sexta-feira, 16 de junho de 2017

DIA DA ARTILHARIA NO 4º GAC L


No último dia 10 de junho, o 4º Grupo de Artilharia de Leve (Montanha), Grupo Marquês de Barbacena, realizou a solenidade em comemoração ao dia da Artilharia.

A solenidade foi presidida pelo Gen Leite, comandante da 4ª Brigada de Infantaria Leve (Mth), Brigada 31 de Março.


 Poema "Se" pelo Ten Machado

 Desfile dos eternos artilheiros

video


 Desfile do NPOR

 Desfile do grêmio de Artilharia do Colégio Militar de Juiz de Fora
Desfile do 1º ano do Curso de Formação de Sargentos

Fotos: Comunicação Social do 4º GAC L

PLANO DE CARREIRA DOS OFICIAIS DO EXÉRCITO - IMPORTANTE


No Informex nº 20, publicado no último dia 14, o Comando do Exercito comunicou à Força Terrestre as diretrizes para reformulação do Plano de Carreira dos Oficiais da Linha Bélica, leia-se os formados na Academia Militar das Agulhas Negras. O objetivo do Plano - diz a nota - é 'reter e motivar os recursos humanos da Instituição, de forma a alcançar a maior meritocracia possível e a operacionalidade desejada'. 

Confira as principais medidas:

Especialização obrigatória para Aspirantes
Os recém-egressos da AMAN deverão realizar um curso de especialização no primeiro ano de tropa. A finalidade é especializar e adaptar os aspirantes às peculiaridades da organização militar.

Aperfeiçoamento antecipado
Os capitães deverão realizar o curso de aperfeiçoamento na EsAO nos dois primeiros anos no posto (o primeiro ano à distância e o segundo, presencial). Como o curso não funcionou em 2016, em função da Olimpíada, criou-se uma defasagem no número de capitães aperfeiçoados. A EsAO aumentou o número de alunos em 10%, visando atingir o estabelecido até 2026.

Curso habilita só até major
A EsAO deixará de habilitar seus concludentes para a promoção até coronel. Os oficiais da AMAN formados a partir de 2005, ao concluírem o curso, estarão aptos apenas à promoção ao posto de major.

Opções de carreira
Três opções estarão disponíveis para os oficiais que pretenderem avançar na carreira: a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), único caminho para ascender ao generalato, o Curso de Gestão e Assessoramento de Estado-Maior (CGAEM) ou a chamada carreira em Y, direcionada principalmente ao magistério nas escolas e colégios militares. Estas duas últimas modalidades permitem o acesso até o posto de coronel.

ECEME: quatro tentativas
O Concurso de Admissão para a Escola de Comando e Estado-Maior será limitado a quatro oportunidades, até o terceiro ano do posto de major.

Leia a íntegra no endereço abaixo:

http://www.eb.mil.br/documents/16768/7902285/INFORMEX%20N%C2%BA%20020

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Liga da Escolas de Samba do Rio suspende desfiles do Carnaval 2018

Desfile da escola de samba Portela, pelo grupo especial, no Sambódromo Fernando Frazão/Arquivo/Agência Brasil

As escolas de samba do Grupo Especial da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) divulgou uma nota no final da noite de ontem (14), no Facebook da liga, em que decide que não haverá desfiles das escolas do grupo especial do Rio de Janeiro no carnaval de 2018 após a decisão do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, de cortar pela metade os recursos da subvenção destinados às escolas de samba.

A decisão da Liesa foi tomada durante uma reunião na sede da entidade com a participação de presidentes das escolas de samba. Segundo a nota, presidentes das escolas de samba e a Liesa  aguardam o agendamento de uma audiência já solicitada para tentar “encontrar uma solução para o problema”.

Na nota, a Liesa destaca os “benefícios econômicos, financeiros, de geração e renda, além da valorização da imagem da cidade do Rio de Janeiro e do Brasil” e o aumento substancial da arrecadação de impostos e receitas diretas e indiretas “proporcionadas durante o período de preparação e realização dos desfiles carnavalescos”.

Segundo a Liesa, o corte de 50% dos recursos “trará graves consequências para produção do espetáculo” e tornará os desfiles inviáveis de serem feitos com a mesma qualidade com que estavam sendo produzidos.  A entidade também destacou que Crivella, enquanto candidato, visitou a sede da Liesa e firmou um compromisso de manter o subsídio aos desfiles, com perspectiva de aumentar os recursos.

Prefeitura

A prefeitura do Rio divulgou, na segunda-feira (12), a decisão do corte e informou que os recursos destinados às escolas de samba seriam transferidos para aumentar o repasse de manutenção de creches conveniadas com o município. De acordo com a prefeitura, as agremiações receberam cerca de R$ 24 milhões para os desfiles de 2017, e, agora, 50% do valor serão revertidos para melhorar a alimentação e o material escolar das crianças.

Quando a decisão foi divulgada, a prefeitura garantiu que o remanejamento não significa que as escolas de samba ficariam sem recursos. A ideia oficial é fazer investimentos diretamente nas agremiações por meio do Conselho de Turismo com a utilização de um fundo setorial ou por cadernos de encargos.

Edição: Fábio Massalli
http://agenciabrasil.ebc.com.br/cultura/noticia/2017-06/liesa-suspende-desfile-de-escolas-de-samba-no-rio-em-2018-apos-corte-de

terça-feira, 13 de junho de 2017

ANIVERSÁRIO DE AMIGOS - ALEXANDRE LIMA MENINI




COMEMORAÇÃO DO DIA DA ARTILHARIA NO 32º GAC EM BRASÍLIA/DF



Vídeo mostra capitão do Exército detido por causar tumulto em restaurante de Teresina






Teresina (PI) - Um capitão da reserva do Exército foi detido na noite de ontem (11) acusado de provocar tumulto em um restaurante no bairro Marquês, zona Norte de Teresina (PI). Levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), ele foi flagrado dando uma cabeçada em um dos médicos que tentava atendê-lo.

O caso foi levado para a Central de Flagrantes, onde o foi registrado termo circunstânciado de ocorrência contra o capitão pelas agressões. Ele teria se recusado a pagar a conta do restaurante e agredido garçons, garçonetes e a dona do estabelecimento.

A Polícia Militar foi acionada e relatou que o capitão teria supostamente batido a cabeça contra a parede para alegar que foi agredido. Ferido, ele foi levado pelos PMs para o HUT, onde a equipe médica tentou atendê-lo.

Um vídeo obtido pela TV Cidade Verde mostra o capitão, com o rosto ensanguentado, acompanhado por policiais enquanto um médico se aproxima. O oficial do Exército grita: "tu é um idiota!" e se move para dar uma cabeçada no médico.

Depois da Central de Flagrantes, o capitão foi levado para o comando da guarnição do Exército, no 2º Batalhão de Engenharia e Construção (2º BEC), que informou que o oficial será submetido ao regramento disciplinar e sofrer sanções por seus atos, mesmo sendo da reserva.

Com informações de Tiago Melo (TV Cidade Verde) redacao@cidadeverde.com

http://cidadeverde.com/noticias/249695/apos-tumulto-em-bar-capitao-do-exercito-da-cabecada-em-medico-no-hut-e-e-detido

O JOGADOR NA IGREJA - UM ABENÇOADO DIA DE SANTO ANTONIO


video

PRIMEIRO FEIRÃO SHOWCASE MÓVEIS - NÃO PERCA


O empresário João do Joaninho está promovendo, de 09 a 25 de junho, o 1º Feirão de sua empresa Showcase com excelentes móveis confeccionados em madeiras de demolição puramente ecológicos, com descontos de até 65%.


A Showcase fica na Rua Benjamin Constant, 278, esquina com Av. Brasil, no centro.

Aberto todos os dias.

video

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Comandante do EXÉRCITO concede entrevista a jornal CHILENO

Comandante do EXÉRCITO concede entrevista a jornal CHILENO e fala sobre crise e funcionamento das instituições
Villas Bôas divulgou em seu TWITTER a entrevista concedida.  "As instituições funcionam e demonstram solidez", diz o general de Exército, comandante da força terrestre.
Na entrevista o comandante do Exército disse que as instituições brasileiras estão funcionando perfeitamente e que o Exército continuará a ser um “protagonista silencioso”.
Veja um trecho:
El Mercúrio: Qual tem sido o papel do Exército brasileiro durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff e Michel Temer, atual presidente?
General Villas Bôas: "O Exército Brasileiro é uma instituição estatal que baseia suas ações em absoluta conformidade com a Constituição, fazendo esforços para cumprir as suas responsabilidades nos termos da Constituição.
El Mercurio: “Você argumentou que as instituições democráticas brasileiras trabalham. No entanto, o país está imerso em uma profunda crise política. Quando você diz que as instituições estão funcionando, você se refere à justiça?
General Villas Boas: "Me refiro a todas as instituições, em todos os três níveis de poder. Estas são as mesmas instituições que permanecem em pleno funcionamento e dentro da normalidade democrática vêm produzindo resultados de solução para a crise que ocorre no Brasil".
El Mercurio: Que papel pode assumir o Exército no futuro, se o Presidente Temer for retirado?
General Villas Bôas: Mesmo com a crise que o país está passando, as instituições nacionais permanecem em pleno funcionamento, demonstrando a força da democracia brasileira. O Exército Brasileiro é  uma instituição nacional permanente e regularmente organizada com base na hierarquia e na disciplina, e sob a autoridade suprema do Presidente e continuará a cumprir o papel previsto na Constituição".


Exército recebe campanha do Dia do Soldado produzida por alunos da UniCEUB