quinta-feira, 13 de abril de 2017

INSTITUTO DE GEOGRAFIA E HISTÓRIA MILITAR DO BRASIL - CONVITE


13 DE ABRIL - DIA DO HINO NACIONAL BRASILEIRO

O Brasil comemora hoje o dia do Hino Nacional. A data foi escolhida porque foi no dia 13 de abril de 1831 que a música composta em 1822 pelo professor e maestro Francisco Manuel da Silva foi executada pela primeira vez em público. Foi na despedida de dom Pedro I que voltava para Portugal, deixando o trono para o filho.

A letra, de Ovídio Saraiva de Carvalho e Silva, celebrava a liberdade do Brasil. Neste período, foi batizado como Hino ao Sete de Abril - data da abdicação do imperador.

A música se tornou bastante popular. Mas o povo não adotou a letra e cantava o hino com versos próprios. Havia diversas versões, todas relacionadas à monarquia.

Em 1841, com a coroação de Dom Pedro II, a letra do hino foi trocada e passou a ser considerada como o Hino Nacional Brasileiro, embora não tenha sido oficializada como tal.

Em 1889, com a Proclamação da República, foi aberto um concurso para eleger o novo hino. Mas a canção vencedora não foi aceita pelo povo.

A recusa levou o presidente da República, Marechal Deodoro da Fonseca a oficializar o hino antigo, de Francisco Manuel da Silva, como Hino Nacional Brasileiro.

Durante quase um século, o Hino Nacional foi executado sem ter, oficialmente, uma letra. As tentativas de acrescentar um texto à música não vingaram. Segundo os historiadores, os versos não eram bons: os primeiros, carregados de ressentimentos, insultavam os portugueses; os outros pecavam pelas bajulações ao soberano reinante.


Em 1909, um novo concurso foi aberto para escolher uma letra para o Hino. O Poema vencedor foi de Joaquim Osório Duque Estrada. A composição foi comprada pelo então presidente Epitácio Pessoa, por meio de um decreto de agosto de 1922.

A oficialização do Hino Nacional, por lei, no entanto, só aconteceu em setembro de 1971. O hino adquirido por Epitácio Pessoa permanece até hoje.

O Hino Nacional Brasileiro é um dos quatro símbolos oficiais da República Federativa do Brasil. Deve ser executado em continência à Bandeira Nacional e ao presidente da República, ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal.

Sua execução é permitida ainda na abertura de sessões cívicas, nas cerimônias religiosas de caráter patriótico e antes de eventos esportivos internacionais. De acordo com a lei, durante a execução, todos devem tomar atitude de respeito, de pé e em silêncio.

Em caso de cerimônia em que se tenha que executar um hino nacional estrangeiro, este deve, por cortesia, preceder o Hino Nacional Brasileiro.

Desde o dia 22 de setembro de 2009, o Hino Nacional tornou-se obrigatório em escolas públicas e particulares de todo o país. Pelo menos uma vez por semana todos os alunos do ensino fundamental devem cantá-lo.

http://radioagencianacional.ebc.com.br/cultura/audio/2015-04/dia-do-hino-nacional-e-celebrado-184-anos-apos-composicao


quarta-feira, 12 de abril de 2017

ANIVERSÁRIO DE AMIGOS - 12 DE ABRIL DE 2017


Ten Noslen Toledo



Carlos Humberto Batista Afonso

Eliel Delgado

12 DE ABRIL- DIA DO SERVIÇO DE INTENDÊNCIA

Na pessoa do chefe e amigo Cel Alexandre Kury, cumprimento a todos os companheiros intendentes.




EXÉRCITO BRASILEIRO - VALORES MILITARES





COMEMORAÇÃO DO DIA DO EXÉRCITO EM JUIZ DE FORA


A 4ª Brigada de Infantaria de Montanha, sob o comando do Gen Leite, realizará no 4º Grupo de Artilharia de Montanha, no próximo dia 19 de abril, às 10h, a solenidade em comemoração do Dia do Exército.

Traje civil: Passeio completo

Montanha!




DIRETO DO TWITTER DO COMANDANTE DO EXÉRCITO



terça-feira, 11 de abril de 2017

CERIMÔNIA DE PROMOÇÃO DOS NOVOS GENERAIS DO EXÉRCITO


Brasília (DF) – O generalato é o ápice das carreiras dos militares do Exército Brasileiro, pertencentes às Armas, Quadros ou Serviços com previsão de promoções até esse posto. De acordo com a legislação vigente, podem chegar a esse patamar oficiais combatentes, oriundos da Academia Militar das Agulhas Negras; engenheiros do Instituto Militar de Engenharia; e médicos da Escola de Saúde do Exército. No último dia 31 de março, 18 desses militares alcançaram tal feito, sendo promovidos a General de Brigada.

O posto de oficial-general é revestido de peculiaridades e tradições compatíveis com a importância do mais alto círculo de oficiais do Exército. No dia 6 de abril, o legado foi mantido, em evento presidido pelo Ministro da Defesa, com a presença do Comandante do Exército, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, e integrantes do Alto-Comando do Exército de ontem e de hoje.

Essa cerimônia, em Brasília, marcou a entrega, aos mais novos generais da Força Terrestre, da espada, réplica do sabre usado em campo de batalha pelo Duque de Caxias, Patrono do Exército. Durante a solenidade, os recém-promovidos receberam o Bastão de Comando, artefato de uso privativo aos oficiais-generais da ativa, confeccionado em pau-brasil e que é símbolo perene da autoridade que representam.

No mesmo dia, no Palácio do Planalto, ocorreu outro momento marcante que integrou as celebrações alusivas à promoção. Os generais promovidos receberam as congratulações do Presidente da República, Comandante Supremo das Forças Armadas, em solenidade revestida de grande simbolismo e significação.
http://www.eb.mil.br

CLUBES DE FUTEBOL DEVEM QUASE 800 MILHÕES A PREVIDÊNCIA


Lista dos clubes com maior dívida na Previdência Sociai: Flamengo lidera (Foto: SporTV.com)http://sportv.globo.com/site/programas/redacao-sportv/noticia/2017/04/viloes-da-previdencia-fla-lidera-lista-de-clubes-no-rombo-de-r-800-milhoes.html

Lava Jato: Fachin abre inquérito contra ministros e parlamentares, diz jornal; veja lista...



MINISTROS

Blairo Maggi (PR-MT)

Bruno Araújo (PSDB-PE)

Eliseu Padilha (PMDB-RS)

Gilberto Kassab (PSD -SP)

Guido Mantega (PT-SP), ex-ministro

Helder Barbalho (PMDB-PA)

José Dirceu (PT-SP), ex-ministro

Marcos Pereira (PRB-ES)

Moreira Franco (PMDB-RJ)

Paulo Bernardo (PT-PR)

Roberto Freire (PPS-SP)

Vital do Rego, ministro do TCU

PREFEITOS

Eduardo Paes (PMDB-RJ), ex-prefeito 

Napoleão Bernardes

Vado da Farmácia, ex-prefeito

Rosalba Ciarlini (PP-RN)

VEREADOR 

Cesar Maia (DEM-RJ)

MARQUETEIRO

Paulo Vasconcelos, marqueteiro de Aécio Neves

GOVERNADORES

Luís Alberto Maguito Vilela (PMDB-GO)

Renan Filho (PMDB-AL)

Robinson Faria (PSD-RN)

Tião Viana (PT-AC)

SENADORES

Eunício Oliveira (PMDB-CE)

Aécio Neves (PSDB-MG)

Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP)

Antonio Anastasia (PSDB-MG)

Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)

Ciro Nogueira (PP-PI)

Dalirio Beber (PSDB-SC)

Edison Lobão (PMDB-MA)

Eduardo Amorim (PSDB-SE)

Eduardo Braga (PMDB-AM)

Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)

Fernando Collor (PTC-AL)

Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN)

Humberto Costa (PT-PE)

Ivo Cassol (PP-RO)

Jorge Viana (PT-AC0

José Agripino (DEM-RN)

José Serra (PSDB-SP)

Kátia Abreu (PMDB-TO)

Lídice da Mata (PSB-BA)

Lindbergh Farias (PT-RJ)

Maria do Carmo Alves (DEM-SE)

Marta Suplicy (PMDB-SP)

Luís Alberto Maguito Vilela (PMDB-GO) - Ex-senador e governador

Omar Aziz (PSD-AM)

Paulo Rocha (PT-PA)

Renan Calheiros (PMDB-AL)

Ricardo Ferraço (PSDB-ES)

Romero Jucá (PMDB-RR)

Valdir Raupp (PMDB-RO)

Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)

DEPUTADO ESTADUAL

Ana Paula Lima (PT-SC)

DEPUTADOS FEDERAIS

Rodrigo Maia (DEM-RJ)

Alfredo Nascimento (PR-AM)

Antonio Brito (PSD-BA)

Arlindo Chinaglia (PT-SP)

Arthur Maia (PPS-BA)

Betinho Gomes (PSDB-PE)

Beto Mansur (PRB-SP)

Cacá Leão `(PP-BA)

Carlos Zarattini (PT-SP)

Celso Russomanno (PRB-SP)

Daniel Almeida (PCdoB-BA)

Daniel Vilela (PMDB-GO)

Décio Lima (PT-SC)

Dimas Fabiano (PP-MG)

Fábio Faria (PSD-RN)

Felipe Maia (DEM-RN)

Heráclito Fortes (PSB-PI)

Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE)

João Carlos Bacelar (PR-BA)

João Paulo Papa (PSDB-SP)

José Carlos Aleluia (DEM-BA)

José Reinaldo (PSB-MA)

Julio Lopes (PP-RJ)

Jutahy Junior (PSDB-BA)

Lucio Vieira Lima (PMDB-BA)

Marco Maia (PT-RS)

Maria do Rosário (PT-RS)

Mário Negromonte Jr. (PP-BA)

Milton Monti (PR-SP)

Nelson Pellegrino (PT-BA)

Onyx Lorenzoni (DEM-RS)

Paes Landim (PTB-PI)

Paulo Henrique Lustosa (PP-CE)

Paulo Pereira da Silva (SD-SP)

Pedro Paulo (PMDB-RJ)

Rodrigo Garcia (DEM-SP)

Vander Loubet (PT-MS)

Vicente Candido (PT-SP)

Vicentinho (PT-SP)

Yeda Crusius (PSDB-RS)

Zeca Dirceu (PT-PR)

Zeca do PT (PT-MS)

EX-DEPUTADOS FEDERAIS

Cândido Vaccarezza

Valdemar da Costa Neto

OUTROS 

Eron Bezerra, Marido de Vanessa Grazziotin

Márcio Toledo, arrecadador de campanhas de Marta Suplicy

João Carlos Gonçalves Ribeiro, ex-secretário de Planejamento de Rondônia

José Feliciano

Marco Arildo Prates da Cunha

Edvaldo Pereira De Brito

Humberto Kasper

Paulo Vasconcelos, marqueteiro de Aécio Neves

Moisés Pinto Gomes, marido de Kátia Abreu

Rodrigo de Holanda Menezes Jucá, filho de Romero Jucá

Ulisses César Martins de Sousa, advogado

http://oglobo.globo.com/brasil/lava-jato-lista-de-fachin-tem-9-ministros-de-temer-cupula-do-congresso-21194275


Decreto de Michel Temer transfere para reserva 16 oficiais generais


O presidente Temer determinou a transferência para a reserva de 16 generais de uma só vez. 

Todos os  generais, com exceção do General WALDEMAR BARROSO MAGNO NETO, que ocupava o cargo de Comandante do IME, foram transferidos para a reserva ex-officio (motivo de serviço).


Revista Sociedade Militar publica abaixo a lista dos oficiais transferidos para a reserva por determinação de MICHEL TEMER
General de Exército OSWALDO DE JESUS FERREIRA. Exonerado do cargo de Chefe do Departamento de Engenharia e Construção;
General de Divisão Engenheiro Militar WALDEMAR BARROSO MAGNO NETO.
General de Divisão Combatente LUIZ FELIPE LINHARES GOMES.
General de Divisão Combatente LAURO LUÍS PIRES DA SILVA; Exonerado do cargo de Comandante Logístico do Hospital das Forças Armadas.
General de Divisão Combatente ANTONINO DOS SANTOS GUERRA NETO; Exonerado do cargo de Comandante da 2ª Região Militar.
General de Divisão Combatente JOSÉ CARLOS CARDOSO; 
General de Divisão Combatente ÁLVARO GONÇALVES WANDERLEY; 
General de Divisão Combatente EDUARDO ARNAUD CYPRIANO; 
General de Brigada Intendente HELCIO DE FREITAS MARTINS; 
General de Brigada Engenheiro Militar PEDRO SOARES DA SILVA NETO; 
General de Brigada Combatente FRANCISCO MAMEDE DE BRITO FILHO; 
General de Brigada Combatente RONALDO BARCELLOS FERREIRA DE ARAUJO; 
General de Brigada Combatente ENIO MACHADO MARTINS JUNIOR; 
General de Brigada Combatente CARLOS ROBERTO PINTO DE SOUZA; e 
General de Brigada Combatente ANTONIO EUDES LIMA DA SILVA. Exonerado do cargo de Diretor de Serviço Militar.
Revista Sociedade Militar – A Revista Militar do Brasil


http://www.sociedademilitar.com.br/wp/2017/04/presidente-michel-temer-determina-exoneracao-transferencia-para-reserva-16-generais-de-uma-vez.html