupção ativa e lavagem de dinheiro - 14 anos de prisão, porém, devido ao acordo de colaboração, deverá pegar cinco anos, em regime aberto.

Esta é a segunda condenação do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró ligada à Lava Jato. A Justiça o considerou culpado pelo crime de lavagem de dinheiro na compra de um apartamento de luxo no Rio de Janeiro impondo pena de cinco anos de reclusão. O imóvel, segundo o Judiciário, foi pago com dinheiro de propina.

Procurada pelo G1, a defesa de Nestor Cerveró, representada pela advogada Alessi Brandão, não quis comentar. O advogado de Fernando Baiano, Nélio Machado, disse que ainda não tem conhecimento do teor da condenação e que vai se pronunciar sobre o caso ainda nesta segunda-feira. Já Antônio Figueiredo Basto, que defende Júlio Camargo, não foi localizado pela reportagem.
Delação premiada
Julio Camargo é um dos delatores da Lava Jato, ou seja, passou informações ao MPF sobre o esquema em troca de benefícios em caso de condenação.

Na sentença desta segunda-feira, Moro afirmou ter notícias de que Cerveró e Baiano também estão negociando acordo de colaboração.
De acordo com o MPF, até 3 de agosto, 22 pessoas investigadas pela Lava Jato firmaram acordo de delação premiada. Outros seis acordos são mantidos em sigilo.

A denúncia
Nestor Cerveró, que comandou a Diretoria Internacional entre 2003 e 2008, utilizou o cargo para privilegiar empresas em negociações comerciais em contratos com a Petrobras em troca de propina, de acordo com a denúncia.
Cerveró tinha na figura de Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, um operador financeiro para viabilizar o pagamento de propina por parte de Júlio Camargo, ex-consultor da empresa Toyo Setal, ainda conforme a denúncia.
Segundo o Ministério Público Federal, a propina foi de US$ 40 milhões. A quantia referia-se a contratação de um estaleiro sul-coreano.
A acusação argumenta que para dar aparência lícita à propina foram firmados dois contratos com uma empresa de Júlio Camargo, totalizando US$ 53 milhões – US$ 13 milhões ficariam com Júlio Camargo.
Ainda conforme os procuradores, Júlio Camargo passou a sofrer diversas pressões de Fernando Soares, o qual agia em nome de um dos agentes políticos destinatários finais da propina das sondas. Fernando Soares é suspeito de operar a cota do PMDB no esquema de corrupção. O PMDB nega a acusação.
O MPF afirma que o pagamento de propina foi viabilizado de quatro maneiras diferentes: transferências fracionadas no exterior, transferências realizadas em território nacional entre empresas de Júlio Camargo e Alberto Youssef, falsos contratos de prestação de serviços e por meio de notas fiscais frias.
O que disseram as defesas
Nas alegações finais anexadas à ação penal, a defesa de Camargo argumentou que o acusado celebrou o acordo de colaboração com o MPF e revelou o seus crimes. Além disso, os advogados afirmaram que o delator não praticou o crime de corrupção ativa.

Já a defesa de Cerveró argumentou, também nas alegações finais, que a Justiça Federal é incompetente para processar e julgar o feito e que os depoimentos do delator Júlio Camargo deveriam ser considerados nulos, pois seriam contraditórios. A defesa ainda afirmou que não houve crime de corrupção e que a contratação dos navios-sonda foi regular.

A defesa de Baiano também afirmou nas alegações finais que o Justiça Federal é incompetente para processar o feito. Também foi dito que a contratação das sondas foi positiva para a Petrobras, que o recebimento de comissões por intermediação de negócios não caracteriza crime de corrupção e que não há prova do pagamento de valores a Cerveró.
http://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2015/08/justica-condena-cervero-e-baiano-por-corrupcao-e-lavagem-de-dinheiro.html